Boarding School The Horror

Amanda, é uma menina forte por fora, mas é uma garota sensível por dentro. Seus Pais, nunca foram os melhores Pais do mundo, por não apoiar a filha em lugar nenhum, e em sonho nenhum. Amanda, cresceu com ódio em seu coração, e se tornou uma garota forte, roqueira, e adora preto. Seus Pais, a achando muito Rebelde, enviaram-na, para um internato, cujo a garota achava que era uma escola famosíssima. Amanda não se dá bem com a maioria das pessoas do internato, mas por amor, ela vai mudar muito...

15Likes
16Comentários
695Views
AA

11. Boarding School The Horror - O Vigésimo Nono Assassinato Part. 3 (Final)

E ai docinho, já descobriu? Não, nunca vai descobrir! (Risadas)... É incompetência demais... Você já teve uma quedinha por mim que eu mesmo sei! Sabia que é o vigésimo nono assassinato ocorrido nesse internato por minha causa?!

No mesmo momento, a pessoa misteriosa desliga a chamada. Fiquei paralisada. Era tudo muito estranho... Percebi que a ligação tinha sido gravada, e quando coloquei pra tocar, só ouvia-se chiados. Será que... Será que... Aquela ligação de madrugada realmente aconteceu? Será falava com uma criatura sobrenatural? Já tive uma quedinha?! A única pessoa que já me apaixonei foi o Leonardo! Ou será que estou esquecendo alguém...? Nesse momento Larissa vem me chamar para descer ao pátio, para que participasse da reunião entre nós e ''responsáveis''. Descemos TODAS as escadas (É, somos ninjas demais) e logo já estávamos no pátio. Era engraçado, pois lá estavam muitos bebês zanzando pra lá, e pra cá. Fiquei imaginando o pior, mas logo a diretora começa a falar:

 

- Chamei vocês para dizer que esses bebês não tem lar, e os orfanatos da região estão lotados. Mesmo aqui não sendo um orfanato, esses bebês ficaram conosco. Separei algumas pessoas para cuidarem deles como se fossem irmãos. As pessoas são:

Amanda

Larissa

Leonardo

Milene 

 

Fiquei em silencio esperando a continuação daquela palhaçada comigo.

 

- Bem, continuando, esses nomes farão duplas, Leonardo e Amanda, Larissa e Milene. Além dos deveres da escola, deverão arranjar tempo para cuidarem dos bebês. Os bebês ao todo são seis. As duas duplas ficaram com três bebês cada. A equipe que for chama, já pode vir aqui e pegarem três bebês. Equipe um: Leonardo e Amanda.

 

Me levantei do banco e fui até a diretora. Observava os bebês calmamente e percebi que haviam duas meninas e três meninos.

 

- E que tal pegarmos as duas meninas...? - Perguntei.

 

- Pode ser, mas eu quero um menino. Quero um filho nosso...

 

- Olha a boca!!

 

Leonardo pegou uma menina e um menino no colo e eu fiquei com a outra no colo, acariciando levemente seu rosto, por ser recém-nascida. A diretora fez um sinal para subirmos com os bebês, e foi o que fizemos, pegamos os bebês e subimos para meu dormitório. Lá arrumei todas as coisinhas deles num espaço pequeno, pois ainda dividia o quarto com as três... Que sumiram de repente... 

 

- Leonardo, você sabe por onde andam as três patricinhas que ficavam comigo...?

 

- Elas já saíram  daqui.

 

- Como ando desinformada.... Mas tudo bem. Vê se eles fizeram cocô... 

 

- Pelo que eu saiba, nós DOIS devemos cuidar deles. Não eu sozinho, ouviu, senhorita Amanda?

 

Os bebês do nada começaram a chorar, barulhos altos vinham do corredor.

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...