Boarding School The Horror

Amanda, é uma menina forte por fora, mas é uma garota sensível por dentro. Seus Pais, nunca foram os melhores Pais do mundo, por não apoiar a filha em lugar nenhum, e em sonho nenhum. Amanda, cresceu com ódio em seu coração, e se tornou uma garota forte, roqueira, e adora preto. Seus Pais, a achando muito Rebelde, enviaram-na, para um internato, cujo a garota achava que era uma escola famosíssima. Amanda não se dá bem com a maioria das pessoas do internato, mas por amor, ela vai mudar muito...

15Likes
16Comentários
693Views
AA

7. Boarding School The Horror - O Terror Na Floresta Part. 2

Fiquei com dó daquela mulher. Entrei em Manfred's, e três ônibus aviam chegado. Ah, não! Quase fui morta por um assassino, e ainda por cima perco o passeio!!? Avá só pode ser brincadeira!! A Diretora e os Alunos desceram do ônibus com alguns policiais. Fiquei com dúvida, então pensei: Ah não!! Será que outro aluno morreu e estão vindo me acusar?! Eu vou é dar no pé. Me virei devagar, quando a voz da Diretora me Gritou:

- Amanda...?

Ai que pena... ela descobriu o Brasil!! Me virei, e sem eu dizer uma se quer palavra, a Diretora me diz:

- Oh, princesa! Me desculpe por ter te acusado de ter matado o Zelador Josh. Os policias acharam provas em seu quarto, e no corredor. Assim como pegadas de sangue. Parabéns! Ah, e quer alguma recompensa? pode ser qualquer coisa!

A Diretora me dá um abraço confortador, e eu me senti como se estive cantando Whitney Houston The Greatest Love Of All. Nossa, já não chegava hora daquilo acontecer! Pelo menos, não estava mais sendo perturbada por Alunos irritantes, que ficam te olhando no meio do café, almoço, e janta. Enfim, tudo aquilo chegado ao fim. Nem tudo dura pra sempre. Ainda bem!! Então me lembrei daquela mulher que tinha salvado minha vida. Resolvi contar a história dela pra a Diretora, e arranjar uma casa onde ela possa morar. Mas... e melhor não... aquela história era boa para um segredo bem guardado! Então resolvi perguntar:

- Diretora, a quanto tempo trabalha aqui?

- Há 8 anos meu anjo. Por que a pergunta?

- Por nada, senhora Diretora.

My god!! Só pode ter sido essa Diretora que fez aquele crime com aquela mulher anônima... ou será que não? chega!! Resolvi que ia falar com a Diretora sim!! Então perguntei:

- Senhora Diretora, podemos conversar na sua Sala?

- Claro meu doce. Venha comigo.

Eu e a Diretora fomos a Sala dela, cheguei, e me sentei, prestes a começar a conversa:

- Então Diretora, quando vocês saíram sem me avisar, fiquei sozinha aqui no internato. Um homem avia entrado aqui, e me raptado, e me levado para uma floresta. Uma mulher avia me salvado, e me ajudou a chegar de volta aqui para Manfred's. Então... ela me contou uma história, que locomoveu meu coração. Ela disse que quando ela tinha 16 anos, veio aqui para Manfred's, e quando ela completou 18 foi expulsa pela Diretora. Eu gostaria que a senhora arrumasse um abrigo para ela viver feliz, e tranquila.

A Diretora começou a chorar em silêncio, com o olhar fixo a janela, olhando começar uma chuva inesperada. Fiquei em silêncio também, do que fazer a Diretora me odiar. Ficamos quietas 20 minutos. Depois disso, a Diretora disse chorando profundamente:

- Minha querida... o nome dela é Rosaya... fui eu que fiz aquela maldade com ela... me perdoe...

- Diretora... não sou eu que devo-lhe perdoar. E sim a Rosaya.

- Você tem razão Amanda... vou chamar policiais para irem comigo á floresta, e procurarem a Rosaya.

- Muito obrigada Diretora. Creio que ela vai te perdoar. Mas para isso, precisa colocar a mão na massa, está bem?

- Está bem querida. Seu coração é tão bom...

- Muito obrigada Diretora.

Sai da sala em silêncio, e decidi visitar a Biblioteca. Não vi ninguém lá, então, peguei um livro de terror, chamado Contos Para Não Dormir autor... Mr. T. Caramba. Aquele livro era demais. Fiquei lendo, lendo, lendo, até que que eu escuto passos na Biblioteca. Mas passos lentos, passos que pareciam querer ser discretos. Como eu estava lendo um livro de terror, aquela situação não estava nada normal. Me escondi atrás de uma prateleira, e aqueles passos continuavam. Puxa, eu nunca iria encontrar a tal pessoa que estava ali, tentando me assustar! Aquela Biblioteca era enorme! Até que escuto dois passos ao mesmo tempo. Não! Não! Não! Os passos agora eram dois?! Meu Deus, que filme de terror é esse que eu estou passando? Até que os passos ficaram silenciosos. Tão silenciosos que eu não pude ouvir mais. Ouvi a porta da Biblioteca fechar, e imaginei que os tal ''passos'' já aviam ido embora. Sai de trás da prateleira, e fui pegar minha bolsa, para sair já dali. Peguei minha bolsa, e quando viro:

- Ah!!! Seus... seus...

eram dois Alunos, uma garota, e um garoto, que pareciam ter mais ou menos a minha idade. Segurei o xingamento, pois tinha acabado de ser elogiada pela Diretora. A Debi, e o Loide (É isso que eu acho deles!!), ficaram rindo sem parar. Então tive que me defender:

- Ei, ei. Para de rir agora os dois, pois eu sou uma ÚNICA Aluna preferida da Diretora (Que mentira...), e posso ir lá e reclamar dos dois pombinhos... o que vocês acham?

Com medo, a garota responde:

- Não faria isso né? Não seja tão maléfica! Meu nome é Melody, e o dele é Miguel. Prazer.

Antes que eu pudesse responder, ouvimos Gritos vindos do corredor.

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...