Crazy Love

Mel é uma menina de 17 anos e é filha da empregada da mansão da família Malik. Mora sozinha em uma casinha pequena, mas arrumada, no fundo do terreno gigante da casa dos Malik. Estuda numa escola pública da Inglaterra e sua vida vai mudar...

3Likes
0Comentários
2420Views
AA

1. Quando tudo começou

Meu nome é Mel, tenho 17 anos e vivo nos fundos do terreno da casa dos Malik. Minha mãe é empregada da família Malik. Eu tenho cabelo ruivo natural, um corpo bom, vamos dizer, e minha vida já está inteira traçada.Eu vou ser empregada dos Malik. Minha mãe diz que não, mas eu sei que vou.

Eu não tenho muitas amigas, como adolescentes normais.Na verdade, só uma.Ela é meio maluca. Já fez a primeira tatuagem, e até já perdeu a virginidade. Ela é uma pessoa muito legal. Ela praticamente mora comigo.Depois da escola ela vem na minha casa e jantamos juntas. Só temos um problema. Ao lado do meu chalé, fica o chalé do Zayn.Ele fica ouvindo música alta o tempo inteiro, até de madrugada. Uma vez a Sam (que é o nome da minha melhor amiga) jogou uma pedra na janela do Zayn.Ele ficou bravo. Foi engraçado. Hoje vou ter que ficar no meu chalé sozinha. Sam foi presa e estamos economizando dinheiro para a fiança.Meu telefone toca.

-Alô?-falei.

-Oi.

-Quem é?

-Gata, ta afim de vir pra cá?

-Ah, meu deus, vai cagar, Zayn.-falei e desliguei.

O Zayn fica me ligando e falando isso o tempo inteiro.Bom, voltando para a minha vida...Eu tenho uma outra amiga, vamos dizer, ela é um cão. O nome dela é Canela.Canela fica comigo no meu chalé.É um poodle.

Zayn está batendo na porta.

-O que é?

-Posso entrar?

Resmunguei e deixei ele entrar.Ele se jogou no sofá.

-O quê você quer?

-A comida acabou na minha casa.

-Ah, então você quer comida?

-Não, gata.Eu quero que você cozinhe pra mim.

-Sua mãe sabe que você está aqui?

-Ela saiu.

-Ah, meu deus. Tabom, então.

Eu fui para a cozinha e montei dois sanduíches. Coloquei numa bandeja junto com guardanapos e dois copos de refrigerante.

-Aqui.Come e vai embora.

-Não vai ficar comigo?

-Não.Vou para o meu quarto arrumar minhas coisas.

-Fica comigo, por favor?

-Ta...-resmunguei.

Eu comi meu lanche e fui escovar meus dentes. Zayn ficou vendo TV até umas dez horas da noite.

-Zayn, agora você vai embora.

-Por quê, gata?

-Em primeiro lugar: não me chame de gata. Segundo: já está tarde.Eu tenho que dormir.

-Mas é sexta feira.

-Mas amanhã eu vou ver a Sam bem cedo.

Abri a porta e fui para o meu quarto.Não sosseguei até a porta bater.Eu destranquei o meu quarto e fui até a cozinha lavar a louça.Eu estava lavando louça quando percebi duas mãos grandes passando pelo meu corpo.

-Hoje hoje você terá a melhor noite da sua vida, gata.

-Não, não vou.

-Muitas garotas dariam tudo para ter uma noite dessas comigo.

-Eu não.

-Você é virgem?

-Por quê isso te interessa?

-Eu quero saber.

-Tabom.Sou sim.

-Beleza.-ele terminou de falar isso e começou a me beijar.Um beijo forte, e quente.Ele começou a passar as mãos pelo meu corpo inteirinho.

Ele parou de me beijar e disse :

-Você não sente nada?

-Não, e agora você vai embora.

-Não vou.-ele disse isso e me encostou na parede.

-Vai sim.-eu falei, me soltando dele.

-Ah, qualé?Porque não quer deixar de ser virgem comigo?

-Quero fazer isso na hora certa.

-Não acha que essa seja a hora certa?

-Não acho.

-Eu acho.Por favor.É o sonho de todas fazer isso comigo.

-Mas não é o meu.

-Eu te pago.

-Não sou puta pra você pagar pra ficar comigo.

-Mas faz de graça então.

Olhei pra ele com cara de "me deixa em paz".

-Eu juro que vai ser bom.

-Mas eu não quero, Zayn.

-E se eu te pegar de surpresa denovo?

-Não, não e não.

-Como você é exigente!

-Sou mesmo!

-Vou embora, mas amanhã...

-Tchau.

Ele queria fazer aquilo comigo. Meu deus. A primeira coisa que eu fui fazer foi ir dormir.

Acordei bem cedo, me arrumei e fui visitar a Sam na prisão.

Lá começamos a conversar.

-Zayn quer ficar comigo.

-Não faz isso.

-Eu sei.E quer que eu perca a virginadade com ele.

-Vai lá, garota.

-Sam!

-Eu acho que é a hora certa.Garota, olha sua idade!Você devia ir e fazer.

-Não, Sam.

-Eu acho que é uma boa ideia.

-Conto pra minha mãe?

-De jeito nenhum!

-Ta.

-Arranjei mais grana.

-Como?

-Nem queira saber.

-Hum, e eu também. Custa 500 libras.Estamos com 200.

-Vamos conseguir.

-Mas só vou te soltar daí se você prometer não fazer nada de errado denovo!

-Ta.Eu prometo.Voltando ao outro assunto..

-Ai, Sam.

- Vai com ele.Vai que ele gosta de você!

-Ele gosta de todas.

-Bom, mas mesmo que eu for com ele, eu não tenho ideia de como...

-Ta.Primeiro você tem daquelas langeries de renda?

-Não, isso é coisa de puta.

-Vai ter que comprar.

-Ta.

-Calçinha fio dental!

-Outra coisa de puta.

-Caramba, como você é!

-Como você é!

-Posso continuar?

-Pode.

-Você tem que comprar uma camisinha.Isso se ele não tiver uma.

-E o quê a pessoa que me vender vai pensar que eu sou?Uma puta.Com certeza.

-Você vai ou não?

-Ah-suspirei-Ta bom então.

-Onde vai ser?

-Não sei.Ou na minha casa ou na casa dele.

-Bom, então se prepare.

-Alguma coisa a mais?

-Acho que não.Ah!E dói.

-Dói o quê?

Acabei de falar isso e um policial veio e falou:

-Acabou o tempo de vocês.

Olhei para a Sam com cara de "no quê você me meteu" e ela sorriu e foi embora.

Peguei as chaves do meu carro ( a mãe do Zayn tinha me dado um, mas não um carro caro, como o do Zayn) e fui para a minha casa.

Esperei até as 10 horas, para as lojas abrirem, (já que eu ia visitar a Sam bem cedo, pra não pegar fila) e fui até o shopping, lá eu fui comprar o quê eu iria precisar.

Fui comprar a camisinha, mas não tinha.Então precisei comprar uma pílula.Na hora de comprar a langerie, tive problemas com a numeração.Tive que comprar uma pequena pro meu corpo.mas a Sam falou que desse jeito os caras gostam mais. Bom, voltando a mim...

Eu comprei tudo e fui voltar pra casa quase a 1 hora. Meu celular tocou.Atendi.Era o Zayn.

-Oi, gata- falou Zayn.

-Porque está me ligando?

-Só pra saber se está preparada.

-Preparada?Ah, ta.Sim, estou.

-Mas você já está com tudo?

-Tudo o quê?

-Camisinha, ou outra coisa.

-Comprei uma cartela de pílulas.

-Serve.Onde você ta?

-Saindo do shopping.

-Ta.

-Pode ser à noite?

-Você manda, chefe.

-Eu vou pra sua casa de madrugada, pra ninguém acordar.

-Posso te mandar uma mensagem quando for pra você vir?

-Pode.Mas e se acordarmos alguém?

-É só você sair pelos fundos da minha casa e ir pra sua.É fácil.

-Eu nunca fui no seu chalé.

-Mas agora vai.

-Bom, não posso falar dirigindo.Vou chegar em casa e esperar até você mandar a mensagem.

-Ta.

-Tchau.

-Tchau.

Dirigi até minha casa. Já era uma hora da tarde. Eu estou fazendo uma dieta em que cada dia da semana eu como uma coisa.Sábado (dia de hoje) eu como só salada e no café da manhã torradas.No jantar, salada, como no almoço. Quando eu ficava com a Sam, antes dela ser presa, ela falava que eu tinha um corpão e não precisava de dieta nenhuma.Mas eu faço mesmo assim.

Bom, comi minha saladinha e fui passear com a Canela. As ruas de Londres são ótimas pra passear com o cachorro e caminhar.Amo!

Eu fiquei uma hora caminhando, até que percebi que Canela estava cansada.Levei ela pra casa e dei água e comida pra minha fofinha.Ela foi dormir logo depois disso. Eram três horas, e resolvi ir assistir TV.Eu liguei a TV, e vi que estava passando o lançamento do IPhone 5s.Eu tenho um 3 que está caindo aos pedaços.Eu resolvi que iria comprar um IPhone 5s.Igual ao do Zayn.Preto. Liguei pra minha mãe, e ela logo atendeu, e falou que eu podia comprar, desde que tivesse dinheiro.Liguei para a mãe do Zayn.Ela disse que me daria o dinheiro se eu fizesse um favor a ela.Eu tinha que arrumar a casa do Zayn.E se eu fizesse isso agora mesmo, ia ganhar um pouco mais de dinheiro para tirar a Sam da cadeia.Aí faltaria só 100 libras.

Eu coloquei a roupa da minha mãe de camareira, mas ficava curta em mim porque eu era mais alta que a minha mãe, e fui arrumar a casa do Zayn.Por sorte, ele tinha saído de casa.E arrumei bem rápido, mas bem, a casa dele.

Eu cheguei no meu chalézinho e liguei para a mãe do Zayn.Eu disse que já tinha arrumado.Ela foi ver, e me deu um cartão de crédito.Eu não sabia porque, mas ela conversou comigo:

-Querida, você sabe, eu adoro você.

Sorri.

-Então, estou te dando este cartão de crédito, para, cada mês dar um dinheirinho pra você!100 libras por mês está bom!

-Ai meu deus!-eu surtei de felicidade.Eu ia tirar a Sam da cadeia, comprar um IPhone novo, e ganhar um monte de grana por mês!-Muito obrigada!Senhora Malik, nós adoramos você também!Muito obrigada mesmo!

-Denada, querida.

Eu dei um abraço nela e quando ela foi embora, entrei em casa e pulei de alegria.A primeira coisa que fui fazer foi mandar uma carta para a Sam.Ela não gosta muito de ler, então escrevi pouco:

Vou tirar você da cadeia e tenho muito pra te contar!Abraço!Mel.

Eu percebi que já era hora do jantar quando deu 18 horas.Comi minha salada, e fui provar minha langerie nova. Ficou meio apertada, e difícil de fechar, mas eu estava resolvida a usar.Com certeza eu ia impressionar o Zayn.

Canela acordou só agora, as 18:30.Eu resolvi que iria comprar uma caminha de verdade pra ela, já que a dela era uma caixa com um cobertor. Vi uma de 50 libras.Mas agora eu tenho grana.Vou começar a comprar uma ração mais nutritiva e dois potinhos que não estejam rachados.Vou economizar por 2 meses e comprar. Beleza.

Eu peguei meu carro e fui até a loja da Apple mais próxima.Não era muito longe.Peguei meu dinheiro novo e torrei num IPhone 5s preto.Bom, passei pro Zayn o meu novo número por mensagem.

-Comprou um celular novo?

-Sim.Sua mãe me deu grana por eu ter arrumado sua casa.

-Legal.

-Já são 9:30 da noite.Posso ir até sua casa à meia noite?

-Ta.Vou estar te esperando.

-Tchau.

-Tchau.

Eu cheguei em casa com o meu celular novo e comecei a baixar os aplicativos, e a configurar as coisas.Quando acabei de fazer isso já eram 10 horas.Agora eu tinha que inventar alguma coisa pra fazer, até a meia noite.Lembrei da pílula que eu tinha que tomar duas horas antes.Beleza.

Tomei a pílula e fui tomar banho.Fiquei uns 20 minutos no banho e fui me arrumar.Já eram 11 horas. Me certifiquei de que estava totalmente limpa e peguei minha langerie. Demorei pra colocar, porque estava apertada, e parte dos meus seios ficava para fora, e quando finalmente arrumei o sutiã, fui colocar a calçinha.Foi mais fácil.Era só colocar e aguentar a coisa apertada.Agora já era 11:30.Eu coloquei um shorts justo e uma blusa justa com bojo.Bom, fiquei gata.Isso foi uma brincadeira.Ta, voltando...

Eu coloquei Canela para dormir, e ela dormiu bem rápido.Recebi a mensagem do Zayn e falei para mim mesma: Agora é a hora H.Dê o seu melhor.Impressione aquele cara.

E foi o quê eu fiz.Caminhei até a casa de Zayn sem fazer barulho.Cheguei lá e entrei.

-Pronta para ter a melhor noite da sua vida?-ele falou, com um sorriso malicioso.

-Sim.-respondi.-Sei que está animado e excitado, mas não espere muito de mim...

-Por quê?

-É minha primeira vez, e eu não sei nada sobre isso.

-É que nem perder o BV.Quando você perdeu o BV?

-Foi numa noite em que a Sam me levou num show de rock e conheci um cara fofo, e ficamos conversando até que ele me beijou.Eu tinha 15 anos.

-Como entrou num show de rock com 15 anos?

-Você sabe como é a Sam.Ela sabe conseguir as coisas.

-Hm, sei.Bom, vamos deixar a coisa rolar.

-Sei, deixar rolar.

-Está com vergonha?

-Não, é...Mais ou menos...Hm, sim.

-Calma, não precisa ficar com vergonha.

-Não tem como.

-Tem, tem sim.É só conversar comigo, esquecer as outras coisas....

-Ta.Vou tentar.

-Vou tirar a roupa.

Tirei minha roupa também.Fiquei de langerie. Zayn tirou a dele e depois que notou que eu tinha tirado a minha olhou espantado para mim.

-O quê você quer fazer pra deixar rolar primeiro?- perguntei.

-O quê?Ah...Desculpe, não estava prestando atenção.Pode repetir?-ele respondeu.

Já vi tudo.Ele viu meu corpo sem roupa e ficou todo corado. Todo mundo diz que eu tenho peitão e bundona.Acho que ele viu isso.

-Perguntei o quê você queria fazer primeiro.

-Ah...Vamos conversar.Vou me sentar no sofá.

Me sentei ao lado dele.

-Você tem, tipo silicone?-ele perguntou, meio olhando pros meus peitos.

-Não.-respondi.-São naturalmente assim.

-Cara...Sem ofensas, mas você tem um corpaço.- ele falou sorrindo maliciosamente e olhando para o meu corpo.

-Vou considerar como um elogio.Acho.-respondi.

Nessa hora eu pensei que um cara como ele, muito tarado, estava louco pra colocar as mãos em mim.Eu acho que estava certa.

-Você ta afim de me ensinar o quê as pessoas fazem antes de...-perguntei.

-Ta. Alguns mandam fotos sensuais um para o outro.Só pra esquentar.Outros mandam vídeos. Alguns mais conversam, e outros ficam fazendo poses sensuais ou só seduzindo, ou sei lá.

-Entendi.E o quê é que você faz?

-Ás vezes o treco das fotos, ás vezes nada, tipo, só vai ficando até rolar.

-Você quer fazer o quê no dia de hoje?

-Tanto faz.Se fosse por mim...

-Se fosse por você...

-Eu comeria você agora mesmo.

Nem deu tempo de falar nada e ele já começou a me beijar e a me levar pro quarto dele.Ele fechou as portas.Sem parar de me beijar.Ele me jogou na cama.

-Vamos?-ele falou bufando.

-Vamos.-respondi, corajosa.Dei uma arrumada no meu sutiã e logo Zayn veio de novo em mim.Ele me deitou na cama, de modo que eu ficasse em baixo dele. Ele começou a fazer aquelas coisas de sexo, tipo colocar a mão nas minhas intimidades, nos meus peitos, na minha bunda.Aquilo era bom, admito. Ele apertou meu corpo inteiro, com as mãos e depois começou a beijar meu corpo.Ele me virou e me beijou nas costas.E foi descendo até chegar na bunda.Ele deu uma mordida de leve e outra forte.

-Zayn!Não dói em você, mas em mim dói!-falei.

-Desculpe.É que você é...-ele começou a falar,

-Gostosa?

-É.E demais.Me deixa...

-Já sei, já sei.

Ele voltou a colocar a boca na minha bunda.Ele mergulhou a cara nela e apertou com as mãos.Ele beijava, lambia, mordia minha bunda. Eu não culpo ele por ficar excitado.

Agora ele foi para a parte da frente.Ele colocou a boca no meu pescoço e foi beijando, e quando chegou nos seios, ele mordeu, lambeu,chupou, fez tudo, até cansar.Ele voltou a ir dando beijos no meu corpo.Deu um último beijo nos meus seios e foi descendo e descendo...

Como eu ainda estava de calçinha e sutiã o clima não estava tão quente.

Quando ele chegou na minha intimidade, ele subiu de volta, até a minha boca e começou a tirar minha calçinha.Ele só me beijou pra eu ficar calada.Ok, tudo bem.Bom, mas quando tirou a calçinha, fiquei com medo.Medo de doer.Mas eu não sabia o quê ele iria fazer.

-Posso?

-Pode o quê?

Antes de eu acabar de falar isso, ele começou a lamber minha intimidade.E beijar, e também deu alguns chupões.Eu estava tremendo.Ele fez isso até cansar, quando falou:

-É a hora.

-Acho que é.

-Posso mesmo?

-Pode.

-Vai enfrentar?

-Vou.

Eu acabei de falar isso e ele me beijou e enfiou em mim.Na hora, doeu demais.Muito.E continuou doendo.Eu estava gemendo de dor. Mas eu já enfrentei piores.Depois de um tempo a dor parou.

-Parou!

-Já?

-Já!

-Que força você tem.

-Obrigada.

Ele me pegou no colo e me levou para a parede. Fiquei apoiada nela, me mechendo de um jeito sensual, só pra seduzir.

-Você ta me provocando.

-Não estou.

-Está.

-Não.

-Ta bom então.Deixa pra lá.

-Deixo.

-Você me falou que não tem silicone. E enchimento?

-Não também.

-Vamos ver o tamanho real.

Ele falou isso e colocou a mão nas minhas costas e abriu o fecho do meu sutiã.

-Caramba!Que peitão!-ele falou, espantado.

Eu olhei com cara de quem achou aquilo esquisito e ele continuava excitado.Voltamos a nos beijar.Ele me apertava contra a parede com todo o corpo e apertava meus seios com as mãos.Eu fiquei com as minhas mãos em volta do pescoço dele.Ele se soltou inteiramente de mim.

Eu me abaixei e chupei ele.Ele parecia estar gostando.Ele me empurrou para a parede e começou a enfiar no meu cú. Ele se mechia muito, e estava doendo, mas eu enfrentei.Ele colocou a mão nos meus seios.Ele ficou apertando e mechendo eles.Também doia.Mas eu estava ocupada tentando não morrer.Eu gemia o nome dele o tempo todo.

Até que ele me virou me jogou na cama.Enfiou em mim de frente e ficou me beijando.Um beijo quente, e excitado.Ele ficou em cima de mim.

Quando chegamos ao nosso ápice, ele se deitou na cama ao meu lado.Os dois estavam suados, quentes e bufando.Me levantei e falei.

-Bom, agora que acabou, vou embora.

-Não, fique por favor!

-Por quê, Zayn?

-Eu quero ficar.

-Amanhã talvez.

-Amanhã?Ta.

-Tchau.

-Antes disso posso fazer uma coisa?

-O quê é?

Ele se levantou da cama e me beijou.Logo me encostou na parede.

-Nós vamos fazer isso mais vezes.

-Ta...

-Gostou?

-Foi até que bom.

-Você foi ótima.

-E você também.

-Fica mais...

-Não.Eu tenho que ir.Eu vou colocar roupa e ...

-A semana que vem eu quero mais.

-Ta.

-Talvez até essa semana.

-Acho que aprendi a ser um pouco mais brincalhona hoje.

-Então a gente vai brincar depois.

-Ai, Zayn.Ta bom...

-Vai mesmo embora?

-Vou.Tchau.

Me esgueirei, passei por debaixo dele e coloquei minha roupa.Voltei para casa e fui dormir feliz, mas com dor.

Acordei cedo comi uma torrada e um copo de leite e fui para a cadeia cedo, pra tirar a Sam.

-Senhor policial, quero tirar minha amiga Sam da cadeia.

-Samantha Shay?

-Isso mesmo.Está aqui as 500 £.

-Ta bom.Vou chamá-la e você espera aqui.

-Ótimo.

A Sam veio com a roupa que foi presa.Ela tirou as algemas e falou:

-Liberdade!Mel, consegue acreditar?!Estou livre, livre!

Eu ri.Ela entrou no meu carro e fomos enbora. Sam chegou na minha casa, tomou um banho e ligou para a mãe dela.Elas conversaram e depois a Sam perguntou:

-Como foi?Gostou?

-Ai, Sam.Aprendi que fazer aquilo é legal.E foi demais.Zayn e bom.

-Que ótimo.Agora você tem que fazer uma tatuagem, pintar o cabelo e fazer alguma rebeldia.

-Transar com o filho da patroa da minha mãe não é uma rebeldia?

-É.Bem pensado.Só falta a tatuagem e o cabelo.

-Eu topo, hahahahaha.

-Beleza.Mas como foi?

-Doeu, Sam.Já entendi o quê doía.

-Vai doer muito mais.

-Vai?

-Não.

-Ah, Sam.

-Outra coisa: tenho que ir.

-Já?

-Minha família quer me ver.

-Ta.Amanhã nos vemos.É segunda feira, dia de escola.

-Eu não vou.

-Sam, você devia ir!

-Não!

-Querem ver você!

-Ah, como você é...

-Você vai!

-Ta bom, vou.Você venceu.

Eu sorri, me despedi de Sam e ela foi embora.Era quase hora do almoço.Eu resolvi almoçar em um lugar que eu conhecia, na cidade de Londres.Fui a pé, porque era perto da mansão da família Malik.Fui andando pelas ruas até esbarrar com alguém.

-Ai, me desculpe, você está bem?-falei.

-Sim estou.-a pessoa falou.Era um homem.-Você é a...

-Mellanie.Mellanie Parker.

-Ah, Mellanie.Você já foi modelo antes?

-Não...-falei desconfiada.-Porquê?

-É que você é alta, magra , bonita e tem um belo corpo.

-Obrigada.

-Eu sou produtor e tenho uma equipe que torna modelos pequenas, famosas.Quer ser modelo?

-Eu adoraria!Eu sempre sonhei em ser modelo!

-Eu tenho várias sessões pra você de marcas famosas...

-Ai meu deus!Que felicidade!

-Esse cabelo ruivo é natural?

-É sim.Mas estou pensando em fazer uma californiana azul.

-Temos uma equipe que faria isso pra você.Se você for mesmo minha modelo.

-Ah, eu vou ser.

-Apareça em meu escritório amanhã ás 4:30 da tarde.Pode ir?

-Posso sim.

-Quantos anos você tem, mesmo?

-17, senhor.

-Eu posso torná-la rica e famosa.

-O quê importa pra mim é o meu trabalho.

-Ai, querida, tudo bem então!

Eu sorri.Eu estava radiante.Nem almocei e voltei pra casa pra contar pra minha mãe.Cheguei na minha casa, deixei minhas coisas, e corri para a casa grande.Mamãe estava trabalhando.Eu contei e ela ficou feliz.

-Bom, filha, faça o quê achar melhor.

-Ah e vou pintar o cabelo e fazer uma tatuagem.

-Mas você está maluca?!

-Por quê?

-Só deixo se for pequena.

-Vai ser.

-Ta bom, filha.Agora vai almoçar.

-Estou indo!

Me despedi de minha mãe, cheguei em casa, e comi alguma coisinha. Zayn bateu na porta.Abri.

-Oi gata.-ele falou.

-Oi Zayn.-falei.

Ele me deu um selinho.

-Zayn, não pode me beijar. Não estamos namorando.

-Não, mas podemos ficar, não é mesmo?

-Sim.Como você quiser.

-Claro.Novidades?

-Sim!Arranjei um emprego.

-Que legal.Qual emprego?

-Modelo.Conheci um cara na rua, que vai me transformar em modelo famosa!

-Caramba, gata.Boa sorte.

-Obrigado.Pode entrar e sentar.

-Tenho novidades também.

-Conta aí.

-Meus pais tinham uns amigos super fanfarrões, brincalhões, até que foram presos.A filha deles, a Alice, de 6 anos, vem morar aqui.E vai morar comigo. No quarto vago lá de casa.E ela me ama.Vai ser difícil a gente ficar. E transar. Mas ela é adorável. Vai amar você.

-Ai, Zayn.Tudo bem.Vamos fazer tudo o que a gente gosta de fazer antes dela chegar.Tá?

-Ta.

-Quando ela chega?

-Semana que vem.

-Ta.Depois da escola amanhã eu chego aqui umas 5:30.Podemos jantar e depois ficar.

-Ta bom.Hoje você ta afim de...

Nem deu tempo de falar e ele já me beijou.Fui deitando no sofá, e ele me beijando em cima de mim...Ele parou de me beijar e disse:

-Você quer fazer o mesmo que fizemos a noite passada?

-Sim.

-Então vem.

Ele pegou na minha mão e me levou pro meu quarto, fechou a porta e tirou a roupa.Eu tirei a minha.Ele se sentou na cama.

-Hoje eu to com preguiça de transar.-falou.

Eu me sentei etrelaçada a ele, com os rostos perto.

-Eu vou fazer o quê você quiser.-falei.Eu me ajoelhei e ele roçou o nariz pelo meu pescoço.

-Olha, temos que conversar mais.

-Tudo bem.

-Sobre a filha desse casal, que foi preso...Eu não tive escolha a não ser aceitar.E tive dó da menina.-ele falava enquanto passava as mãos pelas minhas costas.

-Zayn, não se preocupe.Eu não vou me importar.

-Agradeço por você compreender.

-Tudo bem.Relaxa.

-Posso relaxar falando uma coisa?

-Pode.

-Vai ser modelo de langerie?

Eu olhei pra ele pensativa, ri e falei que talvez.

-Acredita que hoje é dia 20 de Novembro?-falou.

-O fim das aulas é daqui a 7 dias.-falei.

-É o dia em que a garotinha vai chegar.

-Ai, Zayn.Não consegue pensar em outra coisa não?

-Não.

Eu me levantei, peguei um cobertor no armário e falei:

-Já que a neve vai chegar e está frio, vamos fazer uma coisa nova.

-O quê, princesa?

-Ver TV enrolados num cobertor quentinho.

-Assim?Do jeito que estamos?

-É!Não acha legal?

-Acho mais que legal.

Ele me deu um selinho. Adoro aquela ideia, de poder fazer o quê quisermos um com o outro. Arrumei o cobertor no sofá e deitei.Zayn ficou lá parado.

-Vem cá, Zayn.Deita comigo.-falei.Comecei a me mecher de um jeito sensual, só pra ele vir. Virei de costas, de lado e até empinei um pouco.

-Vem.-falei.

-Ah, desculpe.Estava boiando.

-Nem viu o quê eu fiz aqui né?

-Não.E se for coisa pra me deixar com aquela vontade, nem quero ver.

Ele se deitou ao meu lado e arrumei o cobertor. Dei um selinho nele.

-Zayn, eu quero que você não fale pra ninguém que estamos ficando.-falei

-Não vou falar.E você também não fale!

-Só a Sam vai saber.E ela é minha melhor amiga!Ela vai guardar.

-E só o Harry vai saber, por minha parte.

-O Harry não vai contar mesmo?

-Não.Não vai.

-Ta bom então.Combinado.

-Princesa, eu e o Harry vamos pra praia sexta á noite e voltamos domingo.

-Sozinha?Com dois caras?Não.

-Por quê?

-Com o Harry E você?Não.

-Me fala o porquê.

-E se os dois quiserem fazer coisas comigo e me deixarem meio sem saída?!

-Não tenha medo disso.

-Todo mundo sabe que o Harry transa com todas e é um taradão.

-Eu sei, mas ele não é um problema.

-Ok.Veja isso.-levantei.Dei uma viradinha fiz ele me olhar.

-Ás vezes até pra mim isso é um problema.

-Então, Zayn.Para o Harry será muito mais difícil se segurar.

-Ta bom.Tem razão.Mas ele quer conhecer você.

Arqueei as sombrancelhas.Eu sei porque ele quer me conhecer.

-Ok.Vou dar uma chance pra ele.-falei.

-Isso.Se não gostar, não precisa ser amiga dele.

-Eu sei, Zayn.

-Ah, o encontro de vocês vai ser aqui, no seu chalé, depois de amanhã, à tarde.

-Ta.

-Vou trazer o Louis também.

-Ele tudo bem.

-Ta.

Ele terminou de falar e veio em cima de mim, me deixando encurralada, e me beijando.Um beijo quente. Ele começou a tirar a cueca dele e a tirar a minha calçinha.Ele tirou e perguntou se eu queria, e eu disse que sim.

Ele enfiou, e doeu muito. Eu gemi.Ele parou de me beijar e começou a fazer movimentos rápidos, e doeu mais ainda.

-Mais devagar, Zayn!-falei, com dificuldade.

Ele diminuiu a velocidade, mas logo aumentou de novo. Agora eu me virei e fiquei em cima dele.

-Agora EU estou no comando.-falei.

Coloquei as mãos no peito dele, para me apoiar melhor.Fiz aquele movimento de "cavalgada" nele e uma hora, ele me colocou em baixo dele e falou pra eu me virar.Foi o que eu fiz.Ele enfiou no meu ânus, e doeu demais.Ele ás vezes ia tão fundo que eu gemia.Eu gemia sempre, pra falar a verdade.

Quando chegamos ao nosso ápice, sentei no sofá ao lado dele.Os dois bufando.

-Você disse que estava com preguiça.-falei.

-A culpa é minha, que você tem esse corpão?-ele respondeu.

Eu sorri.Eu falei:

-Volta pra casa e amanhã eu fico mais com você, ok?-falei.

-Eu vou.-ele se trocou e foi.

Ele me deixa louca!Meu deus!

Esperei dar sete horas pra jantar e depois arrumei minhas coisinhas.Fui dormir umas 10 horas.

Acordei cedo, me vesti, e fui pra escola.Fiquei na aula até as 4 e fui encontrar o produtor que disse que iria me tornar modelo.

Eu cheguei lá e fui falar com ele. Ele disse que iria fazer um teste comigo. Agora mesmo.Eu iria colocar uma roupa e posar para as câmeras.Eu fiz o tal teste, e acho que fui bem.Ele disse que iria usar o photoshop, se precisasse, e iria me falar se passei ou não.Se eu passasse teria uma sessão marcada.

Eu voltei pra casa e encontrei o Zayn.Ele estava com os amigos dele.Os que ele prometeu me apresentar amanhã.Eles estavam dentro da casa, jogando aqueles joguinhos de videogame de putas, dinheiro e tals.

Eu fiquei na minha casa, fazendo minhas coisas. Eu ouvi a campainha tocar.

Coloquei um agasalho e abri.

-Oi, princesa.Podemos entrar?-ele falou.

-Sim.-eu respondi meio sem graça.

-Esses são Louis e Harry.-ele me apresentou.

-Oi.

-Oi.-falou Louis.

-Oi.-falou Harry.

-Por quê estão aqui?-perguntei para Zayn.

-Só queremos jogar um jogo com você.-Zayn respondeu.

-Isso mesmo.Só um jogo.-Louis falou.

-Que tipo de jogo?-perguntei.

-Um jogo que nós inventamos.-Harry falou.

-Como se joga?-perguntei.

-É assim:Nós amarramos você em uma cama, e cada um de nós entra no quarto uma vez e esse vai tocar e fazer alguma coisa em alguma parte do seu corpo.Você vai ficar de olhos fechados e vai tentar adivinhar quem fez o que.-Harry explicou.

-Harry esqueceu de um detalhe: você vai estar pelada e nós também.-Louis completou.

-Estão malucos?!Nunca vou jogar esse jogo com vocês.

-Por favor, gata.Estamos todos querendo ver você.-Zayn falou.

-Nunca, Zayn.Escolham uma puta e façam isso com ela!-exclamei.

-Mas tem que ser com você.-Zayn insistiu.

-Não, Zayn!Já falei!-eu falei.

-E se for de calçinha e sutiã?-Harry perguntou.

-Não, Harry.Eu não faço coisas desse tipo.-eu falei.

-Mas ninguém vai saber!Só nós!-Louis disse.

-Nunca.Não vou jogar esse jogo com vocês.-falei.-Afinal, isso nem é um jogo.É só uma desculpa para poderem transar comigo.

Todos ficaram quietos. Eu só pensava em passar no teste.Eu quero aquele trabalho!

-Faço de tudo com vocês. Menos essas coisas de puta.-falei.

-Mas...-Harry falou.

-Sem mas.-interrompi.

-Posso pelo menos te dar um abraço?-ele perguntou.

-Bom, não tem problema.Então tá.-eu terminei de falar, e ele já veio e me deu um abraço.Ele até colocou a mão na minha bunda.

-Tira a mão daí, Harry.-falei.

-Desculpe.-Harry respondeu.

-Eu posso te dar um abraço também?-Louis perguntou.

-Claro.-eu falei, sorri e ele veio e me abraçou.Louis era um cara decente.Ele não tentou colocar a mão na minha bunda.-Viram garotos?Lou não tentou colocar a mão na minha bunda.Igual os dois fazem!

Louis sorriu, satisfeito.

-Acho que vocês já deviam ir embora.-falei.

-Estamos indo.Vamos fazer barulho até tarde hoje.Os garotos vão dormir aqui.

-Mas eu tenho que acordar cedo amanhã, queridos.-falei.

Eles sorriram e foram embora.Tomei um banho, me sequei e fui comer alguma coisinha.

Eu comi um sanduíche light e um suco.Fiquei vendo TV e ouvindo a conversa dos garotos. Falavam sobre garotas, sexo, fama e outras coisas que homens gostam.Falavam cada coisa absurda como: só quero garotas, carros e dinheiro. Eu vi que já estava meio tarde e fui dormir. Mandei uma mensagem para o Zayn falando boa noite.Ele respondeu igualmente.

Eu coloquei um pijama, e deitei nacama.Adormeci imediatamente. Eu acordei só no dia seguinte mesmo. Percebi um braço ao redor do meu pescoço, outro ao redor da minha cintura e outros dois agarrados às minhas pernas. Esfreguei os olhos e vi que não estava sozinha.Os outros três estavam comigo.Dei uma cutucada no Zayn e acordei ele.Ele se levantou e falou:

-Oi.

-Oi, nada, Zayn.Não acredito no quê fizeram comigo.

-Não teve nada mais do quê está vendo agora.

-Zayn, meu deus. Por quê quiseram fazer isso?

-O Harry quis mais.

-Zayn!Não coloque a culpa nos outros.

-Mas...

-Mas nada.Vamos primeiro sair daqui.-Eu me levantei devagar, sem acordar ninguém.

-Agora me explica. Por quê não me falaram?-perguntei.

-Ah, porque você não ia deixar.

-Mesmo assim, Zayn.

-Desculpa a gente?

-Sim, mas só dessa vez!

Ele me deu um abraço.

-Viu?Me segurei.-ele disse, se referindo a mão na bunda.

-Muito bem.-parabenizei.

-Escuta, vamos acampar daqui a alguns dias.Está afim de ir também?

-Ah, vou pensar.Com o Harry...

Assim que eu disse isso, Harry veio até a sala.

-Quem vai fazer o quê com o Harry?-ele perguntou, sonolento.-Ah oi.

Eu simplesmente olhei pra ele enojada e ele foi para a casa do Zayn.Louis levantou e veio até a sala.

-Oi.-ele falou.E também foi para a casa do Zayn.

Olhei para o Zayn e ele falou:

-Vai acampar com a gente?Por favor!Precisamos de uma mulher pra cuidar da gente...

-Ai, Zayn.....Não.Não vou.

-Ah ta bom.Deixa então.

-Ok.Acho que você já deve ir embora né?

-Se você quer, eu vou, princesa.

-Adeus.

-Tchauu.

Eu fui colocar uma roupa, e resolvi faltar na escola hoje, já que hoje foi o último dia de aula.

Eu lembrei da sessão de fotos e liguei para John (meu produtor!) e ele me falou que eu tinha passado no teste.Eu fiquei muito feliz.Também falou que eu ia ter que pintar o cabelo de loiro.E que ja tinha uma sessão marcada. Era amanhã. Eu ia ter que pintar o cabelo hoje mesmo.

Peguei meu carro e fui até uma farmácia. Quando eu estava voltando pra casa, já com a tinta loira, Zayn me ligou.

-Preciso falar urgentemente com você.-ele falou, nervoso.

-Sabe, eu também preciso.-concordei.

Eu ia falar que estava começando a sentir algo por ele. Sempre que o vejo, tenho vontade de abraçá-lo e beijá-lo um milhão de vezes. Eu gosto dele, mais do que como amigo, ou ficante.

-Os garotos foram embora. Quero mesmo falar com você.É sério. Onde você está?-ele falou.

-Voltando pra casa.-respondi.

-Por quê saiu e o quê você fez?

-Zayn, porque você quer saber disso?

-Você vai entender, só me fala, por favor.- agora vi que ele estava nervoso mesmo.

-Comprando uma tinta loira pra pintar o cabelo.

-Ah, ta, ok.Vem logo!

-Ok, ta tudo bem, Zayn.Te vejo depois.

-Até.

Ele estava nervoso demais. cheguei em casa e ele já estava lá, deitado no sofá vendo TV.

-Oi.-falei, me sentando ao lado dele.

-Eu preciso te dizer uma coisa.-ele falou, se sentando e desligando a TV.

-Pode falar.

-Sabe, desde que começamos a ficar, e a transar...Eu comecei a sentir alguma coisa por você.

-Está acontecendo a mesma coisa comigo. Eu vou dizer logo: eu acho que gosto de você.

-Gosta?Quer dizer, eu também gosto de você. Eu tenho vontade de te abraçar e te beijar todas as vezes que eu te vejo.

-A mesma coisa comigo. Eu sinto alguma coisa por você.

-Bom, vou logo com isso. Mel, você quer namorar comigo?Tudo bem se não quiser, mas saiba que você vai ter que conviver com as minhas fãs, e tal.

-Eu aceito.

-Aceita?

-Sim.Eu te amo.Demais.Muito.

Ele retribuiu com um beijo.Bem longo, quente, carinhoso e amoroso. Ele me amava também.

Esse foi um dos momentos mais felizes de toda a minha vida.

-Temos que planejar nosso futuro.-Zayn falou.

-Com certeza. A propósito, eu tenho uma sessão amanhã. Você gostaria de vir comigo?

-Claro!E depois de amanhã, quero apresentar você a alguns amigos meus. Alguns deles vão trazer as namoradas, e tal.

-Ótimo. E eu tenho que contar pra Sam.

-E o quê você acha que ela vai falar?

-Ué, vai apoiar a gente.

-Sabe o quê eu lembrei agora?Nossos pais.

-É verdade.Seus pais vão apoiar, porque são uns fofos, já a minha mãe...Bom, vamos tentar!

Ele sorriu.Eu estava estremamente feliz. E ele também.

-Ah, e temos outros problemas pra resolver. Lembra da nossa sengunda vez?-pergutei.

-Sim, lembro.Mas a gente não usou camisinha.Nem pílula.-ele falou, meio preocupado.

-Eu ainda não fiz o teste.Mas com certeza vou fazer. E se eu estiver grávida?Você acha que é possível?

-Olha, tudo bem se você estiver. Vou te ajudar, e todos os nossos amigos e familiares também. Não se preocupe. Assim que você fizer o teste, me avisa!Quero ser o primeiro a saber, se você estiver.

-Tudo bem. Amor, temos que decidir nomes, se for menino, ou menina.Temos que saber!

-Menino pode ser Peter.

-Certo.Gostei. E menina, pode ser Katie?

-Ta. Pode ser.Sabe a Alice?

-A sua amiguinha?

-Hahahaha.Sim.Ela chega daqui a três dias.

-Zayn, relaxe.Esqueça isso.Está tudo bem.

-Eu sei, mas isso me preocupa.

-Ai, amor...

-Eu te amo.

-Eu te amo mais.

-Quer sair hoje a noite?

-Claro!Onde a gente vai?

-Pensei em te levar pra um restaurante que eu conheço.

-Mas temos que almoçar primeiro. Que tal eu fazer um almoço especial pra nós?

-Hum, adorei a ideia!O quê vai fazer?

-O que você quiser.

-Ta bom então. Faça sua especialidade: sanduíches.

Eu sorri, me levantei e fui para a cozinha. Eu montei três sanduíches e fiz um suco de laranja.

-Zayn, está pronto, vem comer na cozinha.-anunciei.

-Já to indo.-ele respondeu.

Sentamos na mesa e começamos a comer e a conversar.

-Estou tão feliz que estamos namorando!-falei.

-Eu também, amor.-ele respondeu.-Eu quero dormir com você e acordar no dia seguinte ao seu lado, pra poder ficar juntinho com você o tempo inteiro.

-Awn, que fofo, querido.Eu te amo!

-Eu também te amo.

-Hoje a tarde vou fazer o teste ok?

-Ta, eu vou te deixar sozinha um pouco.Mas me avisa assim que der o resultado.

-Ta bom.

-Se eu for pai, quero ser o primeiro a saber.

-Tudo bem, amor.Você vai!

Ele sorriu e pegou minha mão.

-Sabe, estou querendo construir um futuro junto com você.-falou.

-Eu acho uma ótima ideia.-respondi.

-Em que cidade vamos morar?

-Não sei, ham...Paris?

-Nova York?

-Miami?

-Londres?

-Nova York.Gostei da ideia.

-Perfeito.Vamos ter um apartamento lá.

-Quantos filhos vamos ter?

-Uma ou um.

-Isso.Não quero mais que um.

-Vamos casar?Se você quiser casar comigo...

-Amor, acho melhor esperarmos mais pra decidir essa.

-Concordo.

-Eu te amo.

-Eu te amo mais.

Sorri. Eu realmente amava ele.

Terminamos de comer e Zayn falou que tinha que resolver umas coisas com a banda, e saiu.

Aproveitei e fui até a farmácia, pra fazer o teste. Eu escolhi o de urina, tomara que dê negativo.

Eu fiz o teste, mas ainda não sei o resultado. A moça vai me ligar amanhã pra me falar.

Agora eu tenho que inventar alguma coisa pra fazer. Tenho horas e horas livre. Resolvi escolher minha roupa para o encontro. Fui até o meu quarto e escolhi um vestido curto, preto, tomara que caia e com renda. Eu iria passar um batom vermelho e iria deixar o cabelo solto.

Eu fui tomar um banho rápido e depois ficar fazendo minha coisa preferida: ver TV, mecher no celular e ficar com a Canela. Tudo ao mesmo tempo.

Lembrei que tinha que pintar o cabelo! Eu peguei a tinta loira, olhei bem e pensei: não vou estragar meu cabelo maravilhoso com essa porcariada aqui. Dane-se. Eu não vou pintar o cabelo. Não quero ser loira tingida. Só quero ser eu mesma. Ruiva natural!

Zayn vai gostar disso. Só não vai gostar se a sessão for de langerie. Já que ele vai comigo, vai se sentir seguro de mim. Ele chegou lá pelas 4 horas da tarde. Ele entrou em casa e eu estava de toalha, tinha acabado de sair do banho.

-Amor, espera um minuto, que eu vou me trocar.-falei.

-Antes, me conta do teste.-ele pediu.

-Ta. Eu fiz o teste de urina, e a moça vai me ligar amanhã pra me falar se eu estou grávida ou não.

-Ah, entendi.

-Posso me trocar?

-Vai lá...

Entrei no meu quarto e coloquei minha roupa, passei maquiagem, e devo ter demorado uma hora ao total.

-Zayn, estou pronta.-anunciei.

Saí do quarto e ele estava vendo TV no sofá.

-Está lindíssima.-ele falou, me olhando.

-Você já se trocou?

-Já.Fui e voltei de casa.

-Vamos com o meu ou com o seu carro?

-Com o meu, pode ser?

-Não chama muita atenção?

-Não, ta tudo bem.

-Zayn, eu acho melhor sermos mais discretos.

-Ta bom, amor, você manda.

Entramos no meu carro, e fomos até o restaurante. Estava vazio. Só nós.

Comemos e ficamos conversando até as onze horas. Eu me sentia confortável para poder falar tudo a ele. Eu realmente o amo.

-Eu te amo.Muito. Demais.-falei.

-Eu também te amo.Vamos pra casa?-ele falou.

-Você decide.

-Então vamos.

-Ok.

Entramos no carro e fomos embora. Na estrada de volta pra casa, eu vi que a conda estava elevada. Tava aparecendo demais . Não fiquei muito tempo olhando.

Chegamos em casa e entrei na casa do Zayn.

-Estou exausto. Quero tomar banho e dormir.-ele falou, deitando no sofá.

-Ai, amor eu tava querendo fazer outra coisa...- eu falei, sentando em cima dele, bem na conda.

-Mel, hoje não...vai...dar...

-Amor, você sempre quis.Agora que eu quero você não quer!

Ele começou a falar que estava muito cansado, e tals, e eu me levantei e tirei o vestido, fiquei só de sutiã, calçinha, meia calça e salto alto. Sentei no mesmo lugar que estava antes.

-Ah, querido, por favor...-eu falei, beijei o pescoço dele.

-Isso é jogo sujo.-ele falou, sorrindo.

Eu dei uns celinhos nele enquanto passava suas mãos pelas minhas costas. Passei as minhas mãos pelo pescoço dele, acariciando o cabelo dele.

-Mas você é...-ele falou, se rendendo, passando as mãos na minha perna.

-Eu sou...-falei, sorrindo, maliciosa.

-Irresistível, sedutora...-não deixei ele terminar, comecei a beijá-lo e a levá-lo para o quarto.

Ele deitou na cama e eu em cima dele.

-Dizem que o homem controla então... Você ta no meu lugar...-ele falou.

-Hoje eu vou controlar.Eu!-falei.

Arranquei as roupas dele e o deixei nu. Tirei minha meia calça e meu salto alto. Ia deixar ele fazer o resto do trabalho.

Deitei em cima dele e o beijei. Ele fez forças para nos deixar sentados, ele tirou meu sutiã e minha calçinha. Ele logo penetrou .Eu estava com as pernas dobradas nas costas dele, com as mãos no pescoço. Ele dava celinhos no meu pescoço enquanto eu gemia. Ficamos um tempão nisso. Até que ele me tirou de cima dele e sedeitou na cama. Sentei em cima dele, e aquilo tudo entrou em mim. Na primeira vez, gritei.Ele me perguntou com dificuldade, se estava tudo bem.

Respondi que sim, e que estava gostando. Percebi que ele estava chegando ao ápice.

Quando finalmente chegou, deitamos na cama por um tempo, até eu me recompor.

-Eu gosto disso.-ele falou.

-Eu também.-respondi.

-Você me convenceu. E valeu a pena.

-Eu sabia disso.Você me empresta uma camiseta?Bem grande, de preferência.

-Ta.

Ele falou e pegou uma blusa preta com uma caveira, bem larga. Eu coloquei, peguei minhas coisas no quarto dele e quando abri a porta, para sair, Harry estava vendo TV.

-Harry, o quê está fazendo aqui?-Zayn perguntou.

-Eu vim visitar você. Sei lá, fazer uma visita noturna.Não sabia que você transava com a sua vizinha.-Harry respondeu.

-Estamos namorando.- Zayn respondeu.

-Bom, e eu acho que já vou indo. Boa noite, amor, e tchau Harry.-falei e cheguei em casa.

Entrei no meu quarto, tomei um banho e dormi.

Acordei, tomei uma xícara de café e me troquei. Coloquei um shorts, uma blusa e um agasalho.

Caminhei até acasa de Zayn. Entrei em seu quarto. Ele estava de cueca. E adivinha? De novo: Conda elevada. O quê ele estava fazendo pra conda ficar elevada todo dia?Videos pornôs? Acho que não. Ou ele sonhava comigo, talvez? Não sei. Mas também não vou perguntar.

Ele abriu os olhos lentamente.

-Bom dia.-falei.

-Bom dia, amor.-ele respondeu, sonolento. Ele se sentou e eu dei um selinho nele, e sentei em seu colo.

-Te amo.- ele falou.

-Também te amo.-respondi.-Eu tenho uma sessão de fotos daqui a uma hora. Vou colocar uma roupa melhor e a gente sai.

-Ok. Eu vou me trocar. Faz café da manhã pra mim?Por favor?

-Tudo bem, amor. Eu vou fazer um café com pão.

-Ta.Obrigado.Quando estivermos casados e morando juntos você vai ter que fazer café da manhã pra mim.

-Com prazer.

Fiz o café da manhã e fui colocar uma roupa melhor. Coloquei um jeans e uma blusa arrumada, só pra causar boas impressões.

Chegando no escritório do John, saímos do carro e alguns paparazzi tiraram fotos nossas.

-Não ligue. Isso é frequente. Pode responder à algumas perguntas. -Zayn falou.

-Ei!Ei!Estão namorando?-é o quê todos os paparazzis perguntaram.

Zayn respondia que sim e que era oficial. Entrando no prédio, encontramos o John.

-Olá John, tudo bem?Estou aqui para a sessão.

-Olá.Deixe-me ver você.-ele me olhou e colocou as mãos em mim. E em lugares que só o Zayn e eu podemos tocar. John era gay, então fiquei tranquila. Zayn ficou bravo. -está ótima. Vai ficar linda na sessão de langerie.

-De langerie?-perguntei.

-sim.Não te falei?Ah.Bom, falei agora. Vai arrasar.

-Ai...Ta.Tudo bem.-falei.

-Tchau, e a sessão é no 5º andar.

-Tchau!-falei.

Ele se afastou e Zayn me olhou com cara de quem está aflito.

-Sério, Mel?-falou.

-Zayn, eu preciso disso. E você vai estar comigo.

-Só faltou ele enfiar a mão por dentro da sua calça e fazer o quê só eu posso fazer.

-Querido, ele é gay.

-Mesmo assim. Não o deixe encostar em você.

-Awn, que fofo, você está com ciúmes!

Ele resmungou. Subimos para o quinto andar.

Lá estava uma equipe inteirinha de maquiagem, cabelo, fotógrafos, estilistas, muita gente. Estávamos andando até que um segurança nos parou.

-Só a modelo vai poder vir. Você fica sentado no banco. -ele falou.

-Mas...-Zayn falou.

-Sem mas.-o segurança disse e começou a pegar o Zayn a força e levá-lo para o tal banco.

-Amor!Não fale com outros homems enquanto estiver longe de mim!E não deixe darem mole pra você!-Zayn gritou.

Eu me virei e sorri.Uma moça veio conversar comigo.

-Oi, você deve ser a Mel, a modelo.-ela falou.

-Ah, sou eu sim. Olá.-respondi.

-Eu sou a Megan, sua maquiadora e cabelereira. Eu vou te levar para o seu camarim.

-Legal.

Chegando lá, eu coloquei a langerie, e era muito sensual. Zayn não ia aprovar. Coloquei um roupão por cima.

A moça e uma equipe me maquiaram e fizeram meu cabelo. Eu estava muito linda.

-Agora, vamos para a sessão.-ela me falou.

Fui caminhando rodeada de pessoas.

Chegando lá, o fotógrafo me mandou tirar o roupão e me arrumar no cenário. Foram umas quinze fotos no total. Zayn estava assistindo, com cara de quem está com ciúmes.

No fim da sessão, fui tirar a maquiagem, mas o cabelo estava legal, então deixei. Tirei a langerie, e me disseram que agora era minha, então fiquei feliz. Me vesti, e fui ao encontro de Zayn.

-Você foi ótima, mas fiquei preocupado.-ele falou, ciumento.

-Ai, Zayn, obrigada. Mas não quero que você fique com ciúmes.-respondi.

-Não tem como! Primeiro só faltava aquele cara enfiar a mão na sua calça, e agora você posa de langerie pra um cara tirar fotos suas!Não dá.

-Calma amor. O John é gay.

-Eu não sei. Vai que não é.

-Zayn!

-Já falei que pode me chamar de Zazza?

-Ta bom Zazz.

-Mel, vamos?

-Vamos.

Descemos no elevador. Saímos do prédio e mais paparazzis tiraram fotos nossas. Tinham um monte de fãs, que também tiraram fotos e gritaram para nós.

-Amor, entra no carro e vamos embora.- ele falou.

Eu segui as ordens. Já dentro do carro, peguei meu celular e vi que já tinham tweets pra mim, como : lindaaaaa! Maravilhosa! E também criaram um shipp: Zel. Fiquei surpresa por as fãs gostarem de mim e apoiarem nosso namoro. Achei que ia ser algo difícil pra mim. Começamos a andar (com o carro).

-Zayn, querido, suas fãs gostaram de mim.-falei.

-Jura?!Que milagre.Achei que elas não iam gostar de você.-ele respondeu.

-Mas gostaram.O quê você vai querer almoçar?

-Não sei. Ideias?

-Não...

-E se a gente almoçar o mesmo de óntem?

-Beleza. Aceita sanduíches?

Assim que acabei de falar, meu celular tocou. Atendi.

-Alô?-falei.

-Alô, eu preciso falar com Mellanie Parker.-uma moça falou do outro lado da linha.

-É ela.

-Ah, Mellanie, aqui é a enfermeira da farmácia em que você fez seu teste de gravidez.

-E eu estou grávida?

-Não. Você não está grávida.

-Ah, ufa.

-Obrigada.

-Tchau.

-Tchau.

Desliguei.

-Quem era?-Zayn perguntou.

-Calma Zazz, era a enfermeira que fez meu teste de gravidez.-respondi.-E eu não estou grávida.

-Não?Que ótimo!-ele falou.

-Sabe, eu não ia me importar se tivermos um filho depois, amor.

-Calma, Mel. Tudo tem seu tempo.

-Estou calma.Sabe o quê eu acho?Devíamos esperar sua amiguinha vir, aí a gente pensa.

-Ta. Falando nisso, é amanhã. Hoje alguns amigos vem em casa. E querem conhecer você.

-Tudo bem.

-Nada de roupas curtas, decotes grandes, sem alça, nada de roupas sexys.

-Zazz, vou usar a roupa que acho que devo usar.

-Ta, mas não pode ser muito...Tchan.

-Entendi.

-Eles são pegadores. Você já sabe como o Harry e o Lou. Liam e Niall você ainda não conhece.

-Amor, relaxa.

-Não deixe eles tocarem muito em você.

-Zazz.

-Eu não quero te perder!

-Não vai me perder.

-Amor.Eu te amo.

-Também te amo.

Chegamos em casa.

Entrei na minha casa seguida do Zayn.

-Pode sentar na mesa que eu vou cozinhar.-falei.

-Ok.-ele respondeu.Fui até o balcão e comecei a fazer sanduíches.-Você está anciosa para conhecer a Alice?

-Olha, Zazz.Calma. Mas eu acho que vou gostar dela.

-Ela é fofa.

Eu sorri.Quando os sanduíches estavam prontos, comemos, cada um foi escovar os dentes e depois nos reencontramos, na minha casa. Eu tinha colocado um vestido soltinho, e fofo.

-Querida, a gente vai se casar?-ele perguntou.

-Não sei, só estamos namorando há um dia!

-Ok, é que eu quero saber.

-Eu não sei. Temos que aproveitar.

-E o quê você acha que significa aproveitar?

-Beijar, ficar, namorar...

-Gosto disso.-ele falou e tomou um pouco de cerveja.

-Amor, você sabe que não deve beber mais de uma lata, senão você fica de ressaca.

-Eu sei, amor. Mas uma lata eu posso.

-Mas cuidado!

Ficamos vendo TV e conversando. Vimos um filme de comédia. Depois fomos deitar e descansar no meu quarto. Percebi que ele tinha tomado cerveja demais.

-Amor, vamos fazer uma coisa?-ele perguntou.

-Já sei.Vamos.-respondi.

Comecei a tirar minha roupa e ele a dele. Fiquei de roupas de baixo e ele de cueca.

-Adoro fazer isso com você.-ele falou.

Sentamos na cama e começamos a nos beijar. Ele tirou minha calçinha e eu a cueca dele. Ele rápidamente me penetrou, o quê me fez gritar.

-Desculpa!Você ta bem?-ele perguntou.

-Sim.Claro.Ta tudo bem.-falei.

Ele começou a me beijar. Ele estava fazendo movimentos muito rápidos em mim. Eu estava com dor, mas não queria estragar. Ele parou de beijar a minha boca e desceu até meu pescoço. Eu comecei a gemer.

-Zayn...aaaaaaaahhhhhh...meu Deus....aaaaaaaaahhhhhhh....-eu gemia.

-Isso amor, geme meu nome....-ele falava.

Ele tirou meu sutiã e abocanhou meu seio. Eu gemia. Quando parou de fazer isso, ele deitou e me fez sentar em cima dele e "cavalgar".

-Ai Zazz, ta machucandoo...-falei.

Ele não me ouviu e continuou.

-Zayn...Ta...doendo...dá...pra mudar?-eu falava.

Consegui me soltar, então resolvi torturar ele como ele me torturou. Fiz ele ficar de pé e comecei a chupar. Fiz algumas vezes muito forte, então ele gemia e as vezes falava que estava doendo.

Deitamos na cama e fizemos do jeito tradicional. Até chegarmos ao nosso ápice. Zayn adormeceu. Eu tomei um banho e o deixei dormindo. Enquanto isso fiquei vendo TV. Ainda eram 4 horas da tarde. Ele acordou e eram 4:30. Bom, eu fui acordá-lo.

-Amor, acorda. Os seus amigos não vinham?-eu falei.

-Oi. Eles vem sim. A gente transou?- ele perguntou.

-Sim, querido. Não lembra?

-Não.Eu acho que bebi muito.

-Ai, amor...Mas você está bem?

-Sim, claro. Só com sede.

-Então vem buscar uma água.

-Ta.Mas eu vou me trocar.

-Ok.

Eu fui até a cozinha e ele apareceu só de cueca.

-Amor, você não ia se trocar?-perguntei.

-É assim que eu fico em casa. Vai se acostumando.-ele respondeu.

-Então eu também posso ficar de calçinha e sutiã, né?

-Pode.

-Duvido que você se contenha.

-Não.

-Que horas seus amigos chegam?

-Ás seis.

-Ok. São 4:40.

-Podemos ficar juntos e depois nos trocamos.

-Ótimo...-assim que eu falei isso, ele me abraçou por trás, passando as mãos pela minha cintura, e beijando meu pescoço.-Agora vai se trocar!

-Estou indo...

Ele saiu. E depois de uma hora fui checar se ele estava bem, porque não estava fazendo barulho.

Cheguei lá e ele estava dormindo no sofá, só de cueca.

Acordei ele.

-Amor.Vamos! Você tem que levantar.-falei.

-Ah...Ta...Mel, escolhe uma roupa pra mim ok?-falou.

-Ai, Zayn...Entendo que esteja cansado, mas vai se trocar!Eu posso até escolher a roupa. Mas sai daí e se troca!

-Já vou, Mel...

Eu fui até o quarto e escolhi uma bermuda larga e uma blusa lisa. Logo Zayn chegou. Ele colocou a roupa.

-Amor, tenho que te contar uma coisa...- ele falou.Percebi que estava tenso.-Você vai me matar, mas... eu vi um filme pornográfico e fico com tesão a cada cinco minutos.Desculpe.

-Zayn!Quando você assistiu?-respondi.

-Há três dias.Desculpe mesmo.

-Amor, tudo bem, mas saiba que esses filmes não são legais. Principalmente para gente que namora!

-Eu sei...Mas foi antes da gente namorar...

-Ai amor... Tudo bem...Damos um jeito nisso...

-Eu te amo.

-Também te amo. Bom, agora vamos arrumar esse lugar.

-Ei, você vai se trocar também né?- ele falou.

-Vou. -respondi.

-Então vai se trocar.

-Já vou!Mas eu volto daqui a pouco.

-Tá.

Ele me beijou e passou as mãos nas minhas costas, até a bunda, que ele apertou de leve. Quando finalmente paramos, falei:

-Tenho que ir. Até depois.

Sorri e fui embora. Chegando em casa, tomei banho, coloquei um vestido, mas não muito sensual, uma botina de salto e passei uma maquiagem de leve. Arrumei minha casa, fiz tudo que precisava.

Voltei para casa do Zayn, ele estava vendo TV.

-Você demorou muito.- ele falou, me olhando dos pés a cabeça.-Aprovada.

-Hum. Seus amigos devem estar chegando.-falei.

-Isso, eles vão trazer as namoradas. Harry não namora. A namorada do Louis se chama Eleanor, a do Liam é Sophia, e a do Niall se chama Marry.Eleanor tem cabelo meio enrolado castanho, Sophia tem cabelo castanho claro e liso, e a Marry tem cabelo loiro e encaracolado. Você vai saber quem é quem.

-Muito bem, e você já inventou uma programação?

-Já. Primeiro, você leva as meninas para a sua casa, vocês conversam, e tal. Eu vou pedir uma pizza, e quando chegar, você traz as meninas pra cá e a gente arruma a mesa. Nós comemos, e depois vamos ficar todos na sala, conversando. Ok?

-Certo. E nada de filmes pornográficos, entendeu?

-Sim, amor.

-E hoje, bebidas alcoólicas, liberado. Pode beber o quanto quiser. Só que não deixe os meninos beberem muito, porque vão dirigir.

-Entendi. Vai ser ótimo.

-Com certeza.

O telefone tocou. Zayn atendeu e falou:

-Louis chegou. Aposta que o Harry vai chegar por último?

-Não. Mas siga minhas regras!-falei.

-E você as minhas!

-Ok, querido.

Ouvimos o barulho do carro e comprimentamos Louis e Eleanor.Eles estavam arrumados, e ficamos conversando até Niall chegar. Nos cumprimentamos e depois Liam chegou. Então levei as meninas para minha casa.

Todas eram realmente muito bonitas. Isso é que é uma diva.

-Então, Mel, há quanto tempo estão namorando?-Eleanor perguntou.

-Há lindos dois dias.-respondi.

-E já tiveram a primeira noite hot?- Sophia perguntou.

-Já... Eu perdi minha virginidade com ele.- respondi.

-Vocês são fofos juntos.-Marry disse.

-E vocês já planejaram alguma coisa?-Sophia disse.

-Estamos pensando em morar juntos.- respondi.

E começamos a conversar sobre mim, meu trabalho, o trabalho delas, sobre elas, e muitas coisas de meninas.

-Então você posou de lingerie?-Marry perguntou.

-Sim, mas alguém não aprovou.-respondi.

-Ai, mas isso é normal.- Sophia afirmou.

-Mas vocês foram juntos, é claro. -Eleanor disse.

-Sim. Entre a gente, fazemos o aprovado ou não. É assim: um de nós faz alguma coisa. O outro tem que aprovar. Se não for aprovado, nunca mais. Só se for liberado pelo mesmo.- falei.

-Vou começar a fazer isso.-elas falaram.

-Gente, vou contar um segredo. Ás vezes eu penso que o Niall não gosta de mim e está me traindo...-Marry disse.

-Não...Isso é impossível.-Sophia disse.

-Não, Marry.-Eleanor afirmou.

-É que eu sou virgem. E ele não quer tirar isso de mim por enquanto.- ela falou.

-Olha, isso não é motivo para você pensar que ele não gosta de você.- falei.

-É claro que ele gosta. Afinal, ele teria terminado com você se não gostasse de você.-Eleanor disse.

-Não se preocupe.- Sophia afirmou.

E voltamos a conversar sobre outros assuntos. Elas eram legais.

Logo, Harry entrou na sala.

-Heyy, meninas. Hoje eu vou ficar com vocês.-Harry disse.

Começamos a rir, porque ele estava com uma cerveja em garrafa na mão e bebendo.

-Ai, Harry, aqui é só pra meninas.- Sophia falou.

-Sei conversar com vocês!- ele disse, sentando no sofá.- Eu sei falar sobre coisa de meninas.

Começamos a falar de traição, e da nossa opinião a respeito disso.

-Epa, epa, epa.Calma aí.Vocês estão falando, que a maioria das vezes é homem que trai?!Não. Isso é mentira.- ele falava.

-Mas é a verdade, Harry.-falei.

-Não. Se o homem trai, é porque a mulher está fazendo as coisas erradas.- ele contestava.

-Nós mulheres somos mais concientes.- Eleanor falou.

-Não, nada a ver. Nós homens, nos esforçamos para fazer uma mulher feliz! A gente paga as contas e tudo mais!E quando tá de TPM?Quem aguenta? Nós.-ele falava.

-Mas a gente também é forte, a gente tem o bebê. A gente sente as piores dores.- Marry disse.

-Mas na gente dói no bolso! Eu, por exemplo, pago tudo. Ou pagaria, se estivesse namorando.- ele disse.

-Ai, chega de discutir.- falei.

-Isso, vamos falar sobre uma coisa em que eu sou expert. Sexo.- ele falou.

Todas nos entreolhamos e pensei: expert?Vamos ver.

-Quem é virgem levanta a mão.- Harry pediu.

Marry levantou a mão levemente, envergonhada.

-Não acredito. Mentira. Você namora um gostosão daquele e é virgem? Ai meu Deus.- Harry disse, fazendo gracinha.

-Ah, eu não sei bem, fazer aquilo, e devo ser ruim.- Marry disse.

-Se você quiser eu tiro sua virginidade. Eu sou bom de cama. -Harry disse.- Só temos que pedir para o Niall.

-Não, obrigada. Eu amo ele, e realmente queria que fosse con ele.- ela falou.

-Tudo bem.- assim que Harry terminou de dizer essas palavras, Niall entrou e falou:

-A pizza chegou. E que história é essa de você tirar a virginidade dela, seu tarado?Quem vai fazer isso sou eu!

Marry ficou envergonhada.

-Bom, vamos lá.- falei, me levantando.

-E você, Mel?Virgem?-ele perguntou.

-Não, Harry. E você não precisava saber disso. -respondi.

Ele ficou quieto. Ele sempre dá mole pra mim, e Zayn não gosta. Eu não ligo.

Entrei no chalé e eles estavam sentados no sofá, conversando. Começamos a arrumar a mesa.

Todos nos sentamos na mesa. Eu sentei entre Harry e Zayn. Harry ficou colocando a mão na minha perna. Ele colocava, e eu tirava. Ele enfiou a mão por baixo do meu vestido, até que falei, discretamente:

-Para com isso, Harry.

Ele ouviu e parou. Comemos a pizza, e depois fomos nos sentar na sala pra conversar.

-Temos que arrumar uma namorada pro Harry.-Louis falou.

-Prefiro ser solteiro e sexy do quê comprometido e acabado.-ele falou.

-Não estamos acabados, Harry.- Liam disse.

-Mas não neguem, eu sou sexy.-Harry falou.

Todos rimos. Todos estávamos bebendo. Eu estava sentada no colo do Zayn. Ficamos conversando até dar umas 11:30.

Liam foi embora, logo Louis foi embora, e depois Niall foi embora. Quando restou só o Harry, estávamos cansados e conversando pouco.

-Já fizeram sexo a três, com alguém?- ele perguntou.

-Não e não vamos fazer, Harry.Muito menos com você!-Zayn falou.

-Ah, como vocês são... Eu vou embora.-ele respondeu.

Na hora da despedida, ele fez aqueles comprimentos de garotos, e comigo, ele colocou a mão na minha bunda.

-Tira a mão daí, safado.-falei.

-Tchau pra você também, gata.-Harry disse.

-Não chame ela de gata. Só eu posso fazer isso. Vai dar em cima das suas "amigas".-Zayn falou.

Harry foi embora.

-E agora, Zazz, o quê a gente vai fazer?-perguntei.

-Eu quero ver TV. No quarto.- ele respondeu.

Deitamos na cama e ligamos a TV. Colocamos um filme de ação, porque Zayn gostava. Mas eu não. Tirei o vestido e fiquei de calçinha e sutiã.

O filme começou e eu não estava a fim de assistir. Zayn estava bebendo uma cerveja. E estava começando a ficar bêbado. Eu tentei dar mole pra ele, pra ele tirar o filme e brincar comigo.

-Zayn, querido, tira esse filme e vamos brincar...-eu pedia.

Até que ele tirou o filme e começou a me beijar. O beijo era quente, amoroso. Ele tirou minha calçinha e penetrou bem rápido. Gemi, mas sem parar de beijá-lo. Ele tirou meu sutiã e apertou levemente meus seios, enquanto continuava com os beijos, mas no pescoço. Eu gemia.

-Ai, amor, viu?Viu como vale a pena?- eu falava, com dificuldade.

-Sim...-ele respondi.

Empurrei ele para trás e chupei. Ele estava tentando não gemer, mas no final, gemeu.

Depois ele se deitou na cama e eu fiz aquela "cavalgada" e dessa vez, eu estava gemendo mais.

-Ah... Meu Deus... Como?...-eu gemia.

-Geme meu nome.Vai...-ele falou.

-Zaaaynnnn... Zaaayyynn...-eu gemia.

-Isso, isso...

-Ah...

Percebi que ele estava chegando ao ápice.Então resolvi deixá-lo brincar comigo.

-Sou sua.-falei.

Ele me virou, me encostou na parede e enfiou no meu ânus. Eu gritei, e doeu, mas depois começou a ficar bom, e até que chegamos ao ápice.

-Ai, amor, isso é demais. Estou acabada, mas adoro isso.-falei.

-Eu também.- ele respondeu.- Quem diria que uma quase virgem seria tão boa?

-Amor! Aprendi com o melhor.

-Dorme aqui?

-Durmo. Deixa eu arrumar a cama, tomar um banho...

-Pode fazer tudo o quê quiser.

-Me empresta uma camiseta pra dormir?

-Empresto.

Ele foi até o armário e me deu uma blusa bem larga e confortável. Peguei minha calçinha do chão, e fui tomar banho. Tomei um banho rápido, mas bem tomado.Coloquei a blusa dele e minha calçinha. Quando voltei, Zayn havia arrumado tudo.

-Ai, amor. Obrigada por me poupar uma arrumação.- falei.

-Você fica linda tomando banho.- ele falou e sorriu.

Eu sorri de volta ele ligou a TV e colocou nosso filme preferido : Amor a toda prova. Nós dois amamos esse filme.

No final, adormeci no peito dele.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...