Pra te fazer lembrar

Mikaella e Ketlin são apenas duas jovens comuns que sonham encontrar um amor de verdade, mas até esse amor verdadeiro chegar, elas duas vão ter que enfrentar vários golpes da vida. Mas uma questão fica no ar: Será que uma grave perda de memória irá acabar com esse amor verdadeiro?

23Likes
28Comentários
23562Views
AA

53. Surpresa!!!

 

Olá meus amores, demorei mas depois de um ano trouxe a atualização. Prometo não demorar tanto no próximo capítulo.

PS: Espero que vocês tenham tido um ótimo natal e que esse novo ano seja cheio de surpresas para todos nós **mesmo a 1D tanto em pausa :(**

Boa Att.

 

Mikaella POV On

Aliviada. 

Essa é a palavra que traduz o que sinto depois que converso com Liam e Niall. Pude ver a certeza que Liam não guarda mágoa nenhuma de mim porque claro, eu não tinha certeza antes.

O barulho e movimento da festa aumenta cada vez mais e já faz mais de meia hora que converso com Liam e Niall sobre assuntos normais. Acabo de explicar para eles como Louis e eu fizemos para colocarmos algumas luzes verdes e laranjas próximo à decoração do teto, quando meus olhos são fixados em Harry e uma garota. Uma garota que não sei como mas me parece familiar. Alta, magra, cabelo super liso, olhos verdes. O completo oposto de mim. 

Não sei se por falta de falar ou encarar muito, Niall e Liam percebem meu olhar em Harry e o olham também. Percebo meu transe e desperto.

- Enfim, foi um pouco complicado mas no fim gostei do resultado - Digo olhando para as luzes verdes e laranjas, evitando a todo o custo a direção de Harry.

- Ah, claro, podemos ver - Niall diz dando um gole em sua cerveja e tentando esconder um risada.

Liam dá um pequeno soco nele e tento ao máximo fingir indiferença.

- Acho que, sei lá, alguém quer perguntar algo...

Niall diz e viro em sua direção. Quero ou não? Só queria saber...

- Você não está vendo? Ta na cara dela que quer saber de algo, só estou tentando ajudar - Niall diz em reposta á algo que Liam falou e eu não ouvi.

Ignorando completamente minha mente me advertindo para não fazer isso, reviro os olhos e pergunto:

- Ok, quem é ela?

Niall sorri triunfante para Liam.

- Kellie. Ele conheceu ela ontem, lá no prédio do Louis - Liam diz antes de Niall.

- E? - Incentivo para que continuem.

- Só sabemos até aí. Eles conversaram e agora ele trouxe ela para a festa - Niall termina.

Olho disfarçadamente na direção de Harry mas eles não estão mais lá. É um sinal, sinal para eu ignorar isso.

- Tudo bem, tanto faz - Jogo meu cabelo para trás mostrando indiferença - Só quero que ele seja feliz. Preciso ir atrás de Tayler, já era pra ele te voltado. Vejo vocês por a´meninos.

Antes de ter me afastado completamente, ouço Niall sussurrando para Liam:

- E é assim que começa.

Junto minhas sobrancelhas e mesmo sem entender, saio á procura de Tayler.

 

Niall POV On

- Vamos lá - Louis aparece puxando meu pulso. Tomo um susto, ele não estava por perto á um tempo.

- Vamos aonde? E onde você esteve nas últimas horas? - Já passa das onze e meia e grande parte do pessoal da festa já estão bêbados, o que se é esperado em uma festa onde bebida é o que não falta.

- Estava resolvendo umas coisinhas - Louis olha para mim e sorri - Espero que no fim você me agradeça Horan.

Ergo minhas sobrancelhas e balanço minha cabeça. Louis está tramando e sinto que tem alguma ligação com a papo que ouvi hoje mais cedo antes da festa.

Paramos em frente ao pequeno palco, onde um telão está abaixado e carregando algo.

- Espere aqui, preciso encontrar os outros - Olho para ele e ele volta a repetir - Não saia daqui.

Quando se vira para procurar os outros, ele grita por Mikaella, que já estava se aproximando.

- Fica aqui com ele, preciso encontrar os outros. Faz ideia de onde estão?

- Ei ei ei - interfiro antes de Mikaella possa responder - Eu estou aqui e continuo sem entender nada.

E é como se eu não tivesse falado nada. Louis sai assim que vê Liam e Zayn próximo ao palco e Mikaella se vira para mim.

- Relaxa, eles não estão planejando sua morte - ela se senta em uma cadeira e percebo que estamos próximo á uma mesa. Imito o gesto dela e espero que diga algo mais. - O quê?

- Se estou te encarando é porque estou querendo saber o que você sabe sobre o que eles estão escondendo.

- Juro que entendi tudo - Mikaella solta um riso e em seguida dá um gole em sua bebida - É apenas uma surpresa, e não é ruim - Quando diz isso, levanta as duas mãos e dá de ombros - Não posso falar mais nada.

Concordo com a cabeça e espero para ver o que me espera.

- Ali, eles já estão prontos - Mikaella aponta na direção do palco e vejo Louis com o resto do pessoal e a amiga de Harry, Kellie. Ela também está no meio disso? Acho que não.

Eles conversam por mais alguns segundos e em seguida vem em minha direção.

- E aí cara, não está bêbado não né? - Zayn pergunta ao se sentar ao meu lado.

Balanço a cabeça.

- Longe disso - Liam, Harry e Kellie aparecem logo em seguida e se sentam na mesma mesa que está Mikaella, Zayn e eu - Onde está Louis? - Pergunto á Harry e ele me mostra com um movimento de cabeça.

No mesmo momento em que vejo Louis no palco, o som é desligado e as luzes do palco se acedem mais.

- O que ele está fazendo? - Pergunto mais para mim mesmo com os olhos cerrados.

- Bom Niall, você deve estar agora mesmo se perguntando que diabos que eu estou fazendo aqui no palco sozinho - Louis começa e eu rio junto - É claro que nosso Irlandês favorito precisava de uma surpresa e não uma qualquer e antes de tudo, relaxa porque não vou fazer aquelas declarações de dá enjoo - Rio do comentário e ele logo continua - Sempre pensamos: O que dar para alguém que tem dinheiro e pode comprar o que quiser? Pensamos em tudo, Zayn, Liam, Harry e Mika, mas não sabíamos ainda o que te dar de aniversário, até que claro, o gênio aqui - Louis aponta para a própria cabeça - fez uma pergunta que no mesmo momento se tornou seu presente. Eu sei que por esses dias isso não seria possível mas já que é por uma causa especial... 

Minha cabeça gira tentando saber sobre o que ele está falando. Até a própria pergunta martela na minha cabeça.

De repente as luzes do palco se apagam e o telão ganha vida com as seguintes palavras:

"O que sentimos falta desde que saímos de casa?"

Louis, com o microfone ainda ligado, faz a pergunta em voz alta e em seguida completa:

- Desde em que saímos de casa, nosso lar se tornou quartos de hotéis ou mesmo a casa da nossa tia, como estamos agora, o tempo em que passamos na nossa casa, na casa dos nossos pais se tornaram quase que inexistentes, esse trabalho, o nosso trabalho é o melhor que existe e o que sempre sonhamos, mas desde que começamos com eles, nossos pais mal se encontram com nós, alguns aniversários nem são capazes de comemorar conosco e é esse o ponto em que quero chegar. Feliz aniversário loirinho.

Quando as palavras Feliz  Aniversário são pronuncias por Louis, duas figuras aparecem por trás dos telão e meu coração vai á mil. Bobby e Maura.

Usando as escadas ao lado do palco, corro até meu pai e minha mãe e me jogo nos braços deles. Saudade grita por todo o meu corpo e não acredito que eles realmente estão aqui. Quase 15 meses que não os vejo, apenas nos comunicando por telefone.

- Acho que alguém está maior do que na última vez em que nos vimos - Bob diz e rio balançando a cabeça.

- Além de está mais bonito - Mamãe diz passando as mãos no meu cabelo e me olhando - Estava com tantas saudades filho.

Volto a abraça-la e ficamos assim por mais um tempo.

Depois de muitas saudades matadas e abraços dados, os meninos aparecem e falam com meus pais.

- Ainda não acredito que vocês fizeram isso - Digo para Liam que está próximo á mim.

- E eu não acredito que você não descobriu antes da hora, porque foi quase.

- Se ele tivesse descoberto, quem teria que se rebolar pra conseguir um presente de última hora seria você e Zayn. - Louis diz aparecendo por trás de Liam.

- Ainda bem que tiramos a ideia daquela caixa de presente. Ia ser muito bizarro os pais do Niall aparecendo nela bem no meio do palco - Mika diz - Aliás, de quem foi a ideia?

- Ei, a caixa não era tão ruim assim - Harry diz e já sabemos que a ideia foi dele.

- Não acredito que você iam colocar meus pais em uma caixa de presente gigante - Digo e começo a rir ao pensar na cena.

- Ia ser legal - Harry se defende mas Louis debate.

- Harold, ia ser broxante, admita - Assim que Louis diz isso, não aguento e caio nas gargalhadas, não acredito que ele disse isso e ainda na frente dos meus pais.

- Mas de toda forma, valeu pelo presente - Digo quando recupero o ar depois do ataque de riso - Nunca imaginei isso.

- Acho que quem agradece por isso somos nós - Meu pai diz, me abraçando pelo ombro.

- Aliás, vocês vão ficar aqui até quando? - Pergunto 

- Acho que temos um tempo para matarmos mais a saudade - Ele não quis responder exatamente e sei que significa que não temos muito tempo. Tiro o pensamento deprimente da minha mente e com um sorriso digo:

- Então vamos aproveitar.

 

Mikaella POV On

- Bom dia - Niall diz entrando na cozinha onde eu tomo café sozinha.

- Bom dia Nialler, fazendo o que acordado essa hora? - Niall olha a hora no celular - Acabei de levar meus pais no aeroporto.

Niall pega uma fatia de torrada e se junta á mim para tomar café.

- Essa semana correu, parece que foi ontem minha festa e a chegada deles aqui - Niall diz e concordo com a cabeça.

- Momentos bons o tempo leva rápido.

- Eu que o diga - ele diz e noto que toquei em uma ferida dele.

Ficamos os dois em um silêncio constrangedor sem saber o que falar. Niall com o cotovelo na mesa e eu mexendo no meu café já morno. Por fim, ele pergunta:

- E você, porque já está acordada? - Passando geleia em sua torrada e pondo na boca em seguida.

- Hoje tenho curso, esqueceu? Curso quatro vezes na semana e na sexta estou em casa, na verdade, ultimamente mal estou parando em casa nas sextas - Explico e Niall concorda silenciosamente.

- Bom dia, vejo que não sou o único á ter acordado cedo.

Me viro e vejo Zayn parado na porta da cozinha terminando de abrir a boca.

- Certo, realmente hoje vai chover.  Zayn acordou cedo! - Niall diz batendo palmas e tenho que o acompanhar rindo, isso é um milagre.

Zayn revira os olhos mas ri com nós, em seguida se serve com café e conversarmos mais um pouco antes de eu ir para o curso.

- Preciso perguntar uma coisa que ainda não entendi - Niall fala quando me levanto para sair.

- Fale - Digo tirando nossas xícaras sujas da mesa.

- Ainda não entendi o por quê daquele telão no meio do palco no dia do meu aniversário.

- Pra falar a verdade, também não sei.

- Harry ia fazer passar algum filme ou clipe, não sei, de nós todos, mas acho que não deu muito certo - Zayn explica - A ideia era boa, mas não conseguimos.

- Ah ia ser uma boa ver o Niall chorando pela homenagem - Puxando uma das bochechas de Niall, completo - Que fofo, ia se derreter!

Niall fica vermelho e no mesmo momento tira minha mão do seu rosto.

- Não sou tão derretido assim!

- Não mesmo - Zayn e eu falamos ao mesmo tempo rindo. Até parece que Niall não iria chorar, conhecemos ele bastante para saber que iria.

- Sério meninos, agora preciso ir, estou quase atrasada. Nos vemos mais tarde - Mandando beijos no ar, me despeço deles e parto para mais um dia de curso.

*

Quando minha aula termina, mando uma mensagem para Taylor que todos os dias vem me buscar. Como as aulas dele termina um hora antes da minha, combinamos de todo dia quando terminar minhas aulas, nos encontrarmos na saída da escola.

No dia em que vinhemos na feira, vários cursos me conquistaram, mas sabia que tinha que terminar o meu de espanhol, só assim para começar outro. Taylor já sabia qual escolheria, por isso me trouxe com ele, queria fazer sua matrícula e pensou que eu poderia fazer algum.

Assim que a mensagem é enviada, vou me sentar em um dos banquinhos em frente a saída, no momento em que me sento, meu telefone vibra e vejo o número da Ketlin na tela. 

- Hello! - Atendo

- Olá amiga - Sua voz calorosa responde - Tudo bem? Nunca mais nos falamos, estava com saudades.

- Nunca mais? Acho que só faz uns quatro dias - rio - Mas sim, está tudo bem e por aí? Como anda as coisas?

- Faz cinco dias e sim, estava contando - ela ri no outro lado - As coisas estão melhorando, estão melhor do que na última vez em que nos falamos.

Ketlin explica que aos poucos sua mãe está voltando ao normal, e isso é o motivo de grande parte da sua alegria. Não significa que ela está completamente bem, mas está melhor do que antes, coisas pequenas que já fazem diferenças. O tratamento não é rápido e grande parte do esforço vem é da própria Ketlin, já que ela dá forças para a mãe continuar indo ao médico e tomando os remédios.

- Ela já está se levantando de manhã, faz o café e tudo, coisa que ela tinha parado - Ket diz e fico feliz por ela. 

- E como anda as coisas com sua tia aí?

- Nem fala, um saco, no mínimo - ela suspira - Mas sei que isso logo vai acabar, minha mãe vai melhorar e ela não vai ter motivos para está aqui, na verdade, não entendo porque ainda está.

- Isso mesmo, assim que gosto de te ver, pensando positivo.

- E vem cá, me conta como está você e o Taylorrr - Ela prologa o R me fazendo rir da curiosidade.

- Ahh, não sei explicar.

Um silêncio paira entre nós. Ketlin espera por minha resposta e eu sem saber o que falar.

- Mika, fala.

- Ok. 

Respiro fundo e quando olho para os lados, vejo Taylor no outro lado da rua sorrido para mim.

- Ketlin, o Taylor acabou de chegar, preciso ir mas quando chegar em casa te ligo e prometo de contar tudo o que você quiser.

- Ai miga, mas...

- Eu juro, respondo tudo. Beijos, te adoro.

- Beijos amiga.

Desligo o telefone e quando levanto a cabeça, sou invadida pelo sorriso cativante de Taylor.

- Olá - Ele diz e comprimento com um beijo casto - Tudo bem?

- Sim, estava conversando com a Ketlin - Tay conhece Ketlin tanto quando se conhecesse pessoalmente só por eu falar tanto dela. - Enfim, vamos?

- Estava pensando em passarmos em algum lugar antes, o que você acha?

- Perfeito, onde?

Taylor e eu vamos para um café, como o tempo hoje está frio, é perfeito para nos sentirmos esquentados.

Quando chego em casa, já é quase começo de noite. Quando estou com Taylor o tempo voa, me perco nas nossas conversas e quando vejo já passa da hora de ir embora. Mas o problema é esse, não sei o que estamos tendo, não é só uma amizade mas também não é namoro, estamos numa fase chata que ele não toma nenhuma iniciativa e é por essa razão que preciso conversar com Ketlin.

Já na direção do meu quarto, vejo uma movimentação no quarto do Harry, mas ignoro e entro no meu quarto. Ligo para a Ketlin só que o telefone só chama, olho a hora e sei que ainda não é hora dela estar dormindo. Dando de ombros, resolvo ir tomar um banho, comer algo e depois tentar de novo.

Depois do meu banho tomado e já vestida com minha roupa de dormir, um moletom maior do que eu e um short curto, desço á procura de algo para comer.

Com a ajuda da Giovanna, governanta da casa, que me faz um sanduíche de peito de perú, logo lancho e vou para meu quarto tentar falar com Ketlin.

No corredor dos quartos, um brilho chama minha atenção ao parar nos meus pés e me abaixo para pega-lo. Quando me levanto, dois pares de olhos verdes me encaram junto com um sorriso atencioso que começo a detestar por motivos que não entendo.

Kellie, que legal.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...