Pra te fazer lembrar

Mikaella e Ketlin são apenas duas jovens comuns que sonham encontrar um amor de verdade, mas até esse amor verdadeiro chegar, elas duas vão ter que enfrentar vários golpes da vida. Mas uma questão fica no ar: Será que uma grave perda de memória irá acabar com esse amor verdadeiro?

23Likes
28Comentários
23567Views
AA

46. In love

 

Enfim att uhuuu! Estou vomitando arco-íris com esse capítulo amorzinho do Liam. Espero que gostem <3

 

Liam POV On

- Você jura que não desconfiou de nada? - Luna me pergunta novamente.

- Nada, somente do Harry que estava muito estranho, mas pensava que era por outra coisa - dou de ombros e Luna solta um pequeno riso - Amo seu sorriso - digo pegando no seu pequeno queixo e deixando um selinho ali.

- Amo quando você faz isso - ela me olha nos olhos e ficamos assim, um perdido no olhar do outro, perdidos em nossa própria conexão. 

Depois de segundos somos interrompidos por Theo, o pequeno sobrinho de Niall. Ele puxa meu braço e aponta para uns docinhos que estão um pouco longe dele, por ser pequeno, ele não consegue pegar.

- Ele está querendo um docinho - Luna se levanta e pega um dos doces que Theo aponta - Aqui, todo seu.

Theo sorri e tenta falar algo como obrigado, que não sai muito bem mas é adorável.

A festa continua e mais pessoas aparecem, algumas até que nem esperava, como uma tia minha que fazia anos que não a via. 

- Acho que está na hora de cortarmos o bolo - Niall grita - Não aguento mais olhar para aquele bolo e não comê-lo.

Rimos do seu desespero por comida e fazemos a vontade do loiro.

- Acho que precisamos de uma self para marcar esse momento - digo pegando meu celular, juntando todo mundo, o que demora um pouco, e tiramos a foto. Em seguida chamo os meninos para uma em grupo e me dou conta que Harry não está por aqui.

- Zayn, sabe onde está o Harry? - Pergunto e Zayn olha em volta também procurando por ele.

- Hum... Não, a última vez que eu vi foi logo que vocês chegaram.

- Eu vi ele subindo - Niall diz bebendo seu refrigerante. Por um momento esqueço de Harry.

- Oh, estou vendo que alguém aqui não quer bebe!

- Última vez que ele bebeu as coisas saíram dos eixos, não foi Nialler? - Louis diz jogando um braço no pescoço do irlandês.

- Cala boca vocês dois - ele dá de ombros e rimos por ele não confessar que está com medo de aprontar algo mais.

- Meninos, vamos cortar o bolo? - Mikaella aparece perguntando e vejo Tayler logo atrás dela.

- Precisamos achar o Hazz, ele não está por aqui - Zayn diz e quando volto a olhar para Mikaella, vejo ela corar.

- Você sabe onde ele está - Digo e em seguida os meninos me olham. O jeito como falei pareceu ser rude demais. - Não quis ser rude nem nada...

- Não, tudo bem. - ela fala sem olhar para ninguém - Ele está no quarto. Vocês podem chama-lo, preciso falar com a Giovanna.

Mikaella sai rapidamente e sei que algo ela sabe mas está escondendo. 

- Vou chamar Harry - Digo e os meninos logo falam que vão juntos.

Passo por Luna, que está conversando animadamente com Lottie sobre maquiagem e digo que já volto, ela sorri assentindo com a cabeça e continua o papo.

Quando chegamos ao quarto, do qual ele divide com o Louis, resolvemos bater na porta. Um silencio se instala e nenhum sinal é ouvido, bato de novo e nada. Louis toma a frente e decide abrir devagar a porta.

Ele olha pela pequena fresta e depois se vira para nós, dando um suspiro cansado. Louis abre mais a porta e entendemos o porquê do suspiro: Harry está sentado ao lado da cama amassando um papel e chorando.

Em silencio, Louis, Niall, Zayn e eu entramos no cômodo. Harry parece não notar nossa presença mas claro que ele sabe que estamos aqui.

- O que houve? - pergunto me sentando de frente para ele, ao lado da cama de Louis. Niall se senta na cama ao lado de Harry e Louis próximo á mim, no chão. Zayn senta na cama de Louis, de frente para o Niall.

Harry balança a cabeça e tenta secar inutilmente seu rosto.

- Sério que você não vai falar o que está havendo quando todos sabemos que tem um motivo para você, logo você, estar chorando? - Louis diz já sem paciência e voltamos a encarar Harry.

- É a Mikaella...

Assim que ele fala isso, já entendo o que aconteceu.

Harry começa á contar tudo e vemos o quão difícil está sendo para ele se segurar e não chorar. Todos nós, exceto Harry e Niall esperávamos por isso, já tínhamos visto Mikaella sair com Tay. No dia em que estava saindo com Luna, não voltei realmente para pegar um casaco, mas sim por ter visto Mikaella com Taylor, voltei em casa para distrair Harry até Mikaella aparecer.

Na hora, apenas pensei em não fazer meu amigo sofrer, mas agora vejo que só atrasei o sofrimento dele, pois ele viu com seus próprios olhos ela com outra pessoa.

- Eu sabia que ia ser difícil, que teria que fazer ela se apaixonar por mim, mas ela não me deu nem a chance de me aproximar dela. O beijo que demos não significou nada para ela...

- Espera aí, vocês se beijaram? - Niall perguntou surpreso. Na verdade até eu não sabia disso.

- Quando encontrei ela no dia em que ela sumiu do hospital, nós meio que se beijamos...

- Meio ou rolou língua? - Louis insiste e Harry manda um olhar nada gentil para o amigo.

- Nos beijamos de verdade. A partir dali eu pensava que podia dar certo, que o fato dela não se lembrar de nada não importava, pois novas memórias podiam ser criadas.

Ficamos os cinco em um silêncio intenso, sem saber como ajuda-lo. Nenhuma palavra valeria a pena. 

- É cara, nós estamos na merda - Niall disse se sentando ao lado de Harry e o abraçando.

Logo em seguida, todos nós se aproximamos de Harry e Niall e os abraçamos também. Como disse, palavras não iriam ajudar, não sabemos como concertar ou acalmar um coração partido, mas sabemos que todos precisam de apoio, Harry está passando por algo que todos nós já passamos e um abraço é o melhor remédio, por hora.

 

***

Depois de insistirmos muito, conseguimos convencer Harry á descer e cantar parabéns para mim.

- Antes preciso lavar meu rosto.

- Não vai tirar o inchaço nem a vermelhidão, mas não custa tentar - Zayn fala dando de ombros e rio.

Depois que Harry sai do banheiro, descemos e vemos que todos estão esperando por nós.

- Por que vocês demoraram tanto lá em cima querido? - mamãe pergunta preocupada.

- Só estávamos dando uma força para o Harry.

- Ele está bem? O que aconteceu? - Minha mãe considera todos os garotos como meu irmão, saber que Harry está mal faz com que ela se preocupe como se fosse comigo.

- É só questões do coração - Digo a tranquilizando e ela olha para ele, do qual está brincando com Theo - Enfim, vamos cortar meu bolo! - grito e logo todos se aproximam de onde estou.

- Até que fim, estou morrendo de fome - Luna diz baixinho ao meu lado e a abraço pela cintura.

- Antes de tudo, o parabéns! - Louis grita e assim acontece, apagam as luzes da sala de jantar e um coro começa cantar parabéns para mim. Sem muito saber o que fazer, começo á bater palmas e cantar também. Depois de repetirem mais uma vez e cantarem o tão famoso "Com quem será", deixando Luna mais vermelha do que Niall na época do X factor, acederam as luzes e partimos o bolo.

- Agora Senhor Payne, você terá que escolher uma pessoa para receber o primeiro pedaço - Niall fala e quando levanto a cabeça do pedaço que partir, todos olham para mim curiosos.

- Acho que... - Começo mas paro, olho todos os rosto vidrados em mim, sorrindo amavelmente e não consigo escolher alguém sem deixar outra pessoa chateada, é besteira, mas levo isso á sério. No canto do cômodo vejo Harry olhar para Mikaella, abaixar a cabeça e começar a chutar o chão leve e distraidamente. 

- Meu primeiro pedaço vai para o Harold!

Todos se viram para Harry, que é pego desprevenido. Ele olha para mim e cerra os olhos, sabe que eu estava observando-o. Andando em minha direção, Harry pega o bolo, agradecendo o primeiro pedaço e fazendo uma piada por não esperar isso de mim que faz com que todos riem. 

Depois disso todos acabamos com o bolo e docinhos rapidamente e a festa vai chegando ao fim.

Me jogo no sofá ao lado de Niall e vejo que ele está quieto, apenas olhando para a televisão muda, já que o som ainda domina o ambiente.

- Comeu muito e ficou triste? - Pergunto rindo mas ele somente abaixa a cabeça.

- Por que as coisas têm que ser tão complicadas?

Ele se vira para mim com os olhos sem alegria.

- Porque as coisas complicadas valem a pena. Se vêm fácil demais, vão embora mais fáceis ainda. - Eu sei que ele está dizendo isso se referindo á Ketlin, ela não tem dado muitas notícias para nós, apenas Mika sabe dela. - Você tem que deixar seu orgulho mais de lado e correr atrás dela, já que ela é a pessoa que te faz feliz.

- Não é tão fácil assim Liam. 

- Ou você que complica? - Niall dá de ombros - Faz o que seu coração achar certo, é ele que está pagando as consequências.

Bato levemente em suas costas e me levantando, indo em direção á Luna.

Encontro ela junto com minha mãe, na cozinha ajudando Giovanna.

- Acho que vou roubar ela de vocês - Digo atrás de Luna, assustando ela e fazendo as outras rirem.

- Que susto seu doido - ela fala rindo, virando para mim e jogando seus braços em meu pescoço - Você sabe que sou assustada.

Concordo com a cabeça e deixo um beijo em seus lábios. Em seguida, ela se desfaz do abraço constrangida por estarmos fazendo isso em frente de outras pessoas. Mamãe vendo Luna constrangida sorri e diz:

- Vocês podem irem, aqui já está quase tudo arrumado. Adorei te conhecer Luna, espero te ver mais.

Luna sorri e abraça mamãe, dizendo que também quer vê-la mais vezes.

Saímos de mãos dadas e vou com Luna lá para fora.

- Para onde vamos? - ela pergunta curiosa e nego com a cabeça.

- Uma pequena surpresa nos espera.

- Oh Deus - ela diz ansiosa e seguimos em direção ao meu carro. 

O lugar que vou leva-la não é longe, dá para irmos andando mas está escuro e de carro chegaremos mais rápidos.

- Senhor Payne, o que está aprontando? - ela se vira para mim e olho rapidamente para ela com um sorriso enorme na cara.

- O que deu para todo mundo me chamar de Payne hoje? 

- É seu nome amor, e é lindo também.

Luna se aproxima de mim, deitando sua cabeça em meu ombro e seguimos o pequeno caminho assim.

- Chegamos!

Ela olha para os lados e me segue, descendo do carro e pegando na minha mão. Andamos por um pequeno caminho tranquilo, um lugar parecido com uma campina. Seguimos por uma trilha e em poucos minutos chegamos.

- Que lindo! - Luna diz olhando para a margem de um pequeno rio e ao lado onde tem alguns lampiões e uma cesta com alguns alimentos em cima de uma toalha - Você que arrumou? - ela diz indo em direção á coisas.

- Na verdade não, só tive a ideia. Não esperava a festa surpresa. Era pra ter vindo mais cedo com você.- Chego mais perto dela, que ainda está encantada com tudo. Luna adora a natureza, ama sentir a tranquilidade das árvores, o cheiro de cada planta e o som surpreendente de cada animal. - Você gostou?

- Liam, eu amei, olha isso! - ela aponta para o lugar - Lembra tanto o dia em que nos conhecemos - ela me abraça e retribuo. Coisas simples assim deixam Luna feliz e essa é a melhor parte dela.

Na primeira vez que a vi, estava andando pelo parque tentando parecer normal e não uma estrela do pop, decidi sentar debaixo de uma árvore e na minha frente estava ela, também sentada no chão, conversando com as amigas. Assim que meus olhos viram Luna, um sorriso cresceu no meu rosto e sabia que ela tinha algo de especial. Luna não prestou atenção em mim de primeira, mas suas amigas me viram e ajudaram mostrando eu para ela. 

Não perdi muito tempo e resolvi me aproximar e conversar com elas. Claro que Luna estranhou, um estranho chegar e começar a falar com ela? Mas o que me deixou mais surpreso foi ela não me reconhecer. As amigas dela resolveram nos deixar sozinhos e ficamos até á noite, conversando e vendo quanto o tínhamos em comum.

- Acho que não aguento comer mais nada agora - Luna fala com a mão na barriga e faz uma careta adorável.

- Não tem problema, deixamos pra depois.

Ela concorda com a cabeça e nos sentamos na toalha quadriculada, ficamos em silencio e observamos o barulho calmo do rio.

- Agradeço todos os dias por você ter sido corajoso e ter ido falar comigo - Luna diz se deitando no pano, estava pensando em como nos conhecemos, assim como eu.

Me deito ao seu lado e observo as estrelas e a lua, que está cheia e clara.

- E eu agradeço todo dia por você não ter me chamado de louco e ido embora quando teve a chance - Me viro para ela, olhando seu rosto. Ela se vira para mim também e toca meu pescoço.

- Desde a primeira vez que eu te vi, sabia que você tinha algo de especial. 

Toco levemente seu lábio interior perguntando:

- Como o que por exemplo?

- Você tem um coração enorme Liam. Depois que te conheci e vi que você era o tal de Liam Payne - rimos juntos quando ela fala isso - Me apaixonei mais ainda por você e vi uma frase mais que verdadeira.

Ela leva seus dedos até meus lábios, assim como fiz com ela e sussurra:

- "Liam Payne merece o mundo, mas o mundo não merece Liam Payne." Você é bom de mais com todos, sempre quer ajudar e isso é lindo.

Quando Luna termina de dizer isso, meus olhos estão cheio de lágrimas e sem esperar mais, vou para cima dela e a beijo. Quando me distancio um pouco, digo baixinho, mesmo sabendo que ninguém iria escutar.

- Eu fui falar com você, porque sabia que depois de você tudo faria sentido, você encanta mesmo sem querer, faz das coisas simples, as mais belas e simplesmente por isso que eu te amo.

Luna sorri intensamente para mim e me puxa de novo para um beijo e assim ficamos, apenas no nosso mundo, com nosso amor.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...