Pra te fazer lembrar

Mikaella e Ketlin são apenas duas jovens comuns que sonham encontrar um amor de verdade, mas até esse amor verdadeiro chegar, elas duas vão ter que enfrentar vários golpes da vida. Mas uma questão fica no ar: Será que uma grave perda de memória irá acabar com esse amor verdadeiro?

23Likes
28Comentários
23585Views
AA

20. Desejos

Niall POV ON
- Você está cansada? – pergunto á Ketlin assim que entramos no carro.
- Por enquanto não, por quê?
- Sei lá, acho que nós devíamos ir á um restaurante ou algo do tipo.
- Boa ideia, também já to com fome – ela responde e me encara – E eu sei muito bem que você não ta pensando em só ir ao restaurante Niall - Caraca, como ela me conhecia bem em tão pouco tempo.
- É só impressão sua Ket – eu não ia falar no que eu estava pensando, não mesmo.
- E então porque você está vermelho? – ela pergunta começando a rir.
- Isso não é engraçado, eu só quero jantar com a minha namorada – digo.
Vejo Ket ficar imóvel e de repente salta em cima de mim me dando um baita de um beijo, por sorte sou rápido e piso no freio e a rua vazia ajuda mais ainda a parada precipitada.
- Você sabe que eu te amo né? – ela fala em cima do meu colo.
- E você sabe que você é louca né? Eu podia ter batido o carro – ela faz uma careta e eu completo – mas eu amo essa louca.
Assim que digo isso, começamos á nos beijarmos sem ao menos se preocupar de estarmos estacionados no meio de uma rua.
Ketlin se vira completamente para mim, abrindo as pernas no meu colo. Meus lábios passeiam pelo seu pescoço onde deixo a marca de um chupão, minhas mãos estão em sua bunda enquanto as dela estão no meu pescoço. Quando encontro novamente sua boca, Ketlin morde meu lábio inferior e solto um pequeno gemido com esse ato.
- Hum... Acho que alguém aqui está com vontade – ela sussurra no meu ouvido.
- Acho que qualquer homem no meu lugar estaria como eu agora.
Eu grudo minha boca na dela e sinto sua mão descer até minhas costas onde ela começa á puxar minha camiseta, movido por esse ato ponho minha mãe debaixo de sua blusa e agarro um de seus seios, ela suspira com o toque e esse som tem reação ‘lá’.
- Não é uma boa ideia fazer isso aqui, no meio da rua – ela fala próximo á mim. Sinto seu hálito doce e faz com que eu sinta mais desejo ainda.
- Que tal se fomos á um lugar mais fechado? – sugiro
- Só se for agora – ela sai de cima de mim e eu já piso o pé no acelerador esperando encontrar o motel mais próximo.
- Eu estava pensando, em vez de nós ir para um motel, vamos para o seu apartamento privado? – Olho para ela surpreso.
- Como você sabe que eu tenho um apartamento privado? – pergunto.
- Claro que você, como qualquer humano precisa de uma hora de sossego e como você já tem dinheiro, não seria muito difícil de adivinhar que você tem um apartamento. – ela fala calmamente.
- Uau.. Quando é que você vai parar de me surpreender, porque espero que não pare tão cedo.
Ela rir com meu comentário e coloca sua cabeça no meu ombro, seguimos assim então até meu apartamento.
- Aqui estamos – digo depois de dez minutos dirigindo – Boa noite Pedro – falo ao porteiro do prédio.
- Boa noite Niall!
- Essa é Ketlin, minha namorada – apresento os dois e Ket sorri para ele.
- Um prazer conhece-la. – Pedro diz e vamos direto para o elevador.
Assim que as portas se fecham eu não aguento e já agarro Ket, pegando ela de surpresa. Encosto seu corpo de encontro ao elevador e percebo que ela se encolhe com o frio da parede. Eu mordo seu lábio e desço a boca até seu pescoço, amo sentir o cheiro da pele dela. Ketlin coloca uma de suas mãos dentro da minha blusa e arranha minhas costas, sei que vai ficar a marca, mas não me importo.
O sino do elevador toca e as portas se abrem já revelando meu apartamento.
- Lamento, mas outra hora apresento aqui para você – falo entre um beijo e outro. Coloco as duas pernas de Ketlin entre meus quadris e a levo em direção ao meu quarto.
- Só me importo de conhecer sua cama Horan – ela sussurra

Ketlin POV ON
Meu Deus, eu estava á ponto de explodir de tanto desejo, não podia negar, essa pegada do Niall era única.
Assim que chegamos ao seu quarto, Niall me jogou em sua cama e logo subiu em cima de mim tirando meu vestido e me deixando somente com meu conjunto de lingerie branco com renda, que por sorte vesti hoje. Em seguida foi deixando um pequeno trajeto de beijos em minha barriga que me arrepiou por inteira. 
- Acho que você não precisa disso – falo tirando sua camiseta e vejo um sorriso travesso em seu rosto. Subo em cima dele e agora é minha vez de deixá-lo com desejo, mordo o lábio inferior dele e puxo o seu cabelo loiro. Ainda beijando sua boca, desço minha mão até o zíper de sua calça com o intuito de tirá-la. Niall percebe e me ajuda a retirar sua peça de roupa.
Descaradamente olho para sua ereção sobre sua cueca preta da Kalvin Clein e vejo que realmente é enorme. Niall rir e sobe em cima de mim, despejando toda sua atenção em meus seios. Ele retira meu sutiã e o joga longe e assim começa a brincar com um deles com sua boca, com isso não consigo me controlar e solto pequenos gemidos. Em seguida Niall passa a deixar pequenos chupões em meu pescoço (espero que sejam pequenos mesmo), eu sabia que não iria aguentar muito, ele sabe muito bem como deixar alguém com desejo. Puxo sua cueca, como gesto para ele tirá-la.
- Niall por favor – sussurro entre um gemido e outro. Ele para em cima de mim, com seus olhos ardentes de desejo.
- Por favor o que? – sínico! Ele pergunta isso com um sorriso nos lábios.
Não aguento mais e subo em cima dele novamente encaixando meus quadris sobre ele, começo fazer um movimento de vai e vem. Eu ainda com minha calcinha e ele totalmente nu. Sinto sua ereção ficar ainda mais dura e o desejo intensificando seu olhar.
- Espero que você não se importe se eu rasgar – ele não espera minha resposta e rasga minha pequena calcinha de renda. Logo depois Niall me afasta poucos centímetros do seu membro, para me encaixar novamente. Sinto uma sensação de preenchimento intenso. Ele me completava, disso não tinha dúvida. Com fome por orgasmo, começo a subir e descer por cima dele. Vejo Niall fechando os olhos e mordendo seu lábio inferior, também aproveitando a sensação. 
Inclino-me e começo a chupar seu pescoço assim como ele fez com o meu. Logo ele põe uma das mãos em meu cabelo e começa a puxar-lo. Não dói e sim dá mais prazer. Sinto o começo de espasmos vindo sobre mim. Incrível que como o Niall fez isso chegar tão rápido! Começo a ir mais rápido e sinto o orgasmo se aproximando ainda mais, até que explodo. Chego ao meu limite e percebo que Niall também alcançou o dele ao mesmo tempo em que eu.
Saio de cima dele e deito-me ao seu lado, com a cabeça em seu peito. Fico alguns minutos ouvindo a batida do seu coração, que estava um pouco rápida por causa do orgasmo. 


Niall POV ON
Acordo e vejo Ketlin ao meu lado dormindo intensamente. Não resisto ao desejo de toca-la. Passo meus dedos delicadamente sobre seu rosto, ela se mexe um pouco e abre seus olhos.
- Hum... Bom dia!
- Bom dia dorminhoca – sussurro
- Está acordado á muito tempo? – ela pergunta se sentando na cama
- Acordei agora a pouco – sento-me também na cama e beijo-a por trás – E estava pensando, por que não continuar o que paramos ontem?
- Meu Deus Niall! Já acorda querendo uma rapidinha – ela rir e eu só balanço a cabeça – Vamos comer algo, estou morrendo de fome.
- Vamos sim – me levanto e fico observando Ketlin se vestindo e vejo ela procurando algo – Se você estiver procurando sua calcinha...
- Ah verdade, você rasgou minha calcinha... e o que eu vou vestir agora? – ela fala pensando.
- Veste seu vestido e depois compramos uma calcinha nova para você
- Okay. – ela volta a se arrumar e eu a observa-la. Nossa, ela tinha um corpo belo mesmo. Só de pensar que eu podia fazer o que quisesse com ele, já me deixava ereto. 
- Niall dá pra parar de encarar meu corpo. Fico com vergonha!
- Corpo bonito é para ser visto, mas o seu só por mim – ela revira os olhos e joga minha cueca no meu rosto.
- Se veste logo ciumento. – me visto rapidinho e vou com ela apresentar meu apartamento.
- Os meninos sabem desse apartamento? – ela me pergunta
- Sabe sim, só não sei se eles sabem onde fica. Você é a primeira pessoa que eu trago aqui tirando minha família.
- Ohh... me sinto privilegiada Horan – rio com o comentário dela.
Depois de apresentar tudo para ela, vamos para a cozinha tomar café da manhã.
- Eu não sei se tem muita coisa para comer. Como faço muitos shows, não fico muito tempo por aqui.
Enquanto abro a geladeira procurando por algo de bom, Ketlin os armários.
- Vish... não to vendo nada de comer por aqui.
- Aqui na geladeira também está tudo zerado – ficamos um de frente para o outro nos encarando até que decido – Vamos em  algum lugar tomar café.
- Ótimo. Quero ir ao starbarks. Amo o café de lá!
Pego minha carteira e as chaves do apartamento e saímos. O clima estava moderado, mas peguei uma blusa para previnir.
- Acho que estou esquecendo de algo – Ketlin fala quando saímos do elevador.
- Algo tipo?…
- Ah sei lá. Não deve ser muito importante. Nós ainda vamos voltar aqui né?
- Sim, até porque seu carro está aí – falo e ela concorda.
Chegamos ao starbarks mais próximo e fizemos nosso pedido. Estava morto de fome e creio que Ketlin tão estava. Enquanto esperávamos, ficamos conversando.
- Desculpa mas eu tenho que perguntar – Ketlin começa – Você e os meninos vão ficar aqui até quando?
- Nós vamos ter três shows aqui em Londres nessa próxima semana e depois vamos ter 25 dias de folga até a próxima etapa da turnê. – explico.
- E a próxima etapa é pra onde? – percebo um certo receio na voz dela.
- Nós vamos para Austrália e os países próximos de lá.
- Entendi.
Nossos pedidos chegam e Ketlin apenas observa o dela sem ao menos tocar em nada.
- Você está bem – pergunto já na segunda dentada do meu pão de queijo.
- Sim, só estou pensando, como que vai ser? Eu no Brasil e você por aí andando em cada parte do mundo, tão longe de mim.
Sinto que ela tem razão. Deixo minha comida de lado e pego nas mãos dela.
- Ei, nós damos um jeito. Quando eu tiver folga eu viajo até você ou você até mim, mas nós não vamos deixar o que sentimos um pelo outro morrer. 
Ela assente com a cabeça parecendo que vai falar algo mas apenas se endireita da  cadeira e começa a comer seu café.
- Então, falta muito para acabar a faculdade? – tento mudar de assunto.
- Na verdade, estou no meu ultimo ano. Aproveitamos as férias de julho para vim pra cá. Logo voltaremos.
- E como é lá, quer dizer, o Brasil? – pergunto.
- Ah, o que falar do país que eu nasci? Lá é quente – ela pausa, pesando um pouco – o povo lá é bem animado e o melhor, a comida de lá é única.
- Da comida eu já ouvi falar, mas também soube que as mulheres de lá são as mais belas.
- Ah, você vai falar de mulheres na minha frente? – Ketlin joga seu guardanapo em mim e eu apenas rio.
- Nem vem que você é uma das mulheres de lá. Quem é louco para ir ver as mulheres de lá é o Liam.
- Imagino, me lembro de já ter visto uma entrevista em que ele fala que queria ver as mulheres com fio dental. – Ketlin fala rindo
- Mal imaginava nós que íamos encontrar duas brasileiras. – Rimos juntos e conversamos mais um pouco até terminamos nosso café da manhã.
Quando saímos o céu já estava escuro, parecendo que ia cair um toró.
- Vish… vai chover – Ketlin fala agarrada ao meu braço.
- Acho que já está – falo sentindo uns pequenos pingos de chuva que começa a engrossar.
- Ah não importa vem – ela me puxa e ficamos andando no meio da chuva sem se importa em se molhar. Vejo que não é só nós na rua, muitas pessoas se molhavam, aquelas sem guarda-chuva, ou atrasadas, ou igual nós, sem se importar.
- Olha que lindos – Ketlin para em frente á uma joalheria e olha um par de brincos. Fico ao seu lado observando também com atenção. De repente percebo um cara passar por nós e falar:
- Oh lá em casa ein!
Olho para o cara e vejo ele olhando para Ketlin.
- Por que esse cara falou isso? 
- Ah Niall, esses caras são idiotas mesmo, não liga pra isso.
- Okay – relaxo e continuo andando com ela. Percebo mais um cara passar por nós e virar o pescoço para olhar para Ketlin.
- Chega!!
- Ai, o que?? – Ketlin se assusta com meu grito.
- Tem algo em você pros homens está olhando tanto para você. – Olho pra ela de cima a baixo e peço para ela dá uma virada. Quando ela se vira, quase me jogo pra cima dela.
- Que cara é essa Niall?
- Ketlin, você não está com nada debaixo desse vestido não? – Vejo que ela fica pálida. O vestido dela é branco, mas por causa da chuva, ele se tornava quase transparente.
- Me esqueci completamente desse detalhe.
- Você esqueceu que estava sem calcinha?
- Não né, esqueci que o vestido se torna quase que transparente molhado. Desculpa Niall.
- E você não está com vergonha? – pergunto. Como que eu devo lidar com os outros homens olhando para minha namorada quase nua?
- Claro que estou, por que você acha que eu estou encostada nessa parede ¬¬ - fato, Ketlin está de braços cruzados e encostada em uma parede. 
- Ainda bem que eu trouxe minha blusa – falo tirando minha blusa e entregando-a. – Ta molhada, mas melhor do que nada.
- Obrigado - ela diz depositando um beijo nos meus lábios
Por sorte já estávamos próximo de casa e a chuva já estava moderando mas tenho uma ideia num ropante.
- Ketlin, me segue - entro na joalheria e vejo ela me seguir sem entender.
- O que você vai fazer? Vamos para casa Niall!
- Quero comprar uma coisa para nós dois, assim talvez os outros tirem os olhos de você. - respondo levando ela á parte dos aneis. - Vou comprar a nossa alinça.
- Ai. Meu. Deus - ela fala pausadamente cada palavra - Isso é serio?
- Com toda a certeza.
Em seguida uma moça vem nos atender e mostra alguns mdelos de aliança. No fim, eu e Ketlin ficamos entre duas: uma platinada com ramos de folhas e pequenos diamante cobrindo-a por inteira e outra que se combinvam entre si, duas coroas, principe e princesa.
- Então, qual você prefere Ket? 
- Não sei bem, essa de ramos de folhas é tão simples mas ao mesmo tempo linda, mas aí tem essas duas que se completam, duas coroas. Realmente estou indecisa! 
Observo ela pegar as alianças nas mãos e observa-las profundamente e se decide:
- Fico com a das coroas. Você é meu príncipe e quero ver você com essa - ela diz me entregando a minha.
- Ei, quem devia fazer isso era eu! - protesto
- Então está atrasado Sr. Horan
Reviro os olhos e pego a alinça, em seguida pego na mão de Ketlin e coloco a alinça devagar e falando ao mesmo tempo:
- Assim como você diz que sou seu príncipe, você é minha princesa. Quero que todos vejam isso e também vejam que eu sou seu.
Depois que digo isso, Ketlin pula em cima de mim e fala ao meu ouvido em português: 
- Te amo!
Sorrio para ela, sabendo que tudo o que eu sempre esperei está aqui, minha princesa finalmente apareceu

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...