Pra te fazer lembrar

Mikaella e Ketlin são apenas duas jovens comuns que sonham encontrar um amor de verdade, mas até esse amor verdadeiro chegar, elas duas vão ter que enfrentar vários golpes da vida. Mas uma questão fica no ar: Será que uma grave perda de memória irá acabar com esse amor verdadeiro?

23Likes
28Comentários
23658Views
AA

36. Arrependimentos

Ketlin POV On

Estou parada, sem mover nenhum músculo. Continuo no mesmo lugar em que Niall me deixou, em que terminou comigo. É isso, acabou. Momentos, amor, paixão, foi tudo por água abaixo por conta de um erro meu e que tenho que assumir.

De todas as formas que imaginei terminar com ele, se é que um dia sonhei com isso, nunca pensei que seria por um deslize meu. E sem querer. Nunca quis beijar realmente o Rodrigo, sinto repulsa por ele e Niall nunca vai querer me ouvir. Querer saber que no exato momento em que chamou meu nome, seria o momento em que estava me preparando para chutar Rodrigo para longe de mim.

Agora estou aqui, eu, minhas lágrimas e dor. Só isso que sinto: dor. Sinto que Niall sempre meu completou de uma forma nunca vista antes e agora estou aqui, precisando da última pessoa que pode me consolar.

- Ketlin, Ketlin - Sinto mãos me balançando. Levanto os olhos e vejo Louis - O que houve? Por que eu vi o Niall saindo com tudo e chorando?

Não me controlo e começo á chorar mais ainda. Niall está sofrendo e a culpa é toda minha. Louis me abraça e começa a falar que tudo ficará bem. Não vai ficar, simples assim.

- Vamos entrar e você me conta o que houve.

Concordo com a cabeça e começamos á subir até meu quarto. Quando estamos no começo dos degraus, Louis para e se vira dizendo:

- Eu vou pegar um copo d'água para você, só um minuto.

Quando Louis sai, ouço as vozes dos meninos perguntando o que houve e também ouço Mikaella perguntando onde estou. Não quero ouvir ninguém, não quero ver a cara de dor deles, saber que estou errada e falaram que vou ficar bem. Resolvo subir logo e esperar por Louis no meu quarto. Na hora em que me viro, ouço Mikaella me chamando, pedindo para esperar.

Assim que passo pela porta já me tranco e deslizo, me sentando no chão e desabo. Choro com toda minha força, tudo o que estava guardando depois dessa cena que Niall presenciou.

- Ketlin abre essa porta por favor! - Mikaella começa á esmurra minha porta - O que houve? Cadê o Niall? Por que você estás assim?

Continuo em silêncio e as batidas continuam.

- Por favor... Me deixa sozinha - digo meio baixo e me pergunto se Mikaella ouviu. Acho que sim, pois as batidas cessam.

Ouço passos atrás da porta. Mikaella está falando com alguém. Depois de alguns segundos, ouço a voz de Louis.

- Ketlin, posso entrar? - Penso por um segundo. Eu não quero falar com ninguém, mas preciso contar para alguém isso que estou sentindo. - Preciso conversar com você.

Conversar o quê? Franzo a testa, respiro fundo e me levantando, abro um pouquinho a porta. Louis está sozinho no lado de fora, assim que entra, tranca a porta e me puxa para sentarmos na minha cama.

Sem falar nada, ele me abraça em silêncio e ficamos assim por alguns minutos até ele me dizer o que queria que Niall dissesse:

- Eu sei que você não fez isso por querer. 

Levanto a cabeça, o olhando sem entender.

- Sabe? 

- Fui ao banheiro um pouco antes do Niall aparecer e ouvi você gritando com o Rodrigo para ele ficar longe de você. Eu não me preocupei, não pensava que era tão sério. Assim que voltei para a piscina, Niall apareceu te procurando, no primeiro momento ele parecia normal, mas quando soube que nem você e nem o Rodrigo estavam por lá, mudou de humor completamente, então pensei que não iria ajudar muito falando que você estava realmente com o Rodrigo. Resolvi ficar quieto - Abro a boca para argumentar mas Louis continua - Quando Niall saiu para te procurar, como eu já sabia onde você estava, saí e fiquei olhando vocês e foi quando o Niall apareceu e antes mesmo de eu poder falar algo, ele te chamou e começou tudo.

Quando ele terminou, fiquei em silêncio, sem saber o que falar.

- Você não queria aquele beijo.

- Claro que não. Sinto nojo do Rodrigo, mesmo depois de tudo o que ele me falou. Aliás, fui atrás dele só para saber o que tinha acontecido para ele e o Niall se odiarem tanto.

Louis concorda com a cabeça e logo faz a pergunta que sei que estava se remoendo de curiosidade para saber.

- Então por que retribuiu?

Olho diretamente para seus olhos azuis para mostrar que estou falando as verdade.

- Eu primeiramente queria me soltar dele, mas não adiantou em nada. Resolvi fazer de outro jeito, igual uma vez vi em um filme - soltei um sorriso amargo - Sabia que era arriscado, mas fiz pois era a única forma. Retribuiria o beijo até ver que ele estaria indefeso e depois de 5 segundos, apenas 5 segundos, o chutaria para longe de mim. Por incrível que pareça, em menos de 3 segundos Niall achou que viu tudo e pronto. Acabou - Uma lágrima volta a cair pelo meu olho - Foi isso Louis, isso que realmente aconteceu. O pior de tudo é que o Niall não vai querer me ouvir. Vai pensar no que viu e isso será tudo.

- Isso com certeza é verdade. Mas se acalma, eu acredito em você. Você não parece nada bem, está transtornada assim como o Niall - ele segura minhas mãos e sorri para mim - Vamos mostrar para o Niall que você não queria ter feito isso.

- Você pode falar com ele, tentar fazer ele entender meu lado, sei lá, pedir para vim falar comigo...

- Calma, pode deixar. Niall vai ter que me ouvir. Antes de tudo, de qualquer decisão, ele vai ter que ouvir seu lado.

Respiro fundo. Acho que tenho um pingo de esperança diante disso tudo.

- Só precisamos saber onde ele está.

- Vou ligar para ele - Louis se levanta e começa a discar o número de Niall. Se ele visse meu número, as chances de me atender seria 0%.

Depois de alguns minutos tentando falar com ele, Louis desiste.

- É, acho que ele não irá atender ninguém agora.

Me jogo na cama sem saber o que fazer, perguntando:

- E agora?

Ele olha para os lados parecendo pensar em algo. Por fim resolve.

- Vou procura-lo.

- Agora? Eu vou junto - Me levanto e começo a pegar minha bolsa.

- Não acho uma boa ideia você ir junto - estaco na hora.

- Por que?

- Ele vai está de cabeça quente e você lá só vai piorar, ele não vai querer te ouvir.

Assinto derrotada.

- Tudo bem, mas assim que você o encontra-lo, me avisa. Preciso saber se ele está bem.

Louis concorda e abre a porta para sair. Mal sabia nós que o pesadelo estava apenas começando.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...