Verdadeiramente, loucamente intenso

Esta movella foi originalmente escrita em inglês por harryscoathanger, que deu permissão para que fosse traduzida para português por Ligia Nunes.

20Likes
8Comentários
1230Views
AA

1. Ódio

Prólogo

'Eu te odeio Harry Styles'.

Minha cabeça latejava, eu podia sentir minhas bochechas corando de raiva porque a porta do meu armário estava aberta, e o meu agasalho favorito e laptop estavam cobertos de tinta vermelha. Olhei para o fim do corredor e vi Harry com alguns dos seus colegas rindo e apontando para mim. Os alunos ficaram parados ao redor, rindo da garota que tinha se tornado uma completa idiota. Olhei para baixo e percebi que a tinta vermelha tinha se espalhado por meu trabalho de história, que eu precisava entregar no dia seguinte.

'Não não não não não...' Sussurrei para mim mesma. Removi o papel, mas já estava coberto de tinta e as únicas palavras legíveis eram por Ellie Laker. Amassei o trabalho manuscrito e o joguei no chão completamente frustrada, daí sai correndo atrás de Harry e seus amigos.

'Por que você fez isso?!' Gritei na cara irritantemente risonha e satisfeita dele.

'Bem...', disse ele rindo, 'Você sabe, só por diversão. Eu gosto quando você fica furiosa. Quando você está irada parece que seu rosto tem mais espinhas do que o habitual e sua barriga parece ficar um pouco mais inchada. Todos os seus amigos começaram a rir do que ele falou e meu rosto parecia que ia explodir de tão vermelho que ficou.

'Ah, e a propósito, se fosse você, comprava outro agasalho, mas como dá para ver que você não tem dinheiro suficiente, pega esses trocados. Eu sei que você pode pechinchar na sua loja de caridade favorita’. Meus olhos azuis fitaram os seus verdes, que demonstravam o quanto estava se divertindo, e o meu rosto expressava toda a minha raiva ao jogar no Harry as moedas que ele tinha acabado de me dar. Empurrei-o contra a parede e sai correndo. As risadas dele e dos amigos ainda ecoam em meus ouvidos.

Continuei correndo. Acho que corri uns 5 quilômetros antes de parar para recuperar o fôlego. Só depois de ter corrido pra caramba é que comecei a me acalmar de toda aquela raiva que senti por causa do Harry Styled. Eu o odeio. Eu o odeio. Se eu pudesse jogar alguém do prédio mais alto do mundo, seria ele. Eu o odeio. Os pensamentos de raiva continuavam girando na minha cabeça enquanto eu tirava o meu agasalho cinza, agora vermelho, mostrando a camiseta enorme que eu vestia por baixo.

Corri até chegar em casa e, como mamãe estava trabalhando, fui para meu quarto e fechei a porta atrás de mim. Peguei meu laptop manchado de tinta e agradeci por ele ainda estar funcionando. Enquanto esperava ele iniciar, vi um velho anuário da minha escola primária sobre uma pilha de partituras. Peguei o livro e abri justo na página com uma pessoa a qual jamais desejava ver. Aqueles olhos verdes e covinhas piscaram para mim direto da página e, então, fechei o livro com raiva.

Mais um ano... Pensei. Só preciso sobreviver a mais um ano com esse garoto e daí ficarei livre para sempre. Joguei o anuário para longe, peguei minha caneta e comecei a reescrever o trabalho de história, mas meus pensamentos estavam em outro lugar.

Harry Styles tornou a minha vida em um inferno e eu o odiava por isso.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...