A Namorada do Justin Bieber

Alguma vez imaginou? E se fosse eu... Se eu fosse a menina certa para ele? Deixe-me mostrar-lhe como seria e deixá-la flutuando por um momento. * Esta movella foi originalmente escrita em inglês por LoveMeBabe, que deu permissão para que fosse traduzida para português por Marta Sena.

27Likes
11Comentários
1165Views
AA

2. Primeira Impressão

Depois de um aperto de mão incrivelmente longo, o Justin convidou-me para entrar. Eu entrei e ele seguiu-me. Nesse momento eu senti o olhar dele a descer do meu cabelo para o meu traseiro. Eu sabia que ele estava me observando, mas eu não me inportei, além do mais eu tinha feito o mesmo instantes atrás. De qualquer das formas não é nada de especial, é algo que acontece quase todos os dias na rua.

- Mãããe – Chamou o Justin.

- O que foi? – disse uma voz do andar de cima.

- Temos uma visita! – desta vez sem gritar.

- Mas não era suposto o Ryan vir mais tarde?

Perguntei-me quem seria o Ryan. Um primo? O pai? Um amigo?

- Não é o Ryan, mãe, ou mesmo o Chaz. É a vizinha! – Pela forma como ele disse fiquei com a impressão de que estava pelo menos um pouco entusiasmado com os novos ”vizinhos”. A mãe dele também parecia estar curiosa porque logo a seguir ouvi os passos dela mais nítidos e rápidos e, finalmente, ela estava descendo as escadas.

- Oh.. oi, prazer conhecê-la! Me chamo Pattie, sou a mãe do Justin.

Ela era muito simpática. Eu sorri e ela sorriu de novo.

- Oi! O meu nome é Alex, sou a nova vizinha. Acabámos de nos mudar.

- Finalmente chegam vizinhos, que bom! Essa casa esteve à venda um tempão... pareceu quase um ano.

- Sim, também estou muito contente por ter vizinhos como vocês. E vim aqui convidar-vos para jantar com a gente, se estiverem interessados. A minha mãe também está ansiosa para vos conhecer.

A Pattie sorriu. – Também estou muito entusiasmada, a gente adoraria ir jantar com vocês!

- Ótimo! – Eu olhei em volta. A casa deles era enorme. E de repente lembrei-me... tinha que me apressar a ir ajudar a minha mãe a preparar o jantar.

- Muito bem, agora tenho que ir porque há muito para fazer. Abrir as malas e preparar para o jantar! Muito obrigada pelo convite!

- Claro, teremos muito gosto. Mas então.. ahmm... até logo Alex! Justin.. não se importa de a acompanhar? – Mas o Justin foi mais rápido do que a Pattie e já se tinha preparado para me acompanhar. Eu sorri.

- Até logo, Pattie! – ela parecia ser tão simpática. Eu desejei que ela e a minha mãe se tornassem grandes amigas.

Eu e o Justin fomos em silêncio até minha casa.

Finalmente ele quebrou o silêncio dizendo:

- Vai ser bom jantarmos juntos. Muito obrigado pelo convite. Assim vais dar para a gente se conhecer melhor. – e ele pisco um olho dando um novo sentido à frase.

Olhei para ele. Ele parecia muito seguro e sério na forma como me disse estas palavras. E eu não pude deixar de pensar na conotação desta frase. Mas ele sorria com candura. A minha mãe tinha razão, ele era gente boa. Mas eu sabia que ele me desejava pela forma como me olhava e o que ele sugeria com o que dizia. Bom, mas atrevido, uma ótima combinação, pensei para mim mesma, e sorri uma vez mais.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...