O Preço Que Se Paga

O que você faria se descobrisse que a sua vida não é como pensa? Que as pessoas que ama são mentirosas? Any percebe que a sua vida nunca foi real e tudo aquilo que ela acreditava simplesmente não existe. Quando ela acha que tudo está perdido, conhece Jack, um misterioso porém lindo menino que ajudará a encontrar as respostas, más será que ele esta lá por acaso ou para piorar a sua vida?

6Likes
6Comentários
557Views
AA

4. O inevitável

  

As aulas se passaram com um reflexo muito rápido, logo que se deu conta já estava ao caminho do carro com Rob, quando ouviu alguém a chamar.

-Any - era Cristopher encostado no seu F-150. 

-Me espere aqui - pediu Any, virando rápido, sem querer ver o olhar de desgosto do amigo. Ao se aproximar do namorado pode notar que não estava surpreso do distanciamento dela.

-Any - sussurrou Cristopher, passando os braços em volta de Any, por perceber a proximidade seus braços se arrepiaram - Anda fugindo de mim? 

-Claro que não - para sua surpresa a voz saiu estável - Só ando ocupada esses dias. Você sabe, o aniversário do meu pai está chegando e minha mãe quer fazer uma grande homenagem. 

-Minha mãe comentou, ela estava ajudando Sellie com os preparativos. Mais tarde vou passar lá para deixar alguns artigos de decoração,talvez até possamos passar algum tempo juntos  - como que percebendo o nervosismo de Any acrescentou - Algum problema? 

-Não - murmurou ela - Acho que não vou estar em casa, vou sair com Rob.

Cristopher enrijeceu a testa... 

-Que pena - ele esticou as mão e passou em volta do meu pescoço de Any e pode sentir a respiração em seu cabelo, o roçar contra o corpo dela. Cada centímetro parecia super dolorido, como pequenas agulhadas de dor e prazer - Tenho que ir - em alguns segundos ele já estava dentro do carro e fora embora. Any caiu de joelhos no chão, como se não tivesse mais forças para continuar. 

Rob a puxou do chão com um olhar preocupado.

-Isso não da mais - tirou um fio de cabelo do rosto da amiga e falou   - Você tem que terminar, ele te faz mal e toda vez que se encontram é como se nada tivesse acontecido, por alguns momentos você não enxerga o que ele te fez e vai embora como se nunca tivesse te feito nada. - percebeu o olhar disse - Não me olhe assim, eu te conheço e sei que não está bem.... não poderá se fingir de forte pra mim, vamos - a puxou, apontando pro carro - Eu dirijo. 

Sem esperar a resposta pegou a chave e caminhou até o carro. Any foi junto, deixando sua mente a levar pensando em como deixou Cristopher a controlar por tanto tempo, porém não teria saída, se terminasse sua mãe iria se envolver e poderia até brigar com sua amiga, Amanda a mãe de Cristopher e não era isso que queria, amava a mãe mais que tudo para deixar isso acontecer, teria que aguentar até haver uma solução. Ela se deparou virando a rua de sua casa. 

-Rob - observou confusa - aonde estamos indo? 

-Pra sua casa - falou com um tom triste.

Any fez uma careta. 

-Como assim? 

Para sua surpresa, Rob não respondeu, estava ocupado observando uma picape encostada na porta de sua casa, acompanhada por um homem de ombros largos e cabelos brilhantes, reconheceu de imediato. Jack

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...