O Preço Que Se Paga

O que você faria se descobrisse que a sua vida não é como pensa? Que as pessoas que ama são mentirosas? Any percebe que a sua vida nunca foi real e tudo aquilo que ela acreditava simplesmente não existe. Quando ela acha que tudo está perdido, conhece Jack, um misterioso porém lindo menino que ajudará a encontrar as respostas, más será que ele esta lá por acaso ou para piorar a sua vida?

6Likes
6Comentários
548Views
AA

7. Carona

Any acordou com dor no pescoço e em todo o corpo, tinha dormido de mal jeito sem entender o motivo, ao se virar na cama se deparou com Nicholas deitado ocupando quase todo o espaço. Ela não entendeu de imediato, mas recordou que seu irmão foi esperá-la dormir e deve ter caído no sono. Fleches da noite passada não paravam de passar pela sua cabeça, Jack e ela discutindo, ele indo embora, a sua estranha mudança de humor, tudo isso ficou relativamente confuso em sua mente. 

Querida - a voz de Carlos veio firme da porta - Querida.

Despertando Any do seu devaneio, observou que ele estava parado em frente a porta esperando ela prestar atenção nele, pela sua expressão deveria tê-la chamado diversas vezes.

-Pai -sussurrou para não acordar o irmão.

-Você está atrasada - estava com um ar preocupado, como se estivesse sido enganado.

-O que aconteceu?

Carlos começou a corar, como se admitir o que quer que tenha acontecido fosse uma vergonha para ele.

-Rob passou aqui mais cedo e levou seu carro, estava tão ocupado no trabalho que nem me dei conta - falou tentou sucumbir um pouco a vergonha.

-Mas eu iria hoje com ele -falou pensativa - Pode deixar pai eu falo com ele - como uma deixa saiu do quarto.

O celular de Any apitou revelando uma mensagem de Rob:

Bom dia minha Nyny,

Quero que saiba que não fiz sem querer.

Se está se perguntando tirei seu carro de propósito.

A resposta do por que? está do outro lado da rua.

Até daqui a pouco e boa sorte. ;)

 

Any tentou entender o que ele queria dizer, correu até a janela e avistou uma picape prata parada do outro lado da rua, não entendeu porque Rob queria tanto ela próxima de Jack, noite passada ele simplesmente a chamou de mimada sem ter a mínima vergonha, será que o amigo não sabia de tudo isso e só queria a distanciar o máximo possível de Cristopher. 

Conferiu o relógio, faltava 20 minutos para começar a primeira aula, não teria mesmo escolha, vestiu uma regata, jeans e uma bota. Saiu correndo pela porta, parando na frente do carro de Jack, ele deve ter percebido, pois desceu o vidro do passageiro. Estava com uma blusa branca que marcava cada parte de seu abdômen e um ray-ban preto que deixava impossível perceber como estava seu olhar.

-Bom dia -disse num sorriso que deixaria qualquer menina com uma felicidade instantânea, porém Any percebeu que ele já sabia disso. 

-O que você está fazendo aqui? -disse ignorando o bom humor de Jack.

- Vim te dar uma carona pro colégio... -disse num tom de ironia.

Any não sabia se estava com raiva ou outra coisa, seu tom estava a deixando tentada, fazendo como se tudo fosse proibido, sendo guiada por esse sentimento entrou no carro, acompanhando as imagens de casas passando a sua volta, pensava que o mundo era mais que problemas, tinha partes boa, partes que você tem que fazer valer a pena não simplesmente focar no que era ruim. Esperava que o irmão visse tudo isso um dia, não responder com raiva a tudo que fosse ruim.

-Não, Nicholas -falou num sussurro.

-Desculpe, o que você disse? - perguntou Jack

-Meu irmãozinho -soava preocupada, seus olhos começaram a lacrimejar -Ficou dormindo, se não chegar a tempo pode ser expulso, ele já tem irregularidades demais, suspensões demais, como eu pude ser tão burra, meu irmãozinho...

Jack parou o carro brutalmente no encostamento e se virou para Any, seus olhos estavam repletos de compaixão, um olhar que ela nunca pensou ver de alguém que se parecia tão vazio, mais talvez Jack Tompson fosse mais do que ela esperava. Ele pegou a mão dela e focou em seus olhos, dando a impressão que só teria ela no mundo.

-Any - disse sem tirar os olhos dos delas - O que eu posso fazer para ajudar? - seu tom agora parecia com alguém de que queria ser útil - Sabia que pode contar comigo. 

-Volte para minha casa - tão rápidamente Jack já mudou de lado e dirigia com toda a velocidade para casa de Any, ela não conseguia pensar em como ele estava ajudando, não agora, nada disso era culpa dele, era dela, ela esqueceu o seu irmão dormindo, ela não pensou em como um atraso poderia se considerar injustificável quando se tratava dele. Quando avistou as sombras de sua casa saltou do carro em movimento e correu para a porta, entrou o mais rápida que podia e foi seu quarto, sua cama estava vazia, mais aonde estaria Nicholas? Olga deveria saber, ela sabia de tudo que acontecia naquela casa, Any disparou escada abaixo e entrou na cozinha, avistou Olga de costas fazendo o que deveria ser o almoço.

-Olga -falou Any ofegante - Cadê o Nicholas?

Os olhos de Olga observavam a menina que estava desolada, uma ponta de pena a tocou.

-Sente-se sente-se -gesticulava Olga - Vou pegar um copo de água para você.

-Olga eu não quero um copo de aguá quero saber do meu irmão -afirmou, porém pelo olhar de Olga percebeu que não iria dar as respostas até Any estar bem hidratada, sem reclamar mais, sentou e tomou o copo de aguá que Olga estava em mãos.

-Muito bem querida -disse num tom orgulhoso de conseguir o que queria - Seu irmão já foi com o seu pai, você não tem que se preocupar tanto Any, ele sabe se virar. 

Any soltou o ar que não sabia que havia prendido, então o irmão conseguiria chegar a tempo, mais ela mesmo não conseguiria, se levantou indo falar com Jack. 

-Obrigada -agradeceu a Olga 

-Querida quando sua mãe voltar de viagem avise que as flores do jardim já foram trocadas -pediu Olga

-Claro, eu nem sabia que ela teria ido viajar -Any ficou tão ocupada que nem percebeu a falta da mãe.

-Ela volta hoje a noite -falou Olga, Any saiu da cozinha e foi em direção ao Jack que estava encostado de braços cruzados esperando por ela. 

-Ele já foi? -perguntou Jack

-Sim - afirmou Any - Me desculpe tê-lo feito vir até aqui.

Jack não respondeu, seu olhar estava de completo horror ao olhar para perna de Any, seguindo seu olhar percebeu o que o tinha deixado assim, sua perna direita estava sangrando

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...