Night Changes

Será que é capaz de um amor nascer da noite para o dia? Para alguns isso é impossível, ainda mais se odiamos essa outra pessoa. A partir do momento em que Annye passa a conviver com a pessoa que ela mais odeia, isso tudo mudo e sim, um amor é capaz de nascer da noite para o dia. Até porque, a noite sempre está mudando.

5Likes
1Comentários
552Views
AA

3. Beijo

Queria saber o porquê do Harry está me tratando tão bem, mas é melhor ele ta assim, do que ser mal educado comigo.  Enquanto Harry foi procurar alguma roupa pra mim, eu e Liam fomos para cozinha.

- Pode deixar que eu faço algo pra nós três. Vai querer o quê? - perguntei

- Vou querer alguma coisa que tem no Brasil e aqui não tenha.

- Hum... - Penso um pouco até que tenho uma ideia - Vou fazer brigadeiro e pipoca e pra acompanhar, vamos assistir algum filme!

- Gostei da ideia, e tenho certeza que o Harry também vai gostar.

- Irei gostar de quê? - perguntou o Harry entrando na cozinha

- A Annye vai fazer um tal de brigadeiro e pipoca comermos assistindo um filme.

- Ótimo, mas o que vai nesse tal de brigadevo?- perguntou Harry

- Nossa Harry... - Não aguento e rio - É BRIGADEIRO - Tento parar mas sem sucesso - E só precisa de leite condensado e chocolate.

Nós três ficamos rindo do brigadevo do Harry, principalmente eu. Quanto mais eu ria mais dava vontade, me agachei e rir mais ainda, eu parecia uma idiota, eu sei, mas aí percebi que estava rolando no chão e os meninos já tinham parado de rir e olhavam pra mim. Parei e olhei pra eles também, estava vermelha de vergonha, meu Deus!

- Hum ...E então, onde estávamos mesmo? - pergunto toda sem jeito depois da minha crise sem noção.

- Eu acho que não tem chocolate aqui, teremos que sair pra comprar. Tem um mercado perto daqui que é aberto 24 hrs - Harry diz.

- Ainda é 01:00hrs, quanto mais rápido nós formos, mais rápido chegamos. Eu e o Harry vamos, enquanto o 

Liam fica aqui escolhendo um filme bom e espera por nós. - falo e vejo Liam meio em dúvida.

- Mas Annye só tem um problema: os paparazzi - Liam diz

- Relaxa, eu dou um jeito - Harry fala bem seguro.

- Então vamos logo!

 Eu e Harry saímos do apartamento e de vez descermos até o térreo pelo elevador, Harry faz nós descermos todas as escadas.

- Mas você é muito besta, porque nós temos que descer todas essas escadas sendo que tem um elevador exatamente para as pessoas desse apartamento?

 - Ei, besta não, é inteligente, nós não vamos pelo elevador porque alguém pode nos ver e chamar a atenção, e no primeiro andar da escada tem uma saída que dá direto para os fundos do prédio.

Realmente aquele garoto pensava, só de pensar que não correríamos dos paparazzi, era um alivio.

- Pronto, chegamos ao primeiro andar. Cadê a saída?

- Vem por aqui, tem uma portinha que nós vamos ter que se abaixar para passar, mas irá dar direto para a rua.

- Tá, é essa aqui? - perguntei, olhando pra uma portinha pequena perto do cesto de lixo.

- É essa sim, pode passar enquanto eu olho e depois eu vou - disse ele

- Epa! Eu não vou primeiro não - disse cruzando os braços

- Para de ser besta. Porque você não vai primeiro?

- Porque eu estou de vestido e você irá ficar olhando para minha bunda - digo um pouco vermelha com a cara que Harry faz. Ele escancarou os olhos, e eu ate cheguei a pensar que ele não teria pensado nisso ainda. Mas ele tinha cara de safado, então...

- Para mostrar que eu sou um cara descente, eu vou primeiro, e você fica olhando se alguém vem e depois me segue. Venha rápido pra ninguém nos ver.

- Ta ok, vai logo antes que amanheça - brinco e Harry me lança um sorriso tímido.

- Calma nervosinha, estou indo!

Harry se agachou e foi primeiro, tenho que admitir, a portinha era super pequena. Era exatamente do tamanho do........lixo que estava do lado!!!! Ah não, eu não ia passar por essa porta. Assim que o Harry saiu, eu me abaixei e olhei para o lado de fora da portinha.

- Harry - esperei e não vi nada - Harry! - chamei um pouco mais alto

- Oi, não precisa gritar, estou aqui, vem logo - ele estendeu o braço para mim ajudar.

- Desculpa - digo olhando para trás, vendo se ninguém tinha aparecido - Então, eu não vou passar por essa portinha suja, eu sei que por aqui só passa lixo.

- Você está me chamando de lixo? Como ousa me chamar... - Harry falou antes de eu interromper

- Calma, eu disse errado errado, eu quis dizer que por essa portinha passa o lixo do prédio.

- Para de frescura e vem logo, eu já passei, só falta você, não temos a noite toda, e outra que o Liam está

 esperando por nós dois.

Suspirei olhando para os lados procurando por outra saindo e não achei. Acabei concordando .

- O que eu não faço por um brigadeiro - eu passei pela portinha resmungando - Pronto, passei, e agora por onde vamos mesmo?

- Vamos pela direita, lembre-se de sempre olhar para seus pés e de vez em quando olhe pra trás pra ver se alguém esta nos seguindo - disse Harry.

- Ta bom. - Olho para sua roupa e balanço a cabeça - Você é tão inteligente que nem uma blusa de toca você não trouxe.

Ele olha para suas próprias roupas e revira os olhos.

- Não lembrei. Esquece isso e só vamos.

 - Okay

Fomos caminhando em silêncio, eu sempre olhando pra baixo e de vez em quando olhando pra trás disfarçadamente como Harry disse. Até que eu olhei outra vez e vi uma pessoa atrás de nós, mas não liguei, devia ser apenas alguém normal. Depois de alguns minutos, olhei novamente e percebi que essa pessoa estava com uma câmera e era um paparazzi. Desesperei-me na hora.

Olhei agoniada para o Harry e ele percebeu minha cara de corre, e assim foi, começamos correr na mesma hora. O pior foi que o paparazzo parecia que sabia que íamos correr e chamou outro pra correr junto com ele. Era dois contra nós dois. O Harry me puxou para dentro de uma esquina e continuamos correndo, correndo ate passarmos por um jardim de uma casa que estava com o varal cheio de roupas.

Parecia que o tonto do Harry não via que as roupas estavam no meio do nosso caminho e mesmo assim continuou correndo. Olhei para trás e não vi rastro dos fotógrafos, porém quando olhei para frente só vi Harry tirando suas próprias roupas e vestindo umas roupas femininas que estavam no varal. Fiquei olhando ele perplexa.

- O que você acha que está fazendo Harry?

- Estou vestindo umas roupas só para disfarçar - ele me olha como se eu não soubesse do óbvio.

- Mas precisa mesmo vestir sutiã? - perguntei rindo dele

- Para de ser besta e me ajuda

- Harry, tu quer ajuda em que?

- Abotoa esse sutiã aqui, eu não sei como lidar com isso. - disse ele

- Você está muito engraçado com esses trajes, eu não aguento, tenho que rir.

Fiquei rindo dele e ao mesmo tempo prestando atenção se alguém vinha atrás de nós.

- Pronto agora vamos voltar á correr, mas eu acho que nem adianta mais ir ao mercado, o Liam já deve estar 

dormindo - Eu disse desejando ter alguma ideia da hora.

- Nem pensar, já estamos aqui, vamos até o fim! E eu também não perdi esse tempo todo me vestindo de mulher só pra voltar pra casa não é?

- Tudo bem então, já está perto do mercado?

- Sim, é só virar a próxima esquerda. Só estou achando estranho não ter nenhum paparazzo aqui - Harry diz olhando para os lados.

- Pela primeira vez concordo com você. Vamos nos apressar porque isso não está me cheirando bem.

 Antes de terminar de falar algo, vejo um de muitos paparazzi, parece que os outros 2 chamaram todos os outros que estavam lá no prédio.

- Vish Harry, corre, corre que vem uma cavalaria de paparazzi por aí, e eles vão adorar tirar uma foto sua de 

mulherzinha - digo rindo e correndo ao mesmo tempo.

 - Ta me tirando Annye? Se quiser eu te monstro agora mesmo.

- Ahh, você não é nem doido. - Duvido dele mas não posso negar de ter visto um olhar de malícia e desejo nele.

Na hora em que terminei de falar, Harry me levou para um beco, do qual eu não tinha percebido a existência, e me empresou na parede começando a me beijar.

Foi um dos melhores beijos que dei em toda a minha vida. Um beijo doce, intenso e inesperado. Fiquei sem ar rapidamente, mas não me impediu de acompanha-lo. O tempo parou enquanto seus lábios estavam colados aos meus. Se passou segundos, minutos ou horas, não percebi, pois tudo o que tinha em mente  era como Harry beijava tão bem. Senti sua ereção rígida no meu quadril. Ele me desejava e não podia mais negar, eu desejo ele igualmente.

Momento depois, quando nossos lábios se separaram, Harry ficou me olhando para ver o que eu fazia.

- Admito, você beija bem - disse ele pra mim com um sorriso malicioso.

- Obrigado - Disse meio vermelha pelo elogio inesperado. 

Harry chegou próximo á mim, ainda com as mãos nos meus quadris e disse no meu ouvido:

- Ninguém vai tirar você de mim, agora você é minha!

- Ei, quem disse que eu sou sua? Que eu saiba eu não disse nada.

- Como se eu não soubesse que você me quer. - ele disse certo com sua resposta.

- Eu não quero não - eu disse seriamente o encarando.

- Mas... Eu pensava q você gostasse de mim, ou quer dizer, do beijo e... - ele suspirou - me desculpa

- Estou brincando - Sorrio vendo sua feição mudar de triste para alegre em instantes - Desde que eu te vi, não tirei você da cabeça. Só estava negando para mim mesma. Só não entendo por que você me tratou tão mal na faculdade.

- Acho que sou meio bipolar ás vezes, desculpa por aquilo, eu fiquei arrependido depois. Fiquei pensando em como me desculparia no outro dia, mas aí você apareceu lá em casa e me tratou com ignorância também, e acho que quanto mais ignorante você me tratava mais eu queria você, é meio louco, mas aí quando eu vi que o Liam também estava de olho em você, eu me vi com ciúmes e decidi te tratar igual ele. E eu acho que funcionou, certo?

- Claro que funcionou. Mas eu não percebi que o Liam estava á fim de mim. Ele só estava sendo simpático, eu acho.

- Eu conheço bem o meu amigo pra saber quando ele esta á fim de uma menina. - diz Harry 

- Mas relaxa, porque eu quero é você... então, como ficamos?- perguntei meio em dúvida.

- Annye, você aceita ser minha namorada?

- Harry - fico meio em choque por ele ser tão direto - Está mesmo me pedindo em namoro? Mal nos conhecemos.

- Tenho certeza disso, só não quero perder mais tempo. Mas podemos ir mais devagar, caso você queira.

- Acho melhor, um passo de cada vez. - ele concorda, claramente não muito satisfeito - Por que essa cara? Não vou sair do seu lado.

-  Ah nada, e espero que não saia mesmo - ele dá mais um beijo quente em mim e depois de um tempo interrompo-o e digo:

- É melhor irmos comprar o bendito chocolate. Até porque temos mais tempo para isso depois... - Harry me olha com seu olhar malicioso e seguimos até o mercado.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...