Believe


5Likes
3Comentários
1318Views

5. 5


Nós fomos para a casa que o Niall tinha arranjado e os outros foram para o hotel, eu já tinha perdoado o irmão do Niall estava era preocupada com a mãe dele.
Bem nós chegamos e a casa era LINDA eu nunca tinha visto nada assim e a praia era só, sair da porta e já estava lá.
Nós estava-mos completamente mortos de sono, e o Niall mal se deitou no sofá adormeceu logo, eu bem que tentei ir dormir mas não consegui, estar na Irlanda trazia-me recordações tristes que eu não queria.
Decidi ir até à praia e fiquei la sentada a ver o nascer do sol com a agua a bater-me nos pés e a pensar o que iria acontecer a seguir.
Eu não reparei, mas o Niall já tinha acordado e estava a olhar para mim na praia e eu estava a  chorar, porque foi naquele país que o meu melhor amigo Louis morreu e só me deixou o irmão gémeo Josh que eu adorava, mas não era a mesma cisa, o sol a nascer e as lágrimas a correr no meu rosto,e as memorias de um passado que eu queria esquecer. Todas as memorias no mesmo local, e ao mesmo tempo. O Niall veio ter comigo, e quando olhou para mim e me viu chorar não disse nada apenas se sentou ao meu lado, abraçou-me e sussurrou:
-Não chores, eu estou aqui, e sei que não estas bem, e gostava de saber o que tens.
Eu não queria dizer nada apenas ficar abraçada ao Niall, e esquecer o que se estava a passar. Mas eu e o Niall viemos para a Irlanda para não ter-mos mais segredos e pressões, para que o que aconteceu com o Josh Devinde não voltasse a acontecer. Por isso eu contei-lhe tudo.
-Eu estou a chorar porque eu tinha um amigo que é primo do primo do meu irmão, o nome dele era Louis e tem um irmão gémeo chamado Josh, dai eu gostar tanto do Louis e do Josh ( baterista).
-Mas era e tem na mesma frase?
-Sim porque era suposto o Louis, o Josh e o primo Patrick irem a Portugal nas ferias para estar-mos juntos, o Louis já não me via há muito tempo e decidiu ir comprar-me um presente, como eu adoro a Irlanda e Inglaterra, ia ficar super contente, e ele comprou o presente mas quando estava a ir para casa ele foi atropelado...
Neste momento as lágrimas eram ainda maiores e por mais que eu quisesse e tentasse controla-las não conseguia.
-Se não quiseres não tens de contar.- mas eu notei na voz dele que o Niall gostava de saber o que tinha acontecido.
-Não, agora que eu comecei vou acabar, então ele foi atropelado e foi o irmão que o encontrou, ele foi para o hospital e o irmão não sabia o que fazer, o Louis disse " Eu sei que chegou a minha vez de partir, só te quero pedir duas coisas para ir feliz." o irmão dele faria qualquer coisa por ele.
-E o que eram as duas coisas?
-A 1ª foi que eu e o irmão fossemos felizes, que ele tomasse conta de mim e realizasse os nossos sonhos, os meus os do Josh e os do Louis, e a 2ª era falar pela ultima vez comigo.
-E conseguiu falar?
-Sim, ele disse, que tinha um presente para mim e que o Josh mo ia entregar, e que tinha chegado a hora de ele partir, mas ele me amava como uma irmã e melhor amiga e que ele ia estar a olhar por mim e pelo Josh onde quer que ele estivesse.
-E o que aconteceu depois? Tu voltaste a falar com algum deles?
-Não, eu nunca mais falei com nenhum, o Louis morreu e o meu irmão foi ao funeral aqui na Irlanda porque eu estava na escola e não ia conseguir velo ser enterrado. O meu irmão veio em minha representação.
-Agora percebo porque ficaste um pouco triste por vir para aqui, se quiseres podemos ir para outro sitio.
-Não,uma coisa que eu aprendi ao estar contigo e com os rapazes foi a fazer frente aos meus medos e nunca desistir.
O Niall agarrou-me e olhou-me nos olhos e disse:
-Se depender de mim tu vais realizar todos os teus sonhos.
-Eu só queria...esquece deixa lá.
-Oh vá diz.
-Já que hoje eu vou conhecer a tua família achas que posso e tu, irmos ao cemitério por flores, é o mínimo que eu posso fazer.
-Sim, eu acho bem,e é uma maneira de só teres recordações boas dele.
Nós voltamos para casa e o Niall não me largava ele achava que eu não estava bem. Eu fui vestir-me para ir conhecer os pais do Niall quando ele disse:
-Nós temos de fingir que somos só namorados, e eu peço-te em casamento assim a minha mãe não se passa.
Eu abracei o Niall e disse:
-Sabes que com esta já vão ser três vezes que me pedes em casamento.
-OH és uma tontinha eu posso pedir-te em casamento varias vezes mas eu acabo por estar sempre ao teu lado.
-Eu amo-te tanto, não sei o que faria sem ti.
-Mas eu sei, não farias nada.
-O Niall não sejas parvo.
-Ok, desculpa.
-Sabes se há alguma florista aqui perto?
-Sim, a uma perto do cemitério, podemos ir a pé porque não é assim tão longe.
-Ok.
Nós fomos e eu comprei um ramo de rosas. Quando chegamos ao cemitério eu não queria acreditar que estava ali, para me despedir do meu melhor amigo para sempre.
O Niall olhou para mim e deu-me a mão.
-Vamos fazer isto juntos.
-Obrigada.
Quando chegamos  a campa do Louis eu comecei a chora, apenas pousei as rosas e fiquei a olhar para a foto dele.
-Era giro o teu amigo. Eu ia adorar conhece-lo.
-E ele a ti.
Nisto aparece alguém ao pé de nos e diz:
-O que pensam que estão a fazer?
Eu virei-me para ver quem era e fiquei em choque era o Josh.
-A minha namorada era amiga deste rapaz, só viemos por flores mais nada.
-O meu irmão não tinha amigas.
Eu só consegui olhar para ele e dizer.
-Josh Petterson para de ser mentiroso ele tinha amigas sim e foi com ela que ele falou antes de morrer.
-Sky es tu? (Sky era o que o Josh me chamava porque ele dizia que eu estava sempre com a cabeça nas nuvens.)
-Para de me chamar Sky, eu odeio que me chames isso.
Ele abraçou-se a mim e não me queria largar.
-Josh já chega.
-Toma.
-O que é isto?
-O presente do Louis era um dos últimos desejos dele que eu te entregasse isso.
-E tu andas com este presente estes anos todos?
-Sim, eu sabia que ias realizar os teus sonhos e que um dia virias à Irlanda.
-E vim, este é o meu ammm.
-Namorado, sou o Niall.
Eu não sabia se dizia que ele era meu namorado ou meu noivo.
-Namorada ha!
-Sim, eu vim despedir-me do Louis e eu e o Niall não temos segredos.
-Ok, eu tenho de me ir embora foi bom rever-te sky.
-E eu a ti pequeno Josh.
Aquilo mostrou-me que eu podia seguir em frente que o Louis estava a olhar por mim e não sei porque eu sentia alguém a apertar a minha mão contra a do Niall.
Nós fomos andando para casa dos pais do Niall e ele disse:
-Tu estas bem?
-Sim, desculpa aquilo a pouco eu não sabia se dizia que eras meu noivo ou meu namorado, a sério desculpa.
-Não faz mal, mas em frente a minha mãe somos só namorados, eu tenho alguém para te apresentar.
Nós fomos ainda mais depressa, e quando chegamos os pais do Niall foram super queridos connosco.
-Esta é a Jess a minha gata, mas tem cuidado ela não gosta de estranhos.
Eu estava um pouco receosa que a gata me pudesse morder ou assim mas não eu até consegui pegar nela ao colo e a mãe do Niall (Maura) disse que eu devia ser uma rapariga muito espacial para conseguir que a Jess estivesse tão calma.
-Niall hoje eu fiz a tua comida favorita,
-Obrigada mãe.
O Niall e a mãe foram para a cozinha e eu e o Greg ficamos na sala a falar com o pai deles.
-Mãe o que achas-te da Júlia?
-Gostei muito dela, acho que é uma menina muito especial.
-E se eu a pedisse em casamento?
-Acho muito bem meu menino com os sentimentos não se brincam e eu consegui ver que ela já sofreu muito.
O Niall e a mãe voltaram e nós jantamos, a seguir fomos para a sala e o Niall agarrou-me na mão e disse:
-Queres casar comigo?
Eu como já estava baralhada pareceu que fiquei surpreendida e disse que sim.
Ele deu-me um anel lindo.Abraçou-me e sussurrou-me ao ouvido:
-Acho que esta é a ultima vez em que te tenho de pedir em casamento.
Eu não respondi apenas sorri e ele entendeu que eu achava o mesmo.
Nós fomos embora e enquanto voltava-mos para a nossa casa encontramos a ex. do Niall.
-Nialler, que bom ver-te.
-Olá Holly.
Eu não estava a crer que ele lhe começou a dar conversa e eu ali, cheguei a um ponto que me fartei e fui andando.
-Júlia espera.
-Holly esta é a minha noiva a Júlia.
Ela fez um sorriso sinico:
-Que bom para vocês.
-Niall podemos ir, estou um pouco cansada.
-Sim.
-Adeus Holly adorei conhecer-te.
Eu fui o caminho todo sem dizer nada, e quando chegamos a casa 
eu não disse nada, apenas vesti o pijama e fui dormir, o Niall deitou-se ao meu lado.
-O que se passa?
-Nada.
-Foi alguma coisa que eu fiz?
-Sim.
-Antes ou depois do jantar?
-Depois.
-Mas o que?
-Ainda perguntas, estavas todo sorrisinhos com a Holly e eu ai a espera.Como é que achas que eu me senti?
-Não foi por mal.
-Nunca é.
-Não quero saber hoje dormes no outro quarto.
-Com muito gosto.
Eu fui para o outro quarto, e estava-mos em pleno inverno, e o quarto era gelado, eu deitei-me na cama e agarrei a almofada, e estava mesmo triste, só com os 1D é que o Niall dizia a minha buterfly, o meu amor mas perante os outros ignorava-me e isso doí-a tanto.
Eu fui para a casa de banho e comecei a chorar, o Niall percebeu e estava a tentar abrir a porta.
-Tu sabes que tenho mais força do que tu.
-E deixa-me vai ter com a Holly.
Não foi preciso fazer muito e ele conseguiu abrir a porta e viu-me ali a chorar.
-Porque estas a chorar?
-Por tua causa, quando estamos com os rapazes tu dizes que me amas mas quando é com os outros não me ligas nenhuma.
-Desculpa.
-Tas a ver, vais passar a vida toda a pedir-me desculpa?
Eu tentei sair mas o Niall conseguiu agarrar-me e eu recuei e acabei por cair.
-Tu estas bem?
Não eu não estava bem estava cheia de dores.
-Sim, deixa-me um pouco.
Eu tentei levantar-me mas quase desmaiei,o Niall agarrou-me e foi a minha sorte.
-Vamos ao hospital.
-Não é preciso, eu estou bem.
-Não estas nada vamos e ponto final.
O Niall pegou-me ao colo e pos-me no carro, e fomos ao hospital.
Eu e o Niall ia-mos no carro e eu via que ele estava mesmo preocupado, eu estava chateada mas velo naquele estado quase a chorar comoveu-me, de repente o telemóvel toca e eu atendi.
-Júlia, onde é que vocês estão?Estamos à porta da vossa casa.
-Vamos a caminho do hospital Louis.
-Mas o que se passou?
-Eu cai e estou cheia de dores no pé.
-Nós vamos ai ter convosco.O Louis desligou e nós chegamos ao hospital, tive de fazer uma radiografia ao pé e tinha deslocado o tornozelo, os rapazes chegaram e a Sara e a Tininha vieram falar comigo enquanto os outros ficaram com o Niall.
-O que se passou?
-Cai Sara.
-E como aconteceu?
-Estava a chorar e o Niall notou isso, abriu a porta da casa de banho, eu tentei sair mas ele disse que não enquanto eu não lhe disse-se o que tinha acontecido, eu recuei e escorreguei, acabei por cair e magoar-me no pé.
-E porque estavas a chorar?
-Oh tininha, é o Niall, quando está connosco diz que me ama mas quando é com outras pessoas ele ignora-me.
-Mas não foi só por isso que vocês discutiram?
-Não Sara, nós vinha-mos do jantar na casa dos pais do Niall e encontramos a ex dele, e ele estava todo sorrisinhos, esqueceu-se que eu estava lá.
-E se falasses com ele?-disse a tininha.
-Sim vocês vieram para a Irlanda, para fazerem uma pausa dos problemas.-disse a Sara.
-Ok, podem chama-lo?
Elas chamaram o Niall e nós falamos, ele prometeu que não voltava a fazer o mesmo, e eu acreditei, eu sabia que ele não estava a mentir, ele estava super preocupado, ele deu-me um beijo mesmo intenso e nesse momento aparece o medico que diz que eu desloquei o tornozelo e que vou ter de usar gesso por duas semanas.
O médico disse que eu devia descansar e que o Niall devia cuidar de mim, Ok, ele mal sabe tomar conta dele quanto mais tomar conta dos dois.
Nós voltamos para casa e os rapazes vieram connosco, porque foram para o hotel.
Quando chegamos a casa o Niall pegou em mim ao colo e levou-me para o quarto.
-Então eu não ia dormir no outro quarto?
-Nem em sonhos, nunca mais te largo, vou passar o resto dos meus dias agarrado a ti.
-Ha, ok...
-E eu estou perdoado?
-Depende...
-Depende do que?
-Do que vais fazer para me compensar.
-Ideias não me faltam o problema é polas em pratica com o teu pé nesse estado.
-O Niall!! mas que ideias?
-Fogo só pensas nisso. Ideias.
-Ai agora eu é que só penso nisso...ta bem...
-Oh buterfly, estava só a brincar.
-Ok, vamos mas é dormir que amanha temos muito em que pensar.
-Amanha?
-Já te esqueceste que amanha é vespa de natal...
-Desculpa, passou-me mesmo ao lado.
-Não faz mal, mas agora é melhor irmos dormir.
-Tens razão.
-Niall podes ajudar-me a vestir o pijama é que com o gesso não dá lá muito jeito.
-Claro.
O Niall ajudou-me a vestir o pijama e eu deitei-me enquanto ele se despia, eu não consigo perceber como é que ele consegue dormir só em boxers, mas continuando,eu fiquei a olhar para ele enquanto ele se despia e ele olha para mim e diz:
-Depois sou eu que só penso nisso.
-É eu bem vi como tu estavas a olhar para mim enquanto me ajudavas a vestir o pijama.
o Niall salta para a cama.
-Ai é , então vê se gostas.-Ele começa a fazer-me cocegas e não parava, eu já não aguentava de tanto rir.
-Para Niall, eu já não aguento mais.
-Não paro.
-Não paras, então greve de brincadeiras na cama.
Depois disto o Niall parou.
-O que?
-Ha ha ha, eu disse que paravas.
-Mas oh, tou amuado.
-Oh, coitadinho, e o que é que eu tenho de fazer para não ficares amuado?
-Não fazes greve.
-Tu andas mesmo a aprender com o Harry.
-Oh.
-Pois mas se eu não fizer greve hoje tu ficas sem prenda de natal
-Tu és tão mazinha.
-oh já chega agora vamos dormir.
O Niall deitou-se ao meu lado e eu pousei a cabeça no ombro dele.Ele ficou a olhar para mim, e a mexer no meu cabelo.
-Vá o que foi Niall, eu já te conheço.
-Nada, era só para dizer que te amo.
-E eu a ti.
Ele deu-me um beijo e adormece-mos os dois.
No dia seguinte o Niall acordou muito cedo, e ligou a Sara.
-Sara?
-Sim-disse ela com uma voz de quem acabou de ser acordada.
-Preciso da tua ajuda.
-Mas o que é que se passa?
-Depois de amanha vamos voltar para Londres e eu queria fazer uma surpresa a Júlia mas não sei bem o que e como tu és a melhor amiga dela achei que me podias ajudar.
-Ok, eu passo ai com os rapazes daqui a pouco.
-Ok, até já e obrigada.
O Niall voltou para a cama e mais tarde a Sara chegou, o Niall já tinha tomado o pequeno almoço.
-Júlia acorda, a Sara esta la em baixo e tu ainda não tomaste o pequeno almoço.
-Ok, eu vou em pijama, ajudas-me a ir para baixo?
-Sim.
O Niall deu-me um beijo de bom dia e pegou em mim ao colo, desceu as escadas e deixou-me na cozinha.
-Bom dia Júlia.
-Bom dia.
-Estas melhor.
-Sim já não doí tanto.
-Ok.
-Eu faço o pequeno almoço para todos.-Disse o Harry.
-Que sorte a minha.-disse eu.
-Vá todos para fora da minha cozinha só fica a Júlia para minha ajudante e só porque esta magoada.
-Só por isso Harry.
Foram todos para a sala menos eu e o Harry. A Sara e o Niall estiveram a falar e ela deu uma ideias bem giras.
Enquanto isso na cozinha eu e o Harry só nos ria-mos.
-Pequenina...
-Para de me chamar isso.
-Oh, queres rir-te um bocadinho?
-Sim, bem que preciso.
-Ontem enquanto nós estava-mos a tua espera com o Niall no hospital eu perguntei, se ele pudesse ter outro primeiro encontro contigo como seria.
-E o que é que ele disse?
-Ele disse que ia cantar ao teu ouvido e eu perguntei o que ia acontecer a seguir e ele disse que eu era demasiado novo para saber.
-Só o Niall para dizer isso.
-Só mas não vives sem ele.
-Lá isso é verdade.
O Niall entra na cozinha e diz:
-Princesa...
-Já te disse que princesa é o que o Liam chama a tininha.
-A desculpa, era só para dizer que eu vou ter de sair para ir fazer umas compras e que volto já mas não te quero deixar aqui sozinha.
-Eu fico com ela, não te preocupes. -disse o Harry.
-Ok, os rapazes também têm de ir andando, eu já volto.
-Ok, mas ajuda-me a ir para a sala que já estou cansada de estar aqui na cozinha.
O Niall levou-me para a sala e eu fiquei no sofá a ver televisão, e o Niall foi com os rapazes.
Eu estava a ver TV e o Harry veio para a minha beira.
-O Niall disse que tu tens uma amiga que vinha cá passar ferias...
-Sim Harry, vem uma amiga minha passar ferias a Londres porque acabou a Universidade este ano como eu e as raparigas.
-E como é que ela se chama?
-Cláudia.
-Cláudia, gosto do nome, e qual de nós é que ela prefere?
-A ti Harry.
-Ela ainda não chegou e eu já gosto dela.
-Ela não é dessas Harry, tu não a vais usar e deitar fora.
-Eu não faço isso.
-Pouco.
-Até parece, que eu faço isso.
-Sem comentários.
-Ta o que estas a ver?
-Um dos meus filmes favoritos, Cartas para Julieta.
-Eu já vi esse filme é giro.
-Tu já viste este filme?!
-Qual é o espanto, vi com a minha mãe.
-Ok, vamos mas é ver o filme que daqui a pouco o Niall chega e eu hoje estou mais amuada do que o mundo todo junto.
-Mas porque?
-Fogo, todos se esqueceram que é vespa de natal, e eu adoro decorar a árvore e estar com as pessoas de quem eu gosto, este ano não é assim.
-Oh, não fiques assim, eu também gosto do natal, eu tenho uma ideia.
-Qual?
-E se tu me contares o que costumas fazer no natal e eu te contar o que eu costumo fazer no natal, e apontamos tudo e amanha fazemos uma cena em grande.
-Adorei a ideia.
-Ok, tens onde escrever?
-Sim, passa-me aquele caderno que está ao pé da minha mala.
-É este o teu famoso caderno que o Niall quer ler?
-É.
-E porque é que ele o quer ler?
-Porque este caderno é tipo um diário  e onde eu escrevo as minhas histórias e ele esta doido para saber o que eu escrevo.
-E eu posso ler?
-Não.
-Ok, mas talvez um dia, possa ler.
-Quem sabe, talvez um dia.
-Tá, mas agora vamos ao que interessa.
-Vá como é o teu natal?
-Então eu passo o natal com a minha família, recebo montes de presentes, e divirto-me imenso, basicamente é isto. E o teu natal como é?
O Niall chega:
-Cheguei.
-Olá amor.
-A Júlia ia contar-me agora como é o natal dela.
-Deixem-me só pousar isto na cozinha, porque eu quero saber como é que a minha menina passa o natal.
O Niall pousou as compras na cozinha e voltou.
-Então, no natal eu costumo ter uma árvore, passo o dia todo em casa, não recebo presentes, basicamente vejo  minha irmã receber um monte deles, para mim é um dia especial, porque eu penso que um dia vou ter um natal normal, mas é passado como o meu aniversario, mais um dia na minha vida. e é isto o meu natal.
-Não recebes presentes?!-disse o Harry.
-Não.
-Não te preocupes fofinha este natal vai ser diferente.
-Espero que sim Niall.
-Bem eu vou andando que ainda tenho que fazer umas coisas.
-Ok Harry.
O Harry foi embora e eu fiquei com o Niall a ver o filme, eram mais ou menos 5 da tarde e o Niall disse que era melhor nos irmos vestir porque ele tinha uma surpresa para mim.
Ele levou-me para o quarto, vesti-mo-nos e fomos para o carro, o Niall pôs uma venda nos meus olhos e disse que ia-mos a um lugar especial.
E era mesmo um lugar especial, o Niall, tinha-me levado ao bosque perto de nossa casa para um jantar romântico.
-Isto está fantástico Niall, então foi isto em que a Sara te ajudou...
-Mas como é que sabes que foi ela que me ajudou?
-Eu ouvi quando tu lhe ligaste.
-Mas gostaste mesmo?
-Sim e o pormenor da tenda ainda é melhor.
Nós jantamos e foi fantástico  depois fomos para o pé da tenda e ficamos a olhar para as estrelas, o Niall começa a cantar ao meu ouvido, e eu ri-me quando ele acabou.
-Cantei assim tão mal?
-Não tontinho, é que o Harry contou-me o que é que tu farias se pudesses ter outro 1º encontro comigo, e tu estas a fazer exactamente o que ele disse.
-E Ainda não acabou.
Nós fomos para a tenda e o Niall começou a beijar-me, e eu já sabia que ele queria a prenda de natal que eu lhe tinha prometido na noite anterior.
-Niall, com calma, eu estou magoada, ok.
-Desculpa, mas quando estou ao pé de ti fico doido.
-Eu gosto quando ficas doido, e não disse que tens de parar só tens é de ter cuidado com o meu pé.
-Eu prometo que vou ter.
E O Niall continuou a beijar-me e as coisas avançaram a um ritmo bem rápido, foi a melhor noite da minha vida.
Na manha seguinte fomos para casa e o Niall continuava com um brilho nos olhos que me fazia ficar perdida.
Passaram-se duas semanas e a minha relação com o Niall estava cada vez mais solida, eu já não tinha o gesso, e voltamos para Londres, para o concerto com os Big Time Rush.
Nós fomos todos ao concerto e o Niall estava comigo no camarim.
-Gostaste da Irlanda?
-Amei, principalmente porque estavas lá comigo.
-E se viesses para o pé do palco com a tininha e a Sara?
-Mas porque?
-O Kendall, trouxe a noiva que também é cantora e ela vai estar lá assim vocês conheciam-se.



 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...