The Lost JEWEl

Diz-se que o amor e para sempre. Mas o amor de David e Sara vai ter muitos obstáculos a ultrapassar. Descobrir que raptaram a filha e mentiram ao dizer que tinha morrido no parto, deixa qualquer casal chocado, magoado. Será que vão David e Sara achar a sua jóia perdida....Matilde. Leiam por favor :D

1Likes
5Comentários
1712Views
AA

7. The Detention

Eu tinha regressado a casa e não conseguia dormir, por causa do que se tinha passado com o David. 
Eu dancei com ele. Mas devo ter dançado tão mal. 
Nao deram por minha falta mas, eu tinha de voltar a ver o David. Ele já não trabalha lá na fabrica, quer dizer de vês em quando ajuda o pai. Mas agora ele trabalhar no pizzaria. Muito melhor claro.
No dia seguinte eu acordei e fui tomar o pequeno almoço, estranhei pois já estavam na mesa os meus pais. 
" sente-se já esta atrasada!" Disse meu pai
" atrasada para que?" Disse eu aflita
" a menina vem ajudar-me na fabrica!" 
" não não vou pai eu já falei ontem!" Disse eu não me sentando
" Sara a menina não abuse! Vem comigo" 
" não pai e não me vai obrigar!"
" entao a menina vai ficar aqui de castigo. De castigo durante este fim de Semana!" Disse meu pai muito tranquilo bebendo o seu café
" o que? Mãe?" Virei-me para a minha mãe
A minha mãe nunca dava a sua opinião e quando dava era sempre a favor do meu pai. Parece que tinha medo dele.

" entao eu vou para o quarto com licença." Disse eu chateada.

Quando cheguei ao quarto deitei-me na cama e ouvi o meu tele a tocar
" estou?"
" tou sarita linda...tas a chorar?" Perguntou Lolita
" sim mas nada de mais. O meu pai pôs-me de castigo! So isso!" Disse eu limpando os olhos
" a serio. Ai essa tua família. Provavelmente nem eu e o tomas podemos ir ai!" 
" não não podem mas eu também não vou ficar aqui fechada. Eu vou sair!" Disse eu determinada a olhar pela minha janela
" ve lá no que te metes sarita!" Disse Lolita preocupada 
" não te preocupes. Vá beijos" 

Desliguei o tele e resolvi mandar uma mensagem ao David
" preciso de ti! Preciso que tu me ajudes!" 

Na casa de David
David estava no banco a comer uma maca, provavelmente o seu pequeno almoço. Sentiu o telemóvel a tremer e viu a minha mensagem.
David levantou-se e ia ter comigo
" onde vais?" Perguntou nani
" vou ter com a Sara."
" filho estas a dar muito importância a essa rapariga. Ela e diferente." Disse nani
" eu gosto dela ta? Feliz agora?" Disse ele saindo zangado
" onde te vais meter meu Deus!" Disse nani com um balde na mão

Eu estava na praia a atirar areia contra a areia, nervosa. No entanto avistei David a correr ate mim
" David..." Disse eu abraçando-o
" ei....calma que se passa?"
" o meu pai. Ele e mesmo horrível, quer-me obrigar a ir com ele. A participar no negocio horrível dele." Disse eu nervosa 
" vá tem calma. Pega bebe um copo de agua e acalma-te vá" disse ele me dando agua
" mais calma?"
" sim e desculpa. Eu digo que sou forte e depois choro desta maneira!" Disse eu
" ninguém e tão forte e não chora! Tu tens que ter paciência. Eu sei que e difícil e sei que ti não gostas mesmo daquele negocio mas pensa que sea bom para a tua família. Terás mais dinheiro" disse ele
" não quero saber de dinheiro. Eu preferia morar numa casa como a tua, ter tantos amigos como tens. Os meus pais nunca me deixaram ter. So a Lola e o tomas pois eles são ricos e os meus pais conhecem os pais deles! Eu queria ser normal percebes! Não da! Isto e muito para mim! So não saio de casa pois eu sei que a minha mãe não e tão assim má! Disse eu nervosa
" calma."

Passados 10 minutos eu estava com a cabeça no ombro de David. 
" ei melhor?" Perguntou ele
" eu adormeci?" Perguntei eu pondo-me direita.
" sim um bocadinho estavas mesmo nervosa. Como estas?" 
" melhor. Tu fazes-me bem mesmo. Obrigada" disse eu muito perto dele
" eu também me sinto bem a tua beira e não consigo não pensar em ti" disse ele se aproximando

E finalmente demos o nosso primeiro beijo. Foi tão bom, estava nas nuvens. 
" ah desculpa desculpa" disse ele
" ah nao faz mal. Houve David, ah eu gosto de ti. Gostas de mim?" Perguntei eu com esperanças
" acho que sim. Quer dizer sim!" 
Eu ri-me muito contente mesmo
Nos beijamo-nos outra vez. Mas ele voltou a parar. 
" espera falta uma coisa" disse ele
" o que?" Perguntei eu
" falta fazer-te esta pergunta: Sara bacelar..." 
" nao so Sara por favor!" Disse eu interrompendo-o 
" ok...Sara, queres ser a minha linda namorada?" 
" ohh quero claro que quero!" Disse eu abraçando-o

E ficamos lá mais uns minutos, ate que depois David levou-me ate perto de minha casa. Eu saltei o meu muro que dava para o meu quarto, estava tao contente, que vi os meus pais especados a olhar para mim zangados.
" onde a menina estava?" Perguntou meu pai muito zangado
" nao e da sua conta" disse eu
Depois disto o meu pai deu-me uma estalada muito forte que cai na cama.
" Francisco!" Gritou minha mãe 
" não se meta!" Disse ele olhando para minha mãe.
" o pai não tem o direito!" Gritei eu pondo a minha mão na cara.
" eu tenho todo o direito. Sou seu pai e pus a menina de castigo. E saiu sem autorização! Você estes últimos meses esta mal educada e não sei porque!" Disse ele
" o pai e horrível"
Dito isto o meu pai ia-me bater outra vez se não fosse a minha mãe a para-lo.
" Francisco já chega!" Disse minha mãe
" a menina não aprende a bem aprende a mal. Esta proibida de sair de casa esta semana. E fica aqui já dito se a menina fazer mais alguma coisa eu juro-lhe que não tem festa e que ponho-a mesmo a trabalhar no fabrica a cortar Madeira. Ouviu bem?" Disse com um ar ameaçador o meu pai.

Ele saiu e minha mãe virou-se para mim
" filha..." 
" saia. Ouviu saia" gritei eu
Fui ate ao espelho e comecei a chorar. Tinha uma ferida na boca por causa do estalo que levei, peguei na mala de primeiros socorros que estava na minha casa de banho e fiz um curativo.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...