The Lost JEWEl

Diz-se que o amor e para sempre. Mas o amor de David e Sara vai ter muitos obstáculos a ultrapassar. Descobrir que raptaram a filha e mentiram ao dizer que tinha morrido no parto, deixa qualquer casal chocado, magoado. Será que vão David e Sara achar a sua jóia perdida....Matilde. Leiam por favor :D

1Likes
5Comentários
1719Views
AA

8. The despair

David tinha chegado a casa dele, com um sorriso nos lábios. 
Nani estava a sua espera numas escadas.
" a estas horas?" Disse nani
" nani, estas ai!? Tu ficas-te acordada para me vigiar?" Perguntou David 
" estives-te com aquela rapariga? Filho tu vais te arrepender. Ela mal encontrar outro mais rico. Ela vai-te deixar filho, não percebes?" 
" eu gosto dela. E ela não e assim. Sabias que ela e contra aquele homem que ameaçou o pai. Que nos tirou tudo. E faz com que o pai trabalhe naquela fabrica dia e noite. Ela não e como ele." Disse David
" mas e filha dele. Se lhe contares isso ela nunca vai acreditar em ti, mas sim no pai. Por muito que não goste dele. Aquele homem pode tudo. Ele e bilionario pode-te mandar para a prisão. " disse nani
" ela nao precisa de saber. Eu vou vos tirar daqui, eu tenho de entrar na academia. Enquanto a Sara. Nos começamos hoje a namorar, eu gosto mesmo dela. Como nunca gostei nem vou gostar de ninguém" disse David abrindo a porta e entrando


Na minha casa tudo continuava muito mal. Passaram 4 dias, era uma quinta feira e eu já não via o David desde à 4 dias. Estava desesperada. Eu mandava-lhe mensagens, ele respondia, mas eu sentia que ele estava de pé atras. 
Estava no meu quarto, sentada na minha piscina. No entanto ouço a minha porta a abrir. Olho para trás, era a minha mãe.
" então querida?" Perguntou ela se sentando a minha beira
" o que quer? Eu estou me a portar bem. Nestes quatro dias não sai de casa e sempre fiz as minhas refeições aqui!" Disse eu
" eu sei minha querida. Eu só venho lhe dizer que o seu pai quer que a menina, venha jantar connosco"
" nao me apetecia. Mas não vale a pena a minha opinião!" Disse eu
" oh querida"
" eu so queria lhe fazer uma pergunta mãe! Porque que nunca me defende. Porque que nunca me protege, se sabe que o que o pai esta a fazer comigo e muito horrível" disse eu virando para a minha mãe.
" querida. O seu pai as vezes tem razão e ele gosta muito da menina" disse minha mãe
" eu so queria que vocês gostassem tanto de mim como dos meus irmãos! Será porque? Por eu não estar interessada nos vossos negócios. Estamos mal pois eu nunca vou gostar. Vamos?" Disse eu
" vamos, sim"

Nos descemos e o meu pai já estava na mesa sentado. Parecia um rei. Um rei muro mau, que eu já não sei e consigo chamar-lhe pai.
Eu sentei-me e ele olhou para mim.
" a menina já pode sair do quarto! A partir de hoje já pode vir fazer as refeições junto de nos" disse meu pai
" obrigada" disse eu de cabeça para baixo
" mas ainda não pode sair de casa. So poderá sair para fazer o exame que tem marcado nesta segunda. E se entrar e que poderá sair novamente percebeu?" 
" como e que sabe que tenho exame na faculdade!?" Perguntei eu nervosa
" como ? Liguei à Carlota e ela disse-me claro!" Disse ele começando a comer
" eu gostava que os pais acreditassem mais mim." Disse eu comendo 
" se não conseguir entrar...não quer que repita para onde vai trabalhar." Disse ele dando um riso irónico
" eu sei!" Disse eu
" e verdade, tudo se esta a preparar para a sua festa de anos daqui a uma semana. Ja fiz a lista de convidados. E convidei o o casal Mendonça. Eles vêem e o filho também. Você veja se fala com ele. E crie laços." 
" eu vou ver" disse eu não querendo saber daquela conversa 
" e a Lolita e o tomas podem vir certo?" 
" claro que sim. Os pais deles são muito bons a fazer pose nas fotos e lidam muito bem com os paparazis" 
Eu revirei os olhos. 


Acabamos de jantar e eu fui para o meu quarto. Eu deitei-me e olhei para a foto que eu tinha tirado com o David .
Entao o meu telemóvel começou a tocar. Eu levantei-me e olhei para o visor era David, eu claro atendi logo.
" David? Olá!" Disse contente
" ola linda. Desculpa eu as vezes nao responder e que eu as vezes tenho de ir para a fabrica, mas e tu estas bem?" Perguntou ele aflito
" mais ou menos. O meu pai ja me disse que posso sair do quarto. Mas ainda não posso sair de casa. Talvez eu saia as escondidas..." Disse eu
" não não não. Não facas isso. Sara o teu pai pode te apanhar outra vez. Vá eu penso sempre em ti. Ja te desenhei aqui na minha casa da arvore. Tu es a principal" disse ele
" a serio? Eu gosto mesmo mesmo de ti!" 
" e eu e isto vai mudar. Temos que ter esperança. O teu pai vai ser melhor para ti!" Disse ele
" so te queria ver nos meus anos. Quero fazer os meus 18 anos, mas contigo comigo" disse eu 
" pode ser que eu te faca uma surpresa. Vá mas tenho de ir pois a nani esta me a chamar...beijo grande" disse ele
" beijo." Disse eu dando um pequeno sorriso.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...