The Lost JEWEl

Diz-se que o amor e para sempre. Mas o amor de David e Sara vai ter muitos obstáculos a ultrapassar. Descobrir que raptaram a filha e mentiram ao dizer que tinha morrido no parto, deixa qualquer casal chocado, magoado. Será que vão David e Sara achar a sua jóia perdida....Matilde. Leiam por favor :D

1Likes
5Comentários
1700Views
AA

1. My family

"O meu nome e sara. Eu gostava de vos contar tudo, ou melhor, ir direta para o fim. Sei que nestes últimos anos nunca soube o que e o amor de verdade. Vivi mentiras atras de mentiras, para que? Para depois me iludir com as pessoas que mais amava. Toda a gente sonha alto e faz planos para o futuro ser melhor que o passado. So que o meu futuro não foi tão bom assim, quer dizer fui mãe! Mas tudo o que planeei para a minha filha desapareceu....ela desapareceu. Vão agora ouvir minha historia, desde o inicio, pois diz-se que o fim somos nos que escolhemos. Eu acredito porque agora sei o que e realmente a felicidade"

Em seatle, havia uma casa linda, parecida com as da realeza. No fundo era, era a minha, uma casa com tudo o que eu em pequena gostava, piscina, jardim, piscina interior, spa, enfim...tudo. Eu naquela altura tinha 17 anos. Estava prestes a terminar o meu curso de enfermeira e estava hilariante de entrar para a faculdade. 
Os meus pais sempre me apoiavam, minha mãe, Manuela, era medica, meu pai, Francisco era cirurgião. Estão a ver que família, estava a seguir as pegadas de meus pais. Tenho um irmão, Gustavo, mas já não vive connosco, casou faz 5 anos e foi viver para o Brasil como sempre imaginou.

Tudo começou quando eu entrei em casa depois de um dia de compras com a Lola, minha melhor amiga.
" então eu estava dentro da caixa, não me viste? Ahah" disse a Lola sorrindo sem se fartar para mim
" Nao não vi. Tu eras de mais, ou melhor ainda es" disse eu indo por os sacos na cozinha
" vou ter saudades tuas, sabes que sempre foste a Irma que eu nunca tive" disse lolita, eu chamava-lhe assim, indo ate à cozinha sorrindo para mim
" vá lá lolita, a minha faculdade e já aqui perto e podes me visitar sempre"
" os teus pais não me vão deixar, querem e que vãs trabalhar com eles o mais depressa" disse a minha amiga sentando-se na grande mesa que eu tinha na cozinha
No fundo era verdade os meus pais sempre me proibiam as vezes de eu ter visitas so para nao tirar os livros de frente da cara.
" os meus pais agora vão compreender" disse eu começando a descascar batatas
" queres ajuda?" Perguntou a lolita sempre disposta a me ajudar 
De repente entra a minha mãe em casa ja estava a imaginar o que ia acontecer.
" olá, minhas queridas, filha o que esta a fazer?" Perguntou minha mãe espantada
" estou a adiantar o jantar, mãe, a Marília teve de sair, o joaozinho teve uma recaída" comecei eu
" ola tia, bem eu vou indo amiga, Sara depois liga-me" disse a Lola envergonhada 
" deixe ja isso, isso nao e para si a Marília nao devia sair a esta hora. Você nao pode fazer isso, querida" disse minha mãe apavorada 
" porque mãe, eu sei cozinhar" disse eu
" pare, pare. Fiquei enjoada so de ver você a mexer nisso, eu vou lá para cima" 

Repararam como era minha mãe agora imaginem meu pai. Eles eram muito finos, nunca faziam nada por si próprios tinha de ter algum empregado a servir-lhes.
Eu ja quis ter saído dali e gritar gritar bem alto.
Tornaram-se mais meus protectores pois o meu irmão tinha saído de casa e eu era a que faltava.
Sim, o meu irmão sempre foi o preferido. Ele e igual por isso imaginem a família que eu tenho. Mas por outro lado tenho a minha amiga Lolita, o meu melhor amigo tomas. E achava que não era infeliz só de ter os pais assim, quem não tinha né?.

No dia seguinte ao pequeno almoço, Marília estava a servir e eu via o olhar de minha mãe, de nojo, sendo direta.
" Marília, aquela saída de ontem, nao pode voltar a acontecer" disse minha mãe olhando seria para ela
" desculpe mesmo minha senhora. O meu filho teve outra crise de diabetes e eu fiquei muita aflita e sai sem pedir" 
Disse Marília muito nervosa
" pois mas não pode ser, eu perdoo-lhe pois a Marília já e da casa a muitos anos. Mas não quero ver mais estas situações" disse minha mãe seria e a beber o seu chá como se fosse nada
" e ele Marília esta melhor" perguntei preocupada
" Sara!" Repreendeu-me minha mãe
" Marília pode ir" disse minha mãe continuando a comer
" sinceramente!" Disse eu olhando de lado
" nao seja mal educada!" Continuou minha mãe 
" quem esta a ser mal educada?" Pergunta tou meu pai descendo as escadas
" querido, nao se preocupe a Sara estava a ser delicada nao e querida?" Pergunta minha mãe ironicamente
" sim sim, bem eu vou sair" disse eu arrastando a cadeira
" aonde vai?" Perguntou meu pai
" a praia"
" com quem?"
" com os meus amigos pai pode ser?" Disse eu embirrando 
" quero-a em casa as 5 da tarde" disse o meu pai pondo queijo a boca
" porque?" Perguntei eu estupefacta 
" o nosso amigo João dos reis vem jantar ca a casa. Vamos começar um negocio junto."
" que otimo querido" disse minha mãe contente
" ok pai, posso ir?"
" vá vá nao se esqueça"

0 tal João de reis era amigo do meu pai ha anos. Ele e empresário. Costuma criar novas habitações e fazer negócios com muitas pessoas. Lá esta o meu pai e o próximo, sim porque o meu pai sendo cirurgião também e destas coisas.
Eu foi para a praia, pois sabia que me ia encontrar com os meus amigos o meu sentido de humor mudava.

Ja estavam lá tomas e Lolita, juntos, sim, uma coisa que não sabem e que eles são namorados. E estranho ver os meus dois melhores amigos ali a minha frente se beijando e assim, mas eu habituei-me
" ei sarita, estava a ver que não" disse tomas
" outra cena com o meu pai, mas deixa" disse eu ajoelhando-me
" e ontem, a tua mãe fritou" perguntou Lolita 
" um pouco, mas sabes que aquilo já aturo eu ha muito" disse eu rindo-me
Tomas olhou para mim de uma maneira estranha. Tipo de preocupação.
" estas mesmo bem?" 
" mais ou menos, não me apetecia voltar para casa! Vai haver lá um jantar e não me apetece ouvir mais historias, mais mentiras que meus paus inventam só para serem bem vistos" desabafei eu 
" de caminho vais fazer 18 anos já vais ser livre" disse Lolita rindo-se para mim
" sim ja poderás ter mais liberdade" disse tomas abraçando-me
" pois não sei, não estou a ver os meus pais darem me mais liberdade só por a minha idade, eles nunca largaram o meu irmão, ate ele casar" continuei eu
" tu nao es o teu irmão, realmente não sei a quem sais-te amiga" disse Lolita alevantamento-se
" pois es bem melhor" disse tomes olhando para mim me dando a mão. 
" bem este mar esta um máximo, vamos dar um mergulho?" Perguntou Lolita sempre pronta a animar
" borá lá!" Disse tomas pegando na Lolita pelas costas e correndo ate ao mar
E eu fiquei ali a olhar para eles e a pensar na diferença do meu eu quando estou com a minha família e eles os meus amigos a serio. Que eu quando for para a faculdade irei sentir mais saudades deles que nunca. 
Depois da praia fomos correr ate ao café pedir um gelado. Eu adoro morango, pois comia sempre as escondidas em casa sempre que a Marília estava. 
Paramos numa ponte e ficamos a olhar para o rio. Tomas com a Lolita ao colo. E eu via o amor deles. E pensava se alguma vez ia ter o meu. Nunca me fui de apaixonar. So no meu 5 ano e que tive 2 namorados e nenhum foi a serio. Olhava para as pessoas e pensava como era ter uma vida diferente no sentido de ir trabalhar e chegar a casa, fazer o meu jantar..era tão diferente da minha vida. 

Eram 5 menos um quarto e os meus amigos foram me levar a casa mas não entraram, ficaram no pátio. Eu despedi-me.
" o obrigada por esta tarde, desejem-me sorte" disse eu olhando para eles
" toda a sorte amiga" disse Lolita me da do um abraço
" se precisares de alguma coisa de noite liga para mim que eu sou o teu 112 ok?" Disse tomas dando uma piada no meio daquela situação
" ahah sim sim" disse eu abraçando-os

Os meus amigos lá foram e eu lá entrei mesmo as 5 em casa. Subi para me arranjar e vi que esta noite ia ser longa.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...