Irresistible

”Until I met you, I could not imagine going through life with one person. Now I can not imagine going a day without you.”

”Até conhecer você, não me imaginava passando a vida com uma única pessoa. Agora não consigo imaginar passando um dia sem você.”

17Likes
9Comentários
6892Views
AA

3. Capítulo 3

Acordamos! Já eram duas horas da tarde, eu estava deitada de barriga pra baixo com a cara enfiada no travesseiro. Levantei um pouco assustada. Fiquei olhando para um ponto qualquer tentando descobrir se tudo que tinha acontecido foi real, ou apenas um sonho. Eu realmente não sabia se era real. Até que Sam acordou.

- Ai, minha cabeça está doendo... – Sam levantou e colocou a mão na cabeça. – Elen, o que você tem?

- Foi verdade? – eu perguntei ainda olhando pra frente.

- O que?

- O que a gente passou com os meninos, com Niall, Harry e Zayn.

- Eu acho que foi um sonho. – Sam disse. Nós realmente não sabíamos dizer se foi um sonho ou não. Eu não acreditava, e a única prova era olhar no celular pra ver se tinha alguma foto. Na hora que peguei meu celular, o celular de Sam tocou. Ela atendeu normalmente.

- Alô? – ela estava sentada na cama.

- Boa tarde, Sam. Você dormiu bem? – Zayn perguntou do outro lado da linha. Sam surtou. Era a prova que tudo aquilo era real.

- Oi, Zayn. Dormi sim, e como foi a entrevista? – Sam perguntou.

- Foi legal e normal como sempre, acabamos agora. – Zayn deu uma pausa, ele estava comendo alguma coisa, eu acho. – você gostaria de ir ao cinema hoje? A gente pode assistir algo legal.

- Claro! Que horas?

- Umas cinco horas da tarde, está bom?

- Ótimo! Te vejo as cinco então. – Sam disse.

- Tudo bem, beijos. – Zayn finalizou. Sam começou a se debater na cama, parecia que estava tendo um ataque epilético. Mas era ‘’apenas’’ sua animação.

 - O que ele disse, amiga? – eu perguntei ansiosa pela resposta.

- ele me convidou para o cinema. Estou morrendo... – Sam se abanou. Do gelo que estava Londres, em uma ligação, passou pra cidade mais quente do mundo!

- que legal! Sortuda! – eu sentei na cama e continuei vendo as fotos, enquanto Sam foi tomar banho. Fiquei checando os meus e-mails, e respondendo alguns tweets. Era triste de ver que mesmo eu não beijando nem um deles, eu já tinha haters! Eu fiquei rindo sozinha. Algumas das Directioners eram fofas! Algumas perguntavam quem eu era, se eu era amiga de infância deles, ou coisa do tipo. Eu estava respondendo a um tweet quando HARRY me ligou.

- hey! Olá. – Harry disse. Eu demorei alguns segundos pra responder. Meu tico e teco ainda estavam tentando receber a informação.

- Oi, Harry. – eu disse.

- tudo bem? – Harry perguntou.

- tudo sim, e você? – eu queria perguntar tantas coisas, como: ‘’como você chegou em casa noite passada? Como você acordou? Você tomou café da manhã? Qual é a cor da sua cueca? Você escovou os dentes?’’. Estranho, mas é isso que se passa na cabeça de algumas meninas, como eu.

- estou bem. Tenho o dia livre e a noite também então, está a fim de sair hoje? – Harry perguntou.

- sim, seria legal. Que horas? – eu perguntei me levantando e indo em direção a janela.

- seis horas, está bom?

- sim.

- então te vejo mais tarde, beijos. – Harry desligou o telefone. Fiquei encostada na parece ao lado da janela pensando. Será que ia rolar algo entre mim e Harry? Porque serei sincera com vocês, obviamente eu e nenhuma Directioner iria recusar um pedido pra sair com qualquer um da banda, mas eu estava PERDIDAMENTE apaixonada por Niall. Harry era e é um sonho de consumo? CLARO! Mas Niall... Nossa... Sem palavras!

- por que você está com essa cara? Porque ninguém te ligou? – Sam perguntou saindo do banheiro e enxugando o cabelo.

- não, Harry acabou de me ligar. – eu disse olhando pra fora da janela.

- então porque diabos você está com essa cara? – Sam parou de frente pra mim com uma cara de abismada.

- ah, sei lá... Medo. – eu olhei pra ela.

- de que?

- de tudo! De pagar mico, de ele me achar estranha porque eu nunca fiquei com ninguém, e dele só querer ficar comigo uma vez e depois me esquecer.

- ah, Elen, isso não vai acontecer. Estranha, ele não vai te achar, você é... ‘’Pura’’, ele vai achar no mínimo fofo, e deixa de ser boba. Ele vai te ensinar tudo que ele sabe, se é que você me entende. – Sam riu e me fez rir também.

- tomara. Bem, vou me arrumar. Isso está me fazendo ficar viajando. – eu entrei no banheiro. Sam vestiu algo básico para se encontrar com Zayn, já que ela iria apenas para o cinema. Ela vestiu uma blusa lisa rosa, calça jeans, jaqueta e sapatilha. Eu, como não sabia aonde Harry iria me levar, vesti meia calça preta, bota sem salto preta, um short jeans largo e curto, blusa preta com bolinhas brancas com manga curta, e na hora que eu fosse sair, colocaria uma jaqueta. Maquiagem, apenas rímel preto e batom vermelho, não tão forte. Cabelos soltos. Eu e Sam já estávamos prontas, sentamos na cama e assistimos TV, estava na hora de Zayn chegar pra buscar a Sam, mas como vocês sabem, e o universo todo também, Zayn é atrasildo de primeira! Ele atrasou uns quinze minutos. Até que enfim ele chegou, ele fez questão de subir até o quarto. Ele bateu na porta.

- Oi, Zayn. – Sam disse ao abrir a porta. Eu ainda estava sentada na cama.

- Oi, Sam, você está linda. – Zayn disse dando um beijo na bochecha de Sam. – Oi, Elen. – ele acenou pra mim.

- Oi, Zayn, nem um pouco atrasado, né? – eu TIVE que falar isso.

- É... – ele sorriu. – eu tive uns probleminhas.

- fala logo que você levou muito tempo pra se arrumar, e perdeu a hora. – eu brinquei.

- é... Foi bem isso mesmo. – Zayn riu um pouco sem graça. Sam estava olhando pra mim como ‘’What the fuck did you say?’’. Mas eles logo partiram e eu fiquei forever alone no quarto esperando o Hazza chegar. Peguei um pacote de biscoito pra comer e continuei assistindo TV. Era cinco e cinquenta e dois da tarde e eu estava no banheiro vendo se estava tudo certo, e Harry me telefonou. Ele chegou cedo, super ao contrário de Zayn. Ele ficou me esperando no rol do hotel, sentado em um sofá. Desci sem bolsa, apenas com celular na mão, e cartão do hotel no bolso, e obvio money também. A porta do elevador abriu e lá estava Harry sentado no sofá e mexendo no iPhone. Eu parei de frente pra ele.

- Hey! – eu disse.

- Oi, El... Você está linda! – Harry disse olhando pra mim de cima a baixo.

- obrigada. – eu fiquei mais vermelha que bunda de babuíno.

- então, vamos? – Harry se levantou.

- vamos... Mas aonde você vai me levar? – eu apenas o acompanhei.

- hum... Ao cinema, depois podemos jantar no meu apartamento. – ele disse andando com as mãos nas minhas costas.

- tudo bem. – nós saímos do hotel e eu vi um homem nos fotografando. A única palavra que passou na minha mente foi: F*DEU! Aquelas imagens iam rodar toda galáxia, e amanhã já teriam boatos de que eu já tenho filhos com Harry (se você é Directioner, você sabe que é assim. #ALOK). Entrei no carro dele, coloquei os cintos, e ele partiu com o carro. Ele me levou ao cinema e vimos um filme super romântico, eu amei. Eu e ele ficamos falando sobre o filme durante a ida para o apê dele. Chegando lá, estava tudo organizadinho, era incrível de ver isso. Ele foi pra cozinha fazer algo pra nós comermos. Não demorou muito, ele fez algo simples. Ele se sentou no sofá ao meu lado e comemos.

- nossa! Isso está muito bom. – eu falei logo após da primeira colherada.

- obrigado. É a única coisa boa que consegui fazer. – ele sorriu.

- ah, que nada. – eu pensei ‘’okay, now tell me another joke’’.Mano, Harry era cozinheiro de mão cheia, everyone knows that, tipo um Edu Guedes da vida. Acabamos de comer e conversamos, ele me contou coisas engraçadas que já tinham acontecido com ele e com os meninos da banda. Ele também fez uma série de perguntas sobre o Brasil, como é viver lá, o clima, e tudo mais. Ele se aproximou de mim, e eu comecei a ficar nervosa. Ele se aproximou mais ainda, colocou seu braço direito em volta de mim, e com a mão esquerda mexeu no meu cabelo.

- você se importa se eu te beijar agora? – Harry disse olhando para os meus lábios. MANOOOOW, meu coração parecia uma escola de samba! O que fazer nessa hora? Eu não conseguia falar. Eu só conseguia piscar os olhos. Eu engoli a saliva, olhei para os seus lábios e depois olhei para os seus olhos. Ele apenas colocou a mão esquerda na minha nuca e me puxou para um beijo. E sim, ele me beijou. Um selinho, ele queria continuar o beijo, mas eu não me mexia! Harry parou e ficou com o nariz colado no meu.

- tem algo de errado? – Harry sussurrou. Eu demorei uns dez segundos para responder. Eu não conseguia tirar meus olhos da boca dele. Eu queria mesmo continuar aquele beijo.

- na verdade sim. – eu respondi baixinho.

- o que aconteceu então? – Harry sussurrou again.

- eu realmente quero continuar isso, REALMENTE, mas não posso. – eu disse com as minhas mãos no rosto dele. – eu sei que muitas garotas gostariam de estar aqui, e metade delas me matariam agora por eu estar recusando um beijo seu, mas eu sei que pra você isso só será um beijo, mas pra mim significaria muito, então eu não quero arriscar a me ferir, entende?

- eu entendo... – ele disse me vendo levantar do sofá. – mas é só um beijo, talvez dois, ou três, ou mais...

- eu sei! – eu coloquei o cabelo pra trás. – mas não é a hora certa, e eu acho que estou gostando de outra pessoa.

- falando assim parece até que é seu primeiro beijo... – Harry disse ‘’brincando’’.

- e é... – eu fiquei sem graça e mordi o lábio inferior.

- Oh! Desculpa. – Harry ficou surpreso e ficou um pouco sem jeito.

- não, tudo bem. – eu sorri.

- e esse cara que você está apaixonada, quem é?

- você conhece...

- É o Niall? – Harry olhou pra mim de lado.

- sim.

- pelo menos alguém terá sorte nisso tudo. – Ele comentou.

- por quê? Por que você disse isso?

- olha, vou lhe contar a situação, sente-se. – Ele pegou em minha mão pra eu sentar no sofá. – Niall também gostou de você, na verdade, ele ficou encantado! Eu pude ver isso nos olhos dele, mas eu falei de você primeiro pra ele, e ele não quis ‘’estragar’’ tudo pra mim. Ele contou que tinha gostado de você para o Zayn, e ele me contou depois. E eu jurei pra mim mesmo que eu iria sair com você apenas hoje.

- oh my God! E agora? Niall deve estar pensando que nós estamos saindo, e que eu sou tipo ‘’proibida’’ pra ele. – eu disse com um tom desesperador. Eu não pude me conter.

- calma. Deixa isso comigo, eu resolvo. Mas cedo ou mais tarde você receberá algum sinal de vida do Niall.

- acho bom! – eu disse rindo. Dali Harry me levou de volta para o hotel. Percebemos que nós seriamos ótimos amigos. Continuamos conversando sobre coisas normais, rimos muito. Eu estava andando em direção à porta do hotel e Harry me chamou.

- Hey, Elen, se sinta única. Você foi a única menina que conseguiu atingir o coração de dois rapazes da banda. – Harry estava encostado no carro.

- seu bobo! Eu não atingi seu coração, atingi outra coisa mais embaixo, né? Boa noite, Harry – Eu ri, e ele riu muito, tipo aquela mania que ele tem de rir e bater palma. FOFO!

- boa noite, Elen. – ele entrou no carro.

  Subi para o quarto, e Sam ainda não estava lá. Larguei minha jaqueta em qualquer lugar, tirei minhas botas e me joguei na cama. Mas que noite! Harry continuou com o carro parado em frente ao meu hotel, ele ligou para alguém dentro do carro.

- E aí, Niall. – Harry disse.

- Oi, Harry, o que você quer? – Niall perguntou, parecia que ele estava dormindo.

- só queria te falar, não tem aquela menina de ontem à noite?

- quem? Elen? – Niall estava com um tom de voz mais alto.

- sim, então, estou aqui do lado de fora do hotel dela, acabei de deixa-la aqui.

- legal... Passou a noite com ela?

- sim, fomos ao cinema e depois para meu apartamento.

- hum... Rolou algo?

- sim, eu a beijei.

- hum... – Niall tinha um tom de desanimo.

- mas ela não me beijou de volta, ela disse que não gostava de mim.

- sério? E de quem ela gosta? – Niall perguntou exaltado.

- ela disse que gosta de você. – Harry disse. Niall ficou mudo. – eu sei que você também gostou dela, então, por favor, ligue pra ela hoje ou amanhã. Vocês merecem sair.

- mas você não gosta dela, cara? – Niall perguntou.

- eu já saí com ela, e ela disse que gosta de você! Sai com ela, a conheça melhor.

- será que ela já está dormindo? Queria ligar pra ela agora.

- acho que não, a luz do quarto dela está acesa ainda.

- okay, valeu, Harry. – Niall desligou o telefone. Logo depois, recebi uma ligação de Niall, eu não tinha anotado seu telefone, só eu tinha dado o meu pra ele.

- alô? – eu disse com voz de sono, eu tinha cochilado na cama.

- oi, te acordei? Desculpa! – Niall ficou meio sem jeito em ter me acordado.

- não, tudo bem, mas quem está falando? Niall? – eu perguntei, eu ainda estava deitada.

- sim, sou eu. Harry acabou de me ligar, ele me contou tudo.

- oh crap... – eu me sentei. – estou com vergonha agora.

- não fique com vergonha, eu que devo estar assim. Ainda bem que pelo celular não dá pra ver o rosto um do outro. – Niall riu.

- é verdade! Se eu tivesse de frente pra você, acho que não ia falar agora.

- nem eu. Não parece, mas eu sou bem tímido em questões de relacionamento.

- imagino como deve ser. Eu, na verdade não sei como eu seria, porque eu nunca tive um encontro de verdade. – eu disse.

- acho que você terá seu primeiro encontro de verdade comigo né? – Niall disse.

- não sei, se você me convidar. – eu estava soltando arco íris pela boca de tão animada que eu estava.

- então, a gente podia ficar aqui no meu apartamento amanhã. Podemos assistir alguns filmes, o que você acha? – Niall sugeriu com um pouco de medo de eu não gostar da ideia. Niall é muito caseiro. Obvio, ele ama sair e beber com os amigos, mas em caso de ‘’encontros’’, já li em alguns lugares que ele é bem caseiro.

- ótimo! Nesse frio é bom assistir filmes mesmo.

- tudo bem, amanhã no final da tarde eu vou aí, okay?

- tudo bem. – eu disse com voz baixa.

- boa noite, sweetie. – Niall disse com a voz mais meiga e doce do mundo.

- boa noite, Nialler. – eu desliguei o telefone. E sim, eu dei um pulo da cama, foi automático. Fui para o banheiro tomar um banho antes de dormir, e pelo visto a Sam deve ter se dado muito bem.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...