Irresistible

”Until I met you, I could not imagine going through life with one person. Now I can not imagine going a day without you.”

”Até conhecer você, não me imaginava passando a vida com uma única pessoa. Agora não consigo imaginar passando um dia sem você.”

17Likes
9Comentários
6828Views
AA

13. Capítulo 13

No dia seguinte, era seis da manha. Eu estava na cama inquieta e Niall estava dormindo igual uma pedra. Não consegui dormir. Eu me levantei, vestindo apenas um short branco e camiseta rosa, saí e bati na porta de Harry. Eu estava batendo, mas ninguém respondia, então decide entrar de qualquer jeito.

- Harry... – Eu disse fechando a porta. – Oh my... Levante-se. – Eu estava sussurrando. Eu me sentei na cama do lado dele. – Harry... – Eu o toquei no braço.

- Yea... – Ele acordou assustado, abrindo os olhos com dificuldade.  – O que foi? Você está bem? – Ele disse esfregando os olhos e sentando-se na cama. Ele estava sem camisa.

- Me desculpa, está tudo bem, eu só... É... – Eu não sabia o que dizer, só queria saber se Zayn estava bem.

- Fale... – Ele estava com uma voz rouca.

- Você podia ir no quarto do Zayn e ver como ele está? – Eu disse ‘’docemente’’.

- Por que? Ele está... Samanta está lá. – Ele se deitou de novo na cama.

- Não, ela não está. Por isso eu quero que você veja como ele está.

- O que? O que aconteceu? – Ele se sentou de novo.

- Não faça perguntas, só vai lá, por favor. – Eu pus minha mão no braço dele.

- Okay, eu vou. – Ele se levantou. Ele pegou uma camisa branca, a qual era de botões na frente, e a deixou aberta. Ele estava vestindo só boxers preta e essa camisa. Saímos do quarto dele.

- Zayn... – Harry estava batendo na porta de Zayn. – Zayn, você está aí?

- Sim... Me deixe sozinho, cara. – Zayn estava com uma voz diferente.

- O que aconteceu, me deixe entrar. – Zayn não disse nada, então Harry entrou.  Zayn estava sentado na cama, passando a mão no rosto, e segurando a carta da Sam. Eu fiquei parada na porta. Não conseguia me mover. – O que aconteceu, Zayn?

- Ela foi embora! Eu nem sei porque, mas ela foi embora, cara. – Ele disse balançando a carta em sua mão. Harry se sentou do lado dele.

- Ela não disse o por quê? – Harry perguntou.

- Não... Eu estava agindo mal com ela? Porque... Eu não sei porque isso aconteceu. – Zayn deixou uma lagrima cair.

- Não... Tem que ter uma razão. – Harry estava chocado. – Sinto muito, Zayn. – Ele pôs sua mão esquerda nas costas de Zayn. Eu estava em pânico e chorando um pouco. Era a cena mais triste, eu estava vendo tudo e não podia contar nada.

- Por favor, me deixe sozinho. – Zayn disse para o Harry.

- Ok... Se precisar de alguma coisa, fale comigo. – Harry se levantou.

- Valeu. – Harry saiu do quarto. Eu estava parada num canto, chorando como se fosse eu sofrendo. Harry estava parado de frente pra mim, e fixando seu olhar em mim, com suas mãos na boca.

- Como você sabia disso? – Ele perguntou.

- Eu só sabia... – Eu disse olhando pra baixo.

- Claro... Samanta te contou, né? – Eu não disse nada. – NÉ? – Ele ficou um pouco alterado.

- Eu não tinha escolha, ok? Ela me disse para não falar a ninguém! Eu estou me sentindo horrível, mas eu tinha que guardar segredo! Eu tenho! Eu não estou feliz em ver Zayn assim, mas não posso falar a verdade! – Eu pus a mão na cabeça. – Me desculpa... – Eu olhei para o Harry chorando. Ele estava só olhando pra mim, ele se acalmou enquanto eu ficava nervosa.

- Vem cá... – Ele abriu os braços e me puxou para me abraçar. – Tudo bem... Me desculpa você... Todo mundo tem segredos para guardar. – Ele disse no meu ouvido.

- Mas isso é muita coisa... Não gosto de ver ninguém sofrendo.

- Eu sei... Ninguém gosta, mas tudo vai ficar bem. – Ele me abraçou forte.

- Se eu te contasse, você falaria algo para o Zayn? – Eu o larguei e olhei fundo em seus olhos.

- Se você me dissesse para não contar, eu não contaria. – Ele pôs a mão direita na minha bochecha.

- Promete? Promete que você não vai contar a ninguém! – Eu estava olhando pra ele.

- Eu prometo! – Ele olhou fixamente pra mim.

- Sam foi embora, porque... Porque ela está... – Eu parei por um minuto. – Ela está grávida. – Harry ficou surpreso.

- O que... Mas... Por que ela foi embora? – Harry estava chocado.

- Eu não sei! Ela disse que isso destruiria a carreira do Zayn.

- Oh my God... – Ele colocou as mãos no rosto. – Agora eu sei porque você surtou com o segredo.

- Mas por favor, você não pode contar pra ninguém!

- Eu não vou, pode confiar em mim.

- Obrigada... – Eu pus minhas mãos no peito dele, e nos abraçamos.

- Elen? – Niall abriu a porta e nos viu abraçados. – O que está acontecendo aqui? – Ele estava sem camisa.

- Nada... Nós estávamos apenas... Conversando. – Eu disse soltando Harry.

- Conversar agora é abraçar? – Niall cruzou os braços.

- Está tudo bem, Niall. Não tem nada acontecendo aqui. – Harry disse.

- É cedo, por que vocês estão aqui? Os dois... – Niall chegou mais perto de nós.

- Eu queria falar com alguém... E não queria te acordar.

- Bem, mas você teve que acordar o Harry, né? – Niall disse.

- Eu... Eu já estava acordado. – Harry comentou. Niall olhou pra mim e para o Harry.

- Vamos voltar pra cama, vem. – Eu disse pondo minhas mãos no braço do Niall. – Nos falamos mais tarde, Harry. – Eu disse olhando pra ele. Harry foi para o quarto dele, e Niall e eu fomos para o nosso.

  Algumas horas mais tarde, eu vi Niall sentado na cadeira e comendo o café-da-manha. Eu me levantei e o beijei, ele estava sério, eu acho que ele estava zangado com alguma coisa.

- O que foi? Por que você está tão serio? – Eu perguntei me sentando na cadeira.

- Nada... – Ele continuou comendo.

- Eu te conheço muito bem, amor. – Eu peguei a manteiga para passar na torrada.

- Ok... – Ele largou o copo de suco na mesa. – Você sabe onde Sam está, né?

- Não... Ela... Ela não me disse nada. – Eu fiquei um pouco nervosa.

- Elen, eu te conheço muito bem também. – Ele me deu um sorriso sarcástico.  – Me fala! Onde ela está, e por que ela foi embora?

- Eu não posso te falar, ok? Ela me fez prometer isso. – Eu olhei fixamente pra ele. – Eu queria poder contar pra todo mundo, mas eu não posso! – Eu me levantei da mesa.

- Elen, Zayn está magoado, ele está sofrendo, você precisa falar com ele, ou você pode me contar e eu falo com ele.

- Não, Niall. Você não me entendeu? Eu não posso dizer nada pra ninguém! – Eu aumentei um pouco minha voz. Eu estava de pé, e ele na minha frente de pé também.

- Mas ele é meu amigo! Você tem que parar isso! – Niall estava gritando comigo.

- Eu disse que não! – Eu gritei mais alto e virei às costas pra ele, dei uns dois passos e me virei pra ele novamente. – Se você quer saber, encontre a Sam e pergunte a ela, porque eu não vou te dizer nada. – Eu tentei abrir a porta para sair do quarto, mas Niall me puxou pelo braço sem me machucar.

- Elen, eu estou falando sério... – Ele estava emplorando.

- Eu sei... – Eu pus minha mão no rosto dele. – Eu não posso, me desculpe. – Eu segurei as mãos dele enquanto ele olhava pra baixo. – Se Zayn te pedisse para guardar um segredo, o que você faria?

- Eu guardaria. – Niall respondeu olhando pra mim.

- É exatamente o que estou fazendo... Sam é minha melhor amiga, mesmo eu odiando isso tudo, eu preciso manter segredo.

- Eu não ligo! – Ele deu as costas pra mim. Ele estava muito zangado comigo, eu queria que ele me entendesse do mesmo jeito que Harry me entendeu.

  Mais tarde, a noite, eu tinha um show para ir, show do Bon Jovi especificamente. Eu sei que o clima estava meio tenso, mas eu não iria perder essa oportunidade de conhecer o Jon. Eu estava vestindo legging preta, uma bata lisa cinza, sapato vermelho que Sam tinha me dado, e maquiagem pesada, pelo menos nos olhos. Fui até Niall para falar com ele:

- Hey... É... Vamos para o show. – Eu disse pra ele. Ele estava deitado na cama fingindo que estava lendo um livro, e eu de pé do lado da cama. Ele odeia ler livros.

- Eu não quero ir. – Ele nem sequer olhou pra mim.

- Você o que? – Eu arregalei meus olhos. – Eu não posso ir sozinha.

- Encontre alguém pra ir contigo. – Ele me desprezou completamente. Eu fiquei de boca aberta.

- O que... Quer saber? Já chega, viu. – Eu me virei e peguei minha bolsa. – Vou mesmo encontrar alguém. – Eu estava muito nervosa com ele. Eu saí do quarto, fiquei parada encostada na parede do corredor, e decidi chamar Harry pra ir comigo. Fui até o quarto dele. Nós estávamos tão íntimos que ele tinha falado pra mim quando eu quisesse entrar no quarto dele, não precisaria bater na porta, então, assim eu fiz. Eu entrei, e ele estava no banheiro.

- Harry? – Eu o chamei me aproximando da porta do banheiro. Ele não estava me escutando, eu estava com medo de encontra-lo lá dentro com alguém, então eu fechei os olhos e entrei. – Harry, desculpe. Eu preciso falar com você... – Eu estava entrando no banheiro com as mãos nos olhos.

- Oh my God, El... – Harry se assustou.

- Oh my, você não está sozinho, né? Fuck... Me desculpe. – Eu tentei sair do banheiro, mas dei de cara na parede, porque ainda estava de olhos fechados. Harry foi logo atrás de mim.

- Hey... Não... Eu estou sozinho. – Ele disse ficando na minha frente e colocando a mão na minha testa. – Doeu? Pode abrir os olhos. – Ele riu.

- Ok... Você não está pelado não, né? – Eu disse abrindo os olhos devagar.

- Não... – Ele segurou minhas mãos, ainda rindo.

- Oh... É... Ok... Oi! – Ele estava vestindo apenas boxer preta.

- Oi... – Ele disse sorrindo. – Então... O que você quer falar comigo?

- Ah é, bem... Você está ocupado agora?

- Não. Bem, eu ia tomar banho quando você chegou.

- Você quer ir ao show do Bon Jovi comigo?

- O que? Eu adoraria, mas e o Niall? – Ele disse cruzando os braços.

- Ele é um idiota. Ele não quer falar comigo, porque eu não contei pra ele sobre o assunto da Sam e do Zayn. – Eu me sentei na cama.

- Sério? – Ele se sentou ao meu lado.

- É... E eu não quero ir ao show sozinha. É meu presente de aniversario, poxa. – Eu olhei pra ele. – Então... Por favor, vamos! – Eu pus minhas mãos no ombro dele.

- Não precisa me pedir duas vezes, baby. – Ele disse com a voz perfeita.

- Obrigada! Eu vou te esperar lá fora... – Eu me levantei.

- Não... Pode ficar aqui. Eu vou tomar banho rapidinho, me vestir, e nós vamos. – Ele disse se levantando e indo em direção ao banheiro.

- Ok. – Eu o esperei sentada na cama.

  Ele estava tão lindo naquela noite. Ele estava pronto para irmos. Saímos do hotel, e tinha muitas fãs do lado de fora tirando fotos e gritando. Entramos no carro e fomos direto ao local do show.

  Chegando lá, pegamos os melhores lugares. Ninguém estava reconhecendo Harry, e isso foi muito bom.

- Me desculpe por Niall não estar aqui com você. – Harry disse.

- Tudo bem. Eu estou aqui com você, e isso que importa. – Eu disse olhando para o palco. Nós estávamos esperando o show começar.

- Elen... – Ele respirou fundo. – Se você pudesse voltar no tempo, você continuaria com aquele beijo? – Ele me perguntou meio nervoso.

- Que beijo? – Eu fiquei confusa.

- No nosso primeiro encontro, primeiro e único beijo. – Ele disse.

- Ah... Por que você está me perguntando isso? – Eu disse olhando pra ele.

- Só curiosidade... Você não precisa responder se não quiser. – Ele disse olhando para o palco.

- Bem... Sim... – Eu fiquei com vergonha. Ele só sorriu, estávamos um pouco envergonhados.

  O show tinha começado. Foi incrível! Jon estava perfeito e gostoso! Eu quase me joguei no palco para cantar junto com ele. Depois de algumas musicas, a banda fez uma pausa.

- Eu preciso ir ao banheiro. – Eu disse para Harry.

- Tudo bem, cuidado pra não se perder. – Ele disse. Ele sabia perfeitamente o quão distraída eu era. Levou uns minutos para encontrar o banheiro, e levei mais uns minutos lá dentro. O banheiro era unissex. Ouvi alguém batendo na porta, eu tinha trancado a porta sem querer.

- Me desculpe, eu tranquei a... Harry? Eu estava... – Eu disse abrindo a porta.

- Eu sei, eu preciso fazer xixi! – Ele correu pra dentro do banheiro. Eu fechei a porta. Só tinha ele e eu dentro do banheiro. Eu estava me olhando no espelho e ele estava lavando as mãos.

- Estranho não ter ninguém no banheiro. – Eu comentei.

- Bem... Todo mundo quer assistir o show, né. Nós deveríamos estar fazendo isso. – Ele disse sorrindo. Era uma apresentação pequena da banda, não era uma coisa grandiosa.

- Verdade. – Eu sorri. – Então vamos.

- Espere... Seu batom está borrado. – Ele disse.

- É? Aonde?

- Aqui... – Ele limpou. – Está bom agora... Sua... Sua boca é tão... Sabe... Eu quero te beijar. – Ele estava chegando perto de mim, e eu estava tentando chegar pra trás, mas só tinha a parede atrás de mim.

- Olha... Não podemos fazer isso. – Eu disse com respirando pesada e pondo minhas mãos no peito dele.

- Eu sei... Mas é difícil. Eu só preciso te beijar... – Ele colocou a mão direita na minha cintura, e a esquerda na minha nuca. Eu virei minha cabeça, e ele beijou meu pescoço. Eu pensei que ele iria parar, mas ele não parou! Ele continuou beijando meu pescoço, e estava tão bom. Ele me pôs contra a parede, com as mãos na minha barriga e na cintura. Eu estava perdida! Eu pus minhas mãos na cabeça dele, eu não tinha o beijado ainda. De repente, eu o empurrei.

- Harry! Não! – Nós estávamos suando e com respiração ofegante.

- Me desculpe... – Ele pôs as mãos na pia e ficou com a cabeça baixa.

- Ok... Já passou. Esquece que isso aconteceu, tá? – Eu consertei minha roupa de frente ao espelho. – Agora, vamos.

  Nós saímos do banheiro, e tinha umas sete pessoas do lado de fora esperando. Harry tinha trancado a porta de propósito. Continuamos curtindo o show, e estava no final. Fomos para o camarim da banda. Eu estava tão nervosa! Eles já estavam lá nos esperando.

- Oi, você deve ser a Elen, certo? – Jon disse sorrindo pra mim.

- Sim... – Eu fiquei com a pior cara de paisagem. – É um prazer te conhecer. Eu sou muito sua fã.  – Eu apertei a mão dele.

- Oh, come on, me dê um abraço! Mulheres bonitas merecem abraços. – Jon me abraçou. Eu mal podia respirar! Ele era demais. – E você, é o namorado dela? – Ele disse ao Harry.

- Não... Eu sou amigo dela. – Harry disse envergonhado. – O namorado dela não pôde vir.

- É... – Eu não conseguia lembrar nem mesmo meu nome.

- Vamos tirar uma foto! – Jon disse juntando Harry e eu à foto.

- Ok, vamos lá. – Eu disse abraçando Jon, eu estava no lado direito dele, e Harry no esquerdo. Nós conversamos muito. Nunca pensei que eu ficaria uma hora conversando com Jon Bon Jovi. Ele é tão legal.

- Oh my God... Ele é tão legal, e você viu a cara dele? Cara, e tem idade pra ser meu avô, mas eu encararia fácil! – Eu disse rindo e chegando ao nosso andar no hotel.

- Você amou a noite de hoje, né? – Harry perguntou olhando pra mim com as mãos no bolso.

- Cada segundo dela! Foi maravilhosa. – Eu sorri. – Obrigada por ir comigo.

- Sem problemas... Me desculpe por... Aquela coisa. – Ele ficou com vergonha.

- Ok... Mas não conte a ninguém. Não fizemos nada ao extremo, não nos beijamos... Não na boca, e eu nem sequer te beijei. – Ele sorriu e eu também.

- Sim, senhora. – Ele disse. Nós ficamos olhando um para o outro, e sorrindo. Os olhos verdes dele eram mágicos!

- Bem... Eu preciso ir... Durma bem. – Eu o beijei na bochecha.

- Tchau. – Ele disse olhando pra mim enquanto eu entrava no quarto.

  Eu entrei no quarto e não vi Niall, então eu fui para o banheiro para tomar banho. Eu estava tirando minhas roupas, quando eu ouvi um barulho.

- Niall? É você? – Eu gritei do banheiro.

- Sim, sou eu... – Ele disse entrando no banheiro. Eu estava vestindo só sutiã e calcinha. – Olha, amor, eu... Eu preciso conversar sobre o que aconteceu mais cedo...

- Eu não quero falar sobre isso, ok? Eu só quero... – Ele me interrompeu.

- Shhh... Eu só quero dizer que eu sinto muito. – Ele foi chegando perto de mim e pondo as mãos na minha cintura. – Eu sei que eu agi como idiota. Me desculpe. – Ele olhou fundo nos meus olhos.

- Sim, você agiu. – Eu disse olhando de volta pra ele.

- Então... Estamos bem? – Ele tinha um olhar de medo.

- Sim. – Eu agi friamente.

- Então... Podemos tomar banho? – Ele disse começando a beijar meu pescoço.

- Não... – Eu me afastei dele. – EU posso tomar banho. Se você não se incomodar, por favor... – Eu estava o convidando pra sair do banheiro.

- Mas... Você disse que estávamos bem. – Ele estava com olhinhos de ‘cão arrependido’.

- Nós estamos. Agora, por favor... – Eu apontei pra porta. Ele saiu e eu fechei. Foi engraçado de vê-lo assim, mas eu precisava fazer isso só pra mostrar o que acontece quando ele faz merda. Eu tomei um banho longo, e quando terminei, eu vesti minha lingerie mais nova a qual era de renda branca. Eu deitei na cama, Niall já estava lá. Eu não disse uma palavra a mais, só deitei e disse ‘boa noite’.

- Sem beijo e nem abraço? – Ele disse pra mim.

- Ah é, eu esqueci. – Eu o beijei na bochecha. – Boa noite, querido.

- Na bochecha? Ah, por favor, Elen. – Ele disse beijando meu ombro.

- O que... Vamos dormir, por favor. – Eu estava reclamando.

- Ah não... Não, não, não. – Ele disse ficando em cima de mim.

- O que você está fazendo? – Eu olhei pra ele. – Sai de cima de mim... Eu vou gritar, hein.

- Você disse que era minha, se lembra? – Ele foi se aproximando do meu rosto.

- Mas não... Não agora. – A situação estava ficando ‘’tensa’’.

- Sim... Agora! – Ele disse prendendo minhas mãos com as dele e beijando meu colo.

- Não... Par... Para... – Eu estava tentando resistir. Eu estava tentando tanto, e ele estava sendo um pouco ‘rude’. Eu amei.

- Você quer que eu pare? – Ele perguntou muito perto da minha boca.

- Sim... Eu acho... – Eu respondi com respiração pesada.

- Eu não sou do tipo que faz o que você quer que eu faça, então... – Ele continuou me beijando com a mão direita prendendo as minhas mãos acima da minha cabeça, e com a esquerda na minha coxa. Eu podia ‘o’ sentir. Ele estava mordendo meu pescoço e depois os meus lábios. Doeu um pouco a mordida no pescoço, mas eu estava totalmente ok com isso. Ele tentou abrir meu sutiã, mas eu o impedi, ele ficou ‘nervosinho’ e prendeu minhas mãos de novo.

- Você vai virar... – Ele disse se levantando um pouco, e se apoiando com os braços.

- O que você... – Eu tentei dizer.

- Vira! – Ele mandou. Eu virei. Ele estava tão mandão, e gostoso. Eu realmente pensei que ele iria fazer coisas ruins comigo quando ele me mandou virar. Então, ele apenas abriu o meu sutiã, e beijou minhas costas, e pude ‘o’ sentir de novo, ele todo. Ele estava apertando minha bunda com as mãos, era tão bom. Eu era toda dele. A noite foi ótima, o melhor sexo que eu já tive com ele.

  Eu acordei no dia seguinte, e Niall estava dormindo ainda, eu tomei um banho rapidinho, vesti uma roupa simples e fui para o restaurante do hotel pra tomar café. Eu encontrei Louis e Liam lá.

- Bom dia, meninos. – Eu disse me sentando a mesa onde eles estavam.

- Bom dia, El... – Eles tinham um sorriso safado no rosto.

- Você teve uma boa noite? – Louis perguntou olhando pra mim.

- Sim, tive... – Eu respondi com uma cara estranha.

- Dá pra ver, né... Quer dizer, eu pude ouvir... – Liam disse rindo no final da frase.

- O que... Por que você... Oh my God! Não! – Eu fiquei desesperada e totalmente envergonhada. – Vocês não ouviram... Geez... – Eu pus minhas mãos no rosto. – Foi muito alto?

- Se foi, lady. – Louis estava rindo. – Eu ouvi o barulho da cama.

- Pelo amor... Não brinca! – Eu estava quase explodindo de tanta vergonha.

- Estou brincando. – Louis riu. – Mas nós ouvimos os gritos e todos os ‘’uhhh, ahhh’’...

- Ok ok! Eu entendi! – Eu o fiz parar de falar. – Você sabe se alguém mais ouviu?

- Eu não sei... Eu vi Harry uns minutos atrás e ele não disse nada. – Liam disse comendo.

- Ai caramba... – Eu bati de leve a testa na mesa.

- Bom dia, pals. – Niall disse aos meninos.

- Fala aí, big guy. – Louis disse ‘’high-fiving’’ com Niall.

- Eu preciso sair daqui! – Eu disse me levantando. Niall estava se sentindo como um herói, tipo ‘’I’m a big man, I know that’’. Eu fui para o nosso andar, e Harry estava pronto para ir a algum lugar.

- Harry, você está ocupado agora? – Eu disse entrando em seu quarto.

- Não exatamente. – Ele estava estranho.

- Então... Como você está? – Eu me sentei na cama.

- Estou bem, e você? – Ele estava se olhando no espelho.

- Bem. Você... É... Você ouviu alguma coisa noite passada? – Eu perguntei com medo.

- Quem não ouviu... – Ele se sentou no meu lado na cama.

- Cara...

- Tudo bem, Elen... – Ele me deu um sorriso forçado.

- Não... Eu estou morrendo de vergonha disso...

- Olha, Elen... Eu preciso te dizer uma coisa. – Ele pôs a mão na minha perna direita. Eu estava apenas prestando atenção. – Eu gosto de você. Eu gosto tanto de você que eu estou com inveja do Niall.

- Oh... – Eu fiquei nervosa e chocada. – Mas...

- Eu sei, você ama o Niall, e eu não tenho nenhuma chance com você, mas eu tinha que te falar isso. – Ele estava olhando fixamente pra mim.

- Harry... Eu estaria mentindo se eu dissesse que eu não sinto nada por você. Eu sinto, eu amo você, e amo o Niall... Mas é diferente. – Eu tentei explicar.

- Yeah... Você me ama como amigo. – Ele disse.

- Esse é o problema... Eu não te amo como amigo, nem como namorado também, mas é diferente! Eu não faço ideia como explicar isso. – Eu me virei um pouco mais pra ficar de frente pra ele. – Só não fale nada para o Niall, ok? Ou qualquer pessoa.

- Ok, eu não vou dizer... – Harry sorriu. – Posso te dar um beijo? Como naquele encontro... – Ele colocou a mão na minha bochecha.

- Harry... Não... Isso não. – Eu sorri, dei um beijo na bochecha dele, me levantei da cama e saí de seu quarto. Se eu ficaria lá dentro, eu cometeria um erro, então eu preferi ‘correr’. Os dias foram passando, e eu estava tentando manter as coisas normais entre Harry e eu. Me senti mal, porque pensei que eu estava traindo o Niall. Eu não podia contar nada pra ninguém, nem mesmo pra Sam, até porque ela estava quilômetros de distancia de mim. 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...