Irresistible

”Until I met you, I could not imagine going through life with one person. Now I can not imagine going a day without you.”

”Até conhecer você, não me imaginava passando a vida com uma única pessoa. Agora não consigo imaginar passando um dia sem você.”

17Likes
9Comentários
6850Views
AA

1. Capítulo 1

[2012, 18 anos] Final de ano! Tudo que eu mais queria! Tinha acabado o colegial, não precisava mais (pelo menos por um tempo) estudar para as provas, e tudo mais. Me sentia livre, leve e solta, eu ia para onde o vento me levasse...

  Não sei vocês, mas eu não gosto dessas festas de fim de ano. Demoram tanto pra passar e eu sempre fico ansiosa pelo ano seguinte, ainda mais em 2013 que eu fui pra Inglaterra fazer intercambio. Parecia que cada segundo que passava era uma eternidade. Eu ainda não tinha contado a ninguém sobre a viagem, só meus pais e minha BFF (Samanta, que foi comigo) que sabiam. Nenhum amigo meu, ninguém mesmo sabia.  Para os meus pais, eu fui apenas para um intercambio, mas pra mim poderia ser a mudança de vida que eu tanto queria. Tinha e tenho uma vida normal de jovem, na verdade, não tão normal pra esses ‘’aborrescentes’’ de hoje em dia. No colégio eu me sentia A estranha. Eu sou do tipo ‘’antissocial’’. Enquanto todos riam, zoavam e gritavam, eu ficava na minha, lendo algum livro ou na internet pelo celular. As pessoas da sala me conheciam por ‘’a viciada’’, porque eu não consigo largar meu celular um minuto. Mas graças a Deus não passo mais por isso!

  Mais um dia, era 24 de Dezembro e eu estava lá em casa ajudando minha mãe na decoração da casa para o Natal. De boa, com todo o dinheiro que minha mãe gasta em decoração, ela podia me dar pra eu viajar pra Irlanda também, porque olha... Nem parece Natal, e sim Carnaval. (FAIL).

  Dia 25! Eba, comida! E família... Tudo tem seu lado ruim. Quem lê, pensa que eu odeio estar com minha família toda reunida, mas não, eu os amo, até demais, mas bem longe de mim. Eles são tão especiais quando estão longe... Meu primo mais novo parecia e ainda parece um clone do Mc Créu, feio que dói a alma. Ter parente feio e pobre dá nisso! Mas é meu primo né, fazer o que.

  Todos estavam comendo, e eu já tinha comido, todos estavam enchendo a cara, e eu não podia beber, todos estavam rindo e trocando piadinhas fail. E eu sentada no sofá com o celular na mão, checando os tweets dos meninos. Niall Horan tinha acabado de postar uma foto LINDA e eu, Elen LeFèvre, morta largada no sofá . E assim foi o meu Natal, emocionante, né?

  Dia 31 de Dezembro, coisa linda! Graças ao bom e majestoso Deus só tinha eu e meus pais. A primeira voz que eu ouvi de 2013 foi à voz de Harry Styles em I Want nos meus fones de ouvido. Não sei se ficava surda pelo volume da musica ou pelos fogos que soltavam. Eu acho fogos de artifício lindos, mas não curto o barulho.

  E chegou Janeiro minha gente! Dia 15 parti com Samanta Velásquez para Londres (mania chata a minha de falar o sobrenome dos outros) e disse adeus a esse país cruel. Eu amo Brasil, e sinceramente tenho muito orgulho de ser brasileira, mas nada melhor que Inglaterra, né? I guess. Samanta estava quase morrendo de ansiedade, porque lá, iriamos ao show dos meninos, One Direction, ela era LOUCA pelo Zayn! A menina até já tinha recusado ficar com uns rapazes lindos por causa de Zayn, ela diz que não consegue ficar com ninguém pensando nele. Acho fofo. No meu caso, tive que rejeitar todos, até mesmo antes de ‘’conhecer’’ os meninos. Não tinha vergonha de falar que eu nunca beijei ninguém. Eu nem ficava imaginando como seria meu primeiro beijo, eu não ligava muito pra essas coisas, por isso às vezes eu me sentia como se fosse de outro mundo. Eu sempre fui diferente das minhas ‘’coleguinhas’’. Eu sempre fui apaixonada por futebol, amava jogar com meu pai no vídeo game, mas aí ele começou a ficar muito ocupado e fiquei totalmente forever alone.

  Hell yeah! Chegou dia 15 de Janeiro! Please, só precisava de alguém pra me beliscar! Me chamem de louca, mas eu só levei uma mala e uma bolsa. Eu iria comprar roupas de frio em Londres. Samanta estava surtando comigo. Ela é mais velha que eu três anos, e parecia ao contrário. A mãe de Samanta e o irmão dela nos levaram até o aeroporto, tive que ir ao trabalho dos meus pais pra me despedir deles, eles são meio que ‘’muito ocupados’’. A mãe de Samanta é um amor. Eu a considero minha mãe também, já o irmão dela... A única coisa difícil era viajar sem ele. Eu meio que gostava dele, ele não era nenhum Louis Tomlinson, mas eu realmente sentia falta dele quando ele não estava por perto. Me despedi, dei um abraço tão apertado nele. E ele ainda me disse: ‘’espero que você não volte da Inglaterra comprometida. ’’ Certamente isso não iria acontecer, seria mais fácil eu esbarrar com Niall em algum restaurante do que isso acontecer. Eu e Samanta fomos pra São Paulo primeiro, e depois fomos diretinho pra Londres. Samanta praticamente morreu de medo, e eu não conseguia dormir nem um pouco! Eu estava muito ansiosa. Eu ia toda hora ao banheiro do avião, e toda vez que eu me levantava, Samanta dizia:

- Elen, eu te amo! – no caso do avião cair e eu não estar ao lado dela. (risos). Sim, somos dramáticas e muito próximas. Eu digo que somos exatamente iguais a ‘’Larry Stylinson’’. E muitas vezes, falavam que nós éramos lésbicas. Dá uma vontade de chegar e falar ‘’bitch, please... ‘’ TÁ! Deixa-me parar de falar disso.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...