As Long As You Love Me

Rafaela é uma menina bem divertida que acaba de passar por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Isso leva ela a morar com os avós em Holmes Chapel. Ela estava convencida de que sua vida lá seria uma droga até que ela conhece umas certas pessoas que viram tudo de cabeça pra baixo. Será que eles vão conseguir fazer ela mudar de ideia? Será que ela consiguira sobrevir a todas essas emoções vindo de uma vez só? (Ta a sinopse não ta tão boa porque eu não sei escrever sinopse, mas a história não ta tão ruim kkkk)

0Likes
0Comentários
2578Views
AA

31. Mistakes

Uma semana depois......


P.O.V Harry

Uma semana se passou e eu ainda não contei sobre a turnê pra Rafa, todos já sabiam, Lia, Valen, Luana e até o Digo mas eu ainda não tive coragem de contar pra ela, tenho certeza que ela ficaria arrasada. Mas o pior é que vamos embora amanhã de manhã e eu preciso decidir o que vou fazer.

_Cara, eu preciso falar com você, falei olhando pro Louis.

_Pode fala Hazz, ele respondeu se sentando.

_Bom, eu meio que, ainda não contei pra Rafa sobre a viagem.

_O que? Como assim? Ele perguntou surpreso.

_Eu não sei como falar isso pra ela, já pedi pra ninguém comentar com ela por que se for pra contar, quem vai contar sou eu.

_Como assim se for pra contar? Você tem que contar Harold. Eu contei pra Eleanor no dia que eu soube.

_Eu sei Boo Bear, mas eu não consigo ver ela chorar mais uma vez ainda mais por causa de mim, de novo.

_Se você não contar e só desaparecer ela vai chorar muito mais, eu te garanto.

_Tabem, eu vou pensar mas já são 10 da noite acho que vou dormir.

_Harry, a gente vai embora amanhã, conta logo cara.

_Eu vou, eu juro só preciso esfriar a cabeça e pensar.

Foi muito bom falar com o Lou ele sempre me ajuda. Resolvi realmente ir dormir, mas queria aproveitar cada segundo com a Rafa. Desci as escadas e ela estava lá, linda, sentada vendo filmes com o Liam, Niall, Lully e Val. Fiquei só olhando-a até que resolvi chama-lá.

_Amor, vem dormir comigo? Perguntei chegando mais perto.

_Hmm, domir sei! O Niall falou rindo e tirando sarro.

_Sim, Niall dormir, vamos meu amor? To com saudades falei estendendo minha mão.

_Claro amor, ela falou sorrindo meio desconfiada e pegando minha mão.

Puxei-a em direção ao nosso quarto, logo que chegamos a deitei na cama e me deitei ao seu lado.

_Tudo bem com você meu amor? Ta parecendo tão preocupado, ela falou tocando meu nariz.

_Sim ta tudo ótimo, falei sem coragem de falar a verdade, e você pequena como você ta? Continuei.

_Eu to muito bem, melhor agora ela falou se encostando no meu peito.

Como é que eu posso ta mentindo pra ela? Como que eu vou contar tudo e estragar esse sorriso lindo do seu rosto?

_Rafa.

_Que foi? Ela perguntou se virando.

_Você promete que não importa o que aconteça você nunca vai se esquecer de mim? E vai lembrar que eu te amo mais u tudo?

_Prometo Harry, mas ta acontecendo alguma coisa?

_Não, eu só queria ter certeza.

_Tabem.

Eu fiquei só olhando para os seus olhos por um tempo, depositei um selinho demorado em seus lábios e com isso nós caímos no sono, colados, e ela continuava sem saber de nada.

 

˙˙˙˙

_Bom dia princesa, falei beijando sua testa logo que acordei, é agora ou nunca, eu tenho que contar pra ela.

_Bom dia, ela falou com a voz manhosa, mas sorrindo.

_Fiz seu café, meu amor, com bastante canela com você gosta falei dando o café pra ela.

_Brigada, meu amor.

Esperei ela tomar o café e comecei.

_Rafa, eu preciso falar com você.

_Pode falar, ela falou largando a sua caneca vazia na cabiçeira.

_Eu e os meninos, bom, nós vamos, sair em uma turnê de 1 ano, falei entre pausas.

_1 ano??? Ela perguntou boquiaberta. Quando? Ele continuou.

_Sim, 1 ano, eu sei que é muito tempo mas,

_Quando? Ela me interrompeu repetindo sua pergunta. Era está resposta que eu estava com medo de dar.

Respirei fundo e respondi:

_Hoje.

_Hoje?!?! Ela falou quase gritando.

_Eu sei eu devia ter te avisado antes mas não tive coragem.

_Como você pode? Você vai sair em uma viagem de 1 ano, e só me avisa agora, horas antes de você partir? Eu já devia saber, você não liga pra mim, ou pra nossa relação, você não liga pra ninguém, tenho certeza que alguém deve ter te obrigado a me contar se não você teria ido embora sem nem deixar um bilhete, ela falou já chorando.

Eu estava péssimo, nada disso que ela falou era verdade mas foi a impressão que eu passei. Eu me odeio!

_Era, isso que eu estava com medo, não queria te ver assim, de novo, por cause de mim. Não queria ser o culpado por te fazer sofrer.

_Não me parece que você está fazendo uma bom trabalho por que a tempo que só o que você me causa é sofrimento, ela falou chorando ainda mais.

Eu sei do que ela está falando, da primeiro entrevista, eu sei que ela me perdoou mas ela ainda não esqueceu minhas palavras e não ia esquecer tão rápido.

_Talvez, você não estivesse tão triste se eu não tivesse te contado, eu deveria só ter ido.

_Meu deus, você realmente não me conhece, nunca me conheceu, você não sabe nada sobre mim, você não me conheci! Ela falou elevando a voz, e levando as mãos ao rosto como se tivesse descoberto algo óbvio, que sempre esteve na sua frente.

_Eu te conheço mais do que você pensa, e melhor que qualquer um, eu sei que você odeia leite mesmo nunca tendo provado, eu sei que você só entra no escuro com alguém que você confia por que você morre de medo. Eu sei que você só dormi depois de tomar uma copo de chá, e que você ama dormir com a TV ligada. Eu sei que você ainda tem seus bichos de pelúcia de quando você era pequena. Eu sei de tanta coisa sobre você que você se assustaria.

_Não você só sabe essas coisas ridículas, e pequenas que não tem significado pra ninguém, ela falou um pouco mais calma.

_Tem significado sim, pra mim, são essas coisas “ridículas” que te fazem quem você é, falei chegando mais perto.

Ela estava quieta, sentada na cama com algumas lágrimas ainda caindo.

Sentei do seu lado e virei seu rosto para que ela estivesse me olhando, limpei as lágrimas com meus dedos e a fiquei encarando por um tempo.

_Eu só quero que você entenda que eu fiz isso pensando no seu bem e que eu me arrependo, mesmo. Você me perdoa?

_Eu entendo, desculpa por ter gritado daquele jeito.

_Você não tem nada que se desculpar.

_Harry, eu até te perdôo, mas com uma condição, ela falou e agora um sorriso tomava conta do seu rosto.   

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...