Turn The Light Off

Essa é uma história diferente! Cada capítulo é um boy da banda diferente! Leiam,comentem e divulgem!
Adoramos nossas fãs que nos acompanham :)

COMENTEM POR FAVOR E DIVULGUEM! QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO <3

1Likes
0Comentários
3943Views
AA

26. Praia

“Você vai, né?” – Disse num tom suplicante
“Ai... não sei não amiga... uma Praia? Odeio biquíni” –Você responde fazendo uma careta
“Então não coloca ele... leva um short não sei, sei lá! Ah vamos amiga! Vai ser legal!” – Responde segurando suas mãos
“Ai...” – Respondeu indecisa – “Ai... ta...ta. Ta Bom... tudo bem! Eu vou então!”
“Ah!!!!!!! Que ótimo! Vamos vamos! Temos que fazer seus pais assinarem a permissão!”
Surpreendentemente eles assinam sem questionamentos.... Você vai para praia com seus colegas da escola.... passar uma semana lá. “Por que eu fiz isso!! Eu odeio praia! Grr” – Você pensa com raiva “Mas agora já foi.... Aaaf!”
Então no dia seguinte, quando você já chegou na escola com suas malas e o ônibus já chegou você se juntou com seus colegas e amigos da escola numa fila. Até ali estava tudo tranquilo.... Na verdade até estava legal e divertido. Só saía risadas das suas conversas. Até que. Você o viu. Como você não o viu antes?!?! Ele estava na mesma fila que você. Estava atrás de você. “como eu não vi ele antes?!??!?!” – Pensou indignada com sigo mesma.
- Ai meu Deus!! Ele também vai!?!
- Quem? – Perguntou sua amiga olhando em volta.
- Zayn! Ele também vai?! – Respondeu você agora tentando não olha-lo
Zayn. O Zayn. O garoto pelo qual você é apaixonada dês da 3ªserie, mas nunca a notara. O garoto cujo o peitoral é o mais perfeitamente musculoso que você já vira até o momento. Zayn.... o garoto que tem o cabelo mais bonito de toda a escola. Zayn.... o dono de olhar que é tão penetrante que é quase impossível não encará-los.... principalmente quando seus olhos são tão lindos e brilhantes. As palavras “ficar” ou “pegar” não existiam no vocabulário dele. Se fosse para estar com uma garota seria algo sério. Um namoro. E ele se deu mal no ultimo relacionamento dele. 
- Ah.... sim ele vai – Respondeu sua amiga com um sorriso sarcástico no rosto
-Você.... você....você sabia! Você sabia que ele viria e mesmo assim não me disse nada! – Disse furiosa
- Se eu te contasse você ao menos pensaria em vir? Não! Olha... você é a fim dele tempo demais para desperdiçar uma chance de conquista-lo agora!
-Conquista-lo? – repetiu como se o que ela falara fosse uma possibilidade inexistente e impossível de acontecer – Como assim?! Você esta ao menos pensando em me jogar pra ele? Ta maluca?
- Não! Você é quem esta! Se fosse eu não perderia nem um minuto sequer a mais para tentar ao menos chamar a atenção dele.

É... será que seria tão impossível assim? Será que ele ao menos notaria sua existência nessa semana? Só tinha uma coisa a ser feita naquele momento. Aceitar os fatos e entrar naquele ônibus. E foi o que você fez. A viajem não foi assim tão ruim. Você e seus amigos continuaram a conversar e rir. Quando chegaram na praia montaram acampamento a beira-mar. E ai aconteceu o que não queria. Todos começar a ir pro mar. Era esperado... estava muito calor e ainda estava bem claro. 
- Você não vai ficar ai vai? Todos nós vamos pra água. Vem. Vamos.
Até que você não resistiu mais e cedeu....tirou o short e a camiseta e ficou com o biquíni. E foi pra água. Começou a nadar e brincar com suas amigas.... não estava tão ruim quanto você pensava. Começou a nadar e nadar e nadar e... espera.... “Mais o que é isso?!?!” alguma coisa prendeu seu tornozelo. Fez força para o que quer que seja aquilo te soltar, mas... nada. Afundou na água para ver o que era... mas não dava. Dentro da água estava muito escuro e pela água ser salgada irritava seus olhos. Voltou a puxar mas nada aconteceu. Afundou novamente e com os olhos fechados tentou tirar aquilo do seu tornozelo, mas não conseguiu. Levantou a cabeça para pegar fôlego,começava a ventar e isso não era bom. Desesperada afundou de novo mas não conseguia pegar o seu tornozelo pois a correnteza estava forte demais. O vento agitou o mar. As coisas estavam piorando.
Você não sentia mais o chão. Estava se sentindo muito cansada. Estava se afogando.
- SOCORRO!! SOCORRO!! – Gritava... mas ninguém parecia ouvir. – SOCORRO!! EU NÃO CONSIGO ME SOLTAR!! SOCORRO!!
Buuuuuuuuuuuuuuuuuum! “ah não! Agora não!” um trovão. 
- AAAAAAAAAAAAH! SOCORRO!! SOCORRO! ALGUEM ME AJUDA! SOCORRO! AJUDA POR FAVOR!!! SOCORRO!! – Estava começando a ficar frio... e as nuvens se juntavam no céu. Começara a garoar.... – SOCORRO!! SOCORRO! – você tentou novamente mas sem resultado puxar sua perna. Mas agora... agora doeu pra valer. Você afundou na água e tocou seu tornozelo e depois tornou a subir a superfície. Olhou sua mão. Estava vermelha. De tanto você puxar machucou. Seu tornozelo estava sangrando. Entrou em pânico. Começou a gritar desesperadamente mas nimguém vinha.
Até que... você viu alguém. Alguém! Alguém estava vindo em sua direção. Alguém te ouviu. Alguém viria te ajudar, talvez fosse sua amiga. Não. Não... não era ela. A pessoa estava vindo numa prancha de surf. Era um garoto. Mas quem seria.
- tem alguma coisa te prendendo? É isso? – era... era ele. Zayn. Ele veio te ajudar.
- ah... ah sim sim tem. E eu não consigo soltar de jeito nenhum!
- Pera ai então. Vou te soltar. Se segure na minha prancha. – você fez o que ele mandou. Você viu ele retirando a pulseira. Era prata e tinha uma espécie de “dente” prata nela. A extremidade dele era pontuda, talvez desse para tirar o que estava te segurando. Era um momento inapropriado mas você estava ficando vermelha, envergonhada. E feliz. Muito feliz! Ele veio te salvar! Agora ao menos ele sabe que você existe.
De repente você sente algumas gotinhas na sua cabeça. “ah não!” começara a chover forte. E então ele saiu. Você viu sua cabeça submergir e ele disse: 
- era um arame. Não me surpreende nada você ter se cortado. Você esta bem? – perguntou com aqueles olhos penetrantes olhando dentro dos seus.
- Sim. Muito obrigada. – disse com uma sorriso bobo na cara.
- Não me agradeça ainda! O serviço ainda não esta completo. Vou te levar pra areia.
Você se sentou na prancha dele e ele sentou na sua frente.
- Se segure em mim. – mandou.
- O.K – respondeu. Ele começou a “remar” com os braços para a costa e você fez o mesmo. Quase chegando na areia ele desceu da prancha, e quando você foi fazer o mesmo ele disse: 
- Não. Você esta machucada. Eu te levo. – e te pegou. Você se enroscou os braços em volta do pescoço dele. Chegando na areia a chuva estava se transformando em tempestade. Ele de colocou na areia. E seus amigos vieram correndo e perguntaram:
- Você está bem?
- Como está?
- Nossa! O que foi isso?
- Machucado ta feio!
- Como vamos arrumar isso? Não tem curativos aqui.
- Eu posso concertar isso – Disse Zayn calmamente pegando sua prancha da água e fincando ela na areia ao lado da cabana dele.
- Você? – perguntou sua amiga olhando de um jeito engraçado para você e para ele. E falando sem som as palavras “ depois me conta tudo!” vocês duas riram. – Bom, esta bem... mas toma cuidado com ela. Esse machucado parece ter sido profundo.
- E foi... mas eu posso arrumar – Respondeu Zayn te segurando novamente e te levando para a cabana dele. – Bom... você não deve saber meu nome, mas sou...
-Sei quem você é – Respondeu enterrompendo-o 
- Sabe?
- Sim. Olá Zayn. Meu nome é...
-Eu sei seu nome também.
“Sabe?” – pensou – “Ai meu deus! Ele sabe meu nome!”
- Sabe é?
- Claro! Estudamos juntos dês da 3ªsérie.
- Você sabe quem eu sou? Pensei que nunca tivesse me reparado. – disse meio envergonhada
Zayn riu. Aquele sorriso....
- Claro que reparei. – Disse enquanto pegava um quite vermelho de primeiros socorros. – Você é a garota mais bonita da nossa classe até hoje.
Você corou. A mais bonita? Então.... ele sabia da sua existência? Você sorriu
- Você tem um sorriso muito bonito sabia? – disse agora limpando sua perna cheia de sangue.
- ah... é? – você riu meio sem jeito – obrigada... você também é... muito bonito.
Zayn riu também
- Obrigado. Você não tem muita sorte sabia? Com essa profundidade no ferimento terá que ficar pelo menos 2 semanas de cama.
- O que?! Aaah fala sério!
- Pois é... mas eu posso... te fazer...companhia. – respondeu Zayn com um sorriso tímido.
- Você? Hm... claro. Eu adoraria sua companhia... mas não te atrapalharia? 
- Não. Na verdade eu nem queria vir.
- Nem eu! Minha amiga me obrigou
Zayn riu – amigas.... 
Vocês dois riram. Ele era mais interessante do que poderia parecer. E parecia que ele correspondia seus sentimentos. Mas você nunca ficaria sabendo se não perguntasse:
- Zayn?
- Sim? – disse agora colocando os pontos no seu corte.
- Ta namorando?
Ele te olhou curioso. 
- Aam... não. Não estou. Na verdade estou afim de um garota a muito tempo. – Disse ele. Que pelo que parecia estava evitando seu olhar.
- Aé? 
- Bom... acho que ela nunca me olharia como... mais que amigo. – disse. Mas agora te olhava. Com seus olhos mais penetrantes que nunca
- A quanto tempo você gosta dessa garota?
- Desde da 3ª série.
Estava óbvio agora não estava? Mas se ele gostava... por que... nunca falou nada? Deve ser pelo mesmo motivo que você nunca falou nada. Vergonha. Ou um medo incontrolável de levar um fora. Mas agora estava mais do que na cara que era você. Você não sabia o que dizer. Então... quando deu por si ... seus lábios já estavam nos dele. E ele estava quente. E ele correspondeu ao beijo. E depois disso passaram a noite inteira juntos. Ao som da chuva. E apesar de quase ter morrido. E apesar de ter conseguido um corte horrível na perna. Aquele... bem aquele... era o dia mais perfeito, importante... emfim... aquele era o melhor dia da sua vida.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...