Turn The Light Off

Essa é uma história diferente! Cada capítulo é um boy da banda diferente! Leiam,comentem e divulgem!
Adoramos nossas fãs que nos acompanham :)

COMENTEM POR FAVOR E DIVULGUEM! QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO <3

1Likes
0Comentários
3877Views
AA

30. O Aluno Novo

Infelizmente, segunda feira tinha chegado. Parecia que o fim de semana tinha passado mais rápido do que nunca! Bom... teria que ir a escola... Quando tinha chegado na escola, ouviu alguém te chamar: 
“Oi amiga!” 
- Oi! Tudo bem? – Respondeu com um sorriso.
- Tudo. E com você? 
- Tambem.
- Já soube??
- Do que? 
- Ta todo mundo falando.
- Cheguei agora....
- Aé.... Emfim. Tem um menino novo na escola!
- E...???
- E , que ele é muito gato!!!! – Disse sua amiga quase dando pulinhos de excitação.
- Nossa.... Que bom.... O que que eu tenho a ver com isso?
- Hm... nada. Mas você tem que ver ele!
- Ai ta... – E saiu sendo arrastada pela sua amiga, que aparentemente não conseguia parar de sorrir.
Vocês chegaram perto do garoto, e ele estava no jardim da sua escola sentado de baixo de uma árvore, lendo algum livro que você não conseguia ler o nome. Tinha um grupo de garotas dando uma risadinha boba perto dele, mas ele nem parecia ligar pra isso. Vocês estavam escondidas num arbusto olhando para ele. 
- Eu to me sentindo ridícula aqui.... Estamos parecendo crianças! – Disse você se irritando.
- Xiiiiiiiu!!! Aiin.... Ele não é lindo?? – Disse sua amiga com um a sonhador.
Triiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiin, o sinal tocou. Para sua infelicidade a primeira aula era de matemática. Vocês entraram na sala, e para a estranha felicidade do resto da sala, o garoto novo estava na sua classe.
- Hoje vamos fazer algo diferente – Disse seu professor com sua voz intediante costumeira – Eu vou fingir que estou ensinando alguma coisa e você fingem que aprendem alguma coisa também.
Silencio.
- Então – continuou ele - eu vou passar um trabalho do qual vocês tem que começar agora. Ele vai valer 75% da sua nota pro final do ano. 
“Droga!!!” – Pensou você.
-É – disse o professor – Eu sei.... acabei com a vida de vocês... Mas como sou muito legal, vou deixar fazerem em duplas.
Todos se entreolharam animados.
- Porem eu escolho – Falou o professor com um tom de muita satisfação – ok vamos lá...
O professor falou de um a um. Suas amigas foram com os garotos. Todos tinham par.... menos você
- ah.... professor?
- Sim?
-E eu?
- Ah... é mesmo. Bom... você fica com o garoto novo.
Sua amiga te olha... um olhar de riso, e inveja ao mesmo tempo. E é o que todas as garotas da sala também fazem... parece que todas queriam fazer par com ele. O garoto de olha e da um sorriso. Com o qual que você retribui. Um sorriso... um sorriso muito bonito, até.
- Bom.... vamos lá! Todos se reunião agora!
Você se levanta e vai se sentar ao lado dele. 
Oi. – Diz o garoto timidamente
- Ola! – Diz você – Meu nome é *seu nome*
- Meu nome é Zayn.
- Prazer Zayn – Você estende sua mão pra ele. E ele a aperta – Você era daqui? 
- Não. Eu me mudei faz pouco tempo. Moro agora a 2 quadras da escola. Perto de uma padaria toda colorida.
- Sério?? Eu moro lá também, qual o numero da sua casa?
- 45.
- Prazer em te conhecer Sr. Vizinho. – Você sorri, e Zayn também. Seu sorriso era tão... lindo. Nunca tinha visto um mais bonito.
- Bom, essa é 543.
- O que? – perguntou distraída
- A conta. A primeira é 543. 
- Ah ta esta bem. – Disse. Tinha se esquecido completamente do trabalho.
Triiiiiiiiiiiim o sinal tocou novamente. Você voltou pro seu lugar e o resto do dia foi bem monótono. Até que chegou a melhor coisa que poderia acontecer. O sinal pra ir em borá! Liberdade ! Sexta feira!!! Você deu tchau pra sua amiga e ouviu alguém te chamar: 
- Ah, Oi Zayn.
“Pera, você sabe o nome dele?” – sussurou sua amiga ao pé do seu ouvido. “Sim, ele me disse” – Sussurou de volta.
- Oi. 
- Que foi Zayn?
- Bom... Eu... Eu... Eu, tava pensando... quer voltar comigo pra casa?
- Hm... Claro! Por que não! Pode ser divertido! 
- Legal, então vamos? – Disse estendendo a mão pra você.
Você ri e pega na mão dele.
- Vamos. – Ele também sorri. 
Zayn é mais divertido do que você imaginava, ele é extremamente brincalhão, e muito bobo. Parecia uma criança pulando no meio da rua. 
- Ta bom quando eu contar 3 você corre. Beleza? – perguntou ele com um sorriso no rosto.
- Mas por que? 
Sua pergunta foi respondida segundos depois quando ele apertou a campainha de alguém e correu.
- Cara você ta enlouquecendo??!! – Disse você rindo. 
- Ah... vai foi engraçado.
- Você parece uma criança!
- Ui, senhora adulta!
- Eu não sou!
- Pois parece!
- Ta bom, vamos fazer uma coisa. No 3 vamos apostar corrida até em casa?
- Ta bom.
E assim foi. Até chegar na sua casa.
- Zayn! Você saiu no 2!
- Não, não! Você que é muito lenta! – Disse ele rindo.
- Talvez. – Respondeu você também rindo.
- Ta bom. Que horas e onde agente se encontra pra terminar o trabalho??
- Pode ser na minha casa. Hoje a tarde. Mas só tem um problema.
- O que?
- Eu vou estar sozinha em casa.
- Ta bom.... – Disse Zayn, mas não pareceu que ele achava isso um problema.
- Ate lá então.
- Até lá.
Você entrou na sua casa, almoçou e foi no computador. 
“MAIS O QUE QUE TA ACONTECENDO!” 
Sua amiga te chamou no facebook.
“O que foi?” 
“O que foi digo eu! Você nem gostava dele e depois já ta lá fazendo trabalho! Rindo com ele! Conversando como se fossem amigos a séculos!!”
“Pera. De que e de quem você ta falando?”
“De quem? Não se faça de boba! Do Zayn!! Você nem gostava dele antes de eu te mostrar!”
“Eu tinha acabado de chegar na escola! Lógico que eu não teria sabido antes que ele existia! Não foi ele quem escolheu ele pro trabalho, foi o professor! E como você pode gostar de alguém que você nunca conversou? Você nem sabia o nome dele!”
“Isso não faz diferença! Eu gosto de quem eu quiser! E o que foi aquilo!”
“Aquilo o que?”
“Você! Indo pra casa com ele! Pegando na mão dele!”
“Não fui eu quem pediu pra ir junto com ele pra casa!”
“Você quem aceitou! E não me importa mais! Para de se fingir de coitada, de quem não faz nada!
“Mas eu não fiz!! Tem alguém na porta. Espera.”
Você desceu e abriu a porta. Era o Zayn com o livro de matemática e seus cadernos, pronto para fazer o trabalho com um sorriso no rosto. Mal sabia ele que sua amiga estava dando um ataque de ciúmes, no computador.
- Entra ai Zayn. Se quiser subir pode. Daqui a pouco agente começa o trabalho.
- Ta bom.
Você voltou pro computador, com Zayn atrás de você.
“Voltei” – disse a sua amiga.
“Quem era na porta?”
“Bom... Zayn”
“O QUE? COMO ASSIM ZAYN?! O QUE ELE TA FAZEN...” você fechou a janela. Não queria continuar brigando com sua amiga por um cara que era apenas seu amigo.
- Bom... Vamos começar o trabalho.
Vocês fizeram o trabalho. Não foi tão entediante quanto os outros. Na verdade foi bem legal. Zayn não deixava ficar chato, ele falava o tempo todo e fazia você rir. E acima de tudo o melhor é que ele te fez esquecer da sua briga com sua amiga.
- Então. Por que você está sozinha aqui em casa?
- Bom.... meus pais viajaram... vão voltar em algumas semanas.
- Nossa! Que sorte!
Vocês riram. Em fim o trabalho terminou. Já era tarde. Bem tarde.
- Acho melhor eu ir embora.
- Ei, que tal antes agente pedir pizza!
- Eu não tenho dinheiro – Disse Zayn sem graça.
- Mas eu tenho. – Respondeu você sorrindo pra ele, e colocando sua mão no ombro dele. Parecia que ele teria ficado mais sem graça e vermelho quando você fez isso.
- Ah... tem certeza?
- Claro. Eu pago.
Quando a pizza chegou, vocês comeram e depois ficaram no computador. De repente. Começou a chover, chover muito, um trovão fez a luz acabar.
Você gritou.
- Ei você ta bem?
- Hm... to. To sim.
Mas não estava.
- Olha Zayn, eu vou te contar uma coisa mas não conte a nimguem!
- Hmm.... ta bom. 
- Eu tenho medo do escuro. – Disse você sentindo mais vergonha do que nunca. Você esperou as risadas, mas ele não riu. Ele simplesmente te abraçou, e você também o abraçou.
- Por que você fez isso?
- Por que você ta com medo. Não gosto de ver as garotas triste. Principalmente as que eu gosto.
- O que?
- Agora é a minha vez de te contar uma coisa. Eu gostei de você dez da primeira vez que te vi... Naquele arbusto com uma outra garota, me olhando, não sei por que. Mas...
- Minha amiga tinha te achado bonito e me arrastou pra lá... – Disse meio envergonhada – Mas então... você já tava imaginando que agente iria ser amigos?
- Bom... sim. Mas eu não tava falando gostar desse tipo. Gosto de você mais do que eu gostaria de qualquer outra pessoa. Não sei o que é isso.... esse sentimento... nunca sentia algo assim antes mas, agora sinto. E é muito estranho. É bom. Mas não sei se iria ser bom, se soubesse que você não sente o mesmo.
E foi ali naquele momento que você sentiu um arrepio. Umas borboletas no estômago. Uma vontade louca de abraçá-lo, e ficar ao lado dele pra sempre. Um outro trovão. Você deu um pulo. 
- Calma. – disse ele fazendo carinho no seu braço. – Bom.... acho melhor eu ir embora.
- Não, Não – Disse você quase desesperada. Não poderia deixa-lo ir – Não vai Zayn.
Mas ele já tinha saído. Você foi atrás dele. Abriu a porta, saio pro jardim ele estava na sua frente, mas então você pisou na terra e escorregou, mas antes que você pudesse cair ele te segurou. Ela te olhou, e você olhou pra ele seus olhos eram misteriosos.... E você gostava muito disso.
Você colocou sua mão no rosto dele e o beijou. Com a chuva caindo em vocês dois.
- Eu sinto o mesmo – Disse você.
No dia seguinte vocês foram juntos pra escola, sua amiga te pediu desculpas e lógico você aceitou. No intervalo as aulas Zayn parou no meio de todo mundo e gritou pra você bem alto:
“Você me faz feliz. E eu quero muito sentir pra sempre essa felicidade! Então... Quer namorar comigo?!” 
Todos estavam olhando pra você. Você estava do outro lado no jardim. Bem longe dele. Então depois de uma pausa você disse: 
“MAIS É CLARO!” 
Ele saiu correndo em sua direção, se segurou te beijou. Todos que estavam no pátio começaram a gritar e aplaudir vocês dois. Foi o momento mais lindo e feliz da sua vida.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...