Turn The Light Off

Essa é uma história diferente! Cada capítulo é um boy da banda diferente! Leiam,comentem e divulgem!
Adoramos nossas fãs que nos acompanham :)

COMENTEM POR FAVOR E DIVULGUEM! QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO <3

1Likes
0Comentários
3947Views
AA

29. O acampamento

 

“Filha já ta na hora!” – Você ouve seu pai de repente. Você acorda tão assustada que cai da cama. 
“TO INDO PAIÊ!!” – Grita de volta com raiva, por ele ter te acordado assim.
É... é hoje. O Acampamento de pai é filha. Só você e seu pai na floresta. Apesar de não ser o ideal, era o melhor jeito de pensar sozinha. Sem ninguém te atrapalhando. É era legal. Ter seu pai com um tempo só pra você. Ele era ocupado. Muitas viagens a trabalho e etc. Você se troca, e desse as escadas com sua mochila.
- Pegou tudo de que precisa?” – Perguntou seu pai ao te ver.
- “Sim.” 
-“ Não esqueceu nada mesmo?” 
- “Não pai!”
- Ta bom. Fiz o nosso café da manhã.
- Legal! To com muita fome!
- Quando você não esta?
- É... Nunca.
Você se senta mesa e começa a comer. Quando terminam, você vai escovar os dentes. Quando já estão quase saindo de casa a campainha toca. “Mas quem será a essa hora!” pensou. 
“Bom Dia!” – Cumprimentou seu pai, os visitantes com um sorriso. Eram 2 homens. Mas você não conseguia ver quem eram. Chegou mais perto e....... não.... não pode ser!.... NÃO!!!!!!!! “NÃO ELE NÃO!! NÃO PODE SER!!” – Pensou. Eram seus vizinhos. Harry Styles e seu pai. 
- Pai! – Disse num sussurro quase inaudível, ao pé no ouvido de seu pai – Por que não me disse nada?! 
- Se eu dissesse você iria?!
- Não! Mas você sabe que eu odeio o Styles! Alem do mas, era a NOSSA semana!
- Eu sei filha. Mas eu achei que seria bom você ter alguém da sua idade, para lhe fazer companhia. E você nunca falou com ele! Como é que sabe que não gosta? Ao menos tente.
-Ta.
Você olha para Harry e percebe que ele parece mais entediado e irritado do que você. É... ele não devia gostar muito de você mesmo.
Para seu desagrado vocês vão no mesmo carro. Os pais na frente e vocês dois a trás. Harry não falou absolutamente nada. Muito menos quando chegaram. Ele montou a barraca, e você ascendeu a fogueira, os dois quietos. Seus pais eram os únicos que estavam conversando e se divertindo ali. O pai de Harry colocou suas mãos dentro de uma bolsa térmica vermelha que ele tinha trago, e tirou de lá peixes. 
-Bem pensado! Nada melhor que um bom peixe! Haha – Disse seu pai rindo.
Harry porem fez uma careta para a comida. E quando se deu conta você também fazia. Harry pegou sua própria mochila e tirou de lá um sanduiche. E depois um segundo. 
- Quer? – Te perguntou com indiferença e quase um pouco de arrogância.
- Am... claro. – É... você prometeu tentar gostar dele não é?
Mas a conversa dos dois não passou da li. No dia seguinte seu pai anunciou : 
- Hoje vamos buscar espécies exóticas de flores! Em duplas!
Seus pais foram na frente deixando você e Harry para trás.
- Hey – Disse – Pai tem uma ali que eu nunca vi. – Mas ele não te ouviu estava ocupado demais rindo com o pai de Harry
Você saiu da trilha e foi até a flor vermelha para tirar uma foto.
Quando olhou para trás não viu nada. Ninguém. Ninguém a não ser Harry que foi o único a te esperar.
- Cadê meu pai? – perguntou
- Ah... ele foi com o meu pai para lá em baixo.
- Onde? Não estou vendo nenhum dos dois. – Disse meio preocupada
- Relaxa ta bom – Disse Harry parecendo meio irritado agora com sua preocupação – Eu sei onde eles estão. Vem.
Você hesitou. Mas no fim... foi atrás dele. Passando meia-hora você perguntou: 
- Harry,não estou os vendo. Agente já esta andando há muito tempo! Eles não estão em lugar nenhum!
- Estão sim! Aposto que já foram para o nosso acampamento! Vamos! – Disse apontando para o sul
- Não nosso acampamento fica pra lá – Disse você apontando pro norte.
- Por que você tem que ser tão teimosa?
- Eu teimosa? – Perguntou agora se irritando também.
- É! Sempre tem que questionar tudo! Homem tem um melhor senso de direção!
- Machista!
- Não! Não sou! Apenas digo a realidade! É pra lá! Vamos logo!
Você hesitou novamente. Mas então ele pegou no seu pulso e saiu te “arrastando” floresta afora. Passando mais meia-hora você disse: 
- Ah! Já chega! Você ta fazendo agente se perder mais ainda Styles! – Disse você completamente irritada agora – Você não sabe onde estamos indo!
- BOM SEI SIM! – Gritou ele – quer dizer.... pelo menos SABIA!
- COMO ASSIM “SABIA”?!!? ESTÁ DIZENDO QUE ESTAMOS REALMENTE PERDIDOS?!?!
- Bom... acho que sim. Tem razão agora estamos perdidos.
- Ótimo! Realmente ótimo! Tudo perfeito agora!
- Olha! Eu sei que você não queria estar aqui tanto quanto eu! Mas agora estamos! Não adianta ficar se lamentando agora! – Disse ele, gritando novamente – Quer saber! Vou subir ali e procurar o acampamento! - Disse ele apontando para uma árvore.
Ele subiu, subiu, subiu, subiu.... realmente a árvore era enorme.
- Harry! Harry! Cuidado! Você tá muito alto!
- Calma! Eu sei o que eu to fazendo! – Disse – Que que é!? Ficou preocupadinha agora foi?
Você não respondeu. Mas ficou olhando pra ele, desesperada para ele descer. Realmente estava preocupada com ele. Mas... Mas por que? 
- Ta vendo o acampamento?? – Perguntou, para distrair as ideias
- Não... – Disse desapontado – Acho que nos afastamos demais dele.
- Ah... – disse sem animo – Bom... Desce daí garoto, agente vai conseguir, encontrá-los.
- Ta Bom.
Harry começou a descer. Ainda no alto, Harry pisou num tronco podre... o tronco quebrou. Harry caiu. Harry caiu de costas no chão. Ele não se mexia. 
- HARRY! – Gritou correndo até ele – HARRY! HARRY REAGE! FALA COMIGO! HARRY! 
Você ajoelha ao lado dele,para seu completo alívio ele se move, ele tenta se sentar mas não consegue. Vira a cabeça pra você e diz meio sem fôlego:
- Preocupou comigo agora foi? – Disse com um sorriso – Ei! Que foi?? Não faz isso!
Ele limpou uma lagrima do seu rosto. Até aquele momento você não percebera mas estava chorando.
- É claro que eu me preocupei né, idiota! – Disse agora também rindo. – Esta escurecendo. Não vai dar mais tempo de procurá-los
- Tem razão. Vamos ficar naquela caverna ali – Disse apontando pra uma caverna escura mas suficientemente grande para caber vocês dois.
- Ta. Consegue andar?
- Não.
-Então eu te levo.
Você o segurou, levantou ele, e o apoiou em seu ombro. Você fazia quase todo esforço para leva-lo, mas ele tentava o máximo possível andar. Quando chegam na caverna, você o sentou e foi pegar alguns gravetos e madeira para fazer uma fogueira. Por sorte os dois estavam com as mochilas.

Comeram os ultimo dois hambúrgueres que Harry tinha.
- Sabe... por um instante na hora que você caiu... eu pensei que...
-Eu não fosse mais levantar? – Completou ele – É.... por um instante eu também.
- Você consegue se mexer normalmente?
- Bom... acho que quebrei talvez a perna ou a costela mas to legal.
- Que bom...
Passado uns minutos ele disse de repente: 
- Você me odeia?
- O que?! Que pergunta é essa Styles?
- Bom... Pensei que odiasse... 
- Bom... eu... eu não gostava muito de você.
- Imaginei. – Disse agora se virando para um lado, havia um pitada de tristeza em sua voz. Mas você não disse nada. 
Harry deitou a cabeça na sua perna, enquanto ele dormia você o observava. Passava a mão entre seus cachos, que na verdade eram realmente macios... Sua pele era macia também. Ele era realmente bonito. Não tinha reparado antes em toda sua beleza. No entanto vocês estavam perdidos... não faziam ideia da onde estavam. “E agora?” – pensou – “O faremos?”
~Trooooooooooooooooooooooooom~

Um trovão. Começara a chover. Na verdade chovia muito. 
Você volta novamente a atenção para Harry, mas desta vez não para ver sua beleza, mas sim por que percebera que ele estava tremendo. Ele estava quente. Não. Quente não. Ele estava realmente fervendo. Estava com muita febre. Colocou sua cabeça de lado cuidadosamente, e saiu para pegar um garrafa na sua mochila e pegar água da chuva. Quando voltou Harry já estava acordado.
- Onde estava? 
- Fui pegar água... você esta com febre ... Toma, bebe.
Ele bebe a água obedientemente.
- Você podia ter morrido sabia? – Disse você calmamente, mas com uma ponta de tristeza bem visível.
Harry ergue as sobrancelhas e diz: 
- Eu sei. Eu podia ter tomado mais cuidado.
- Podia mesmo – Diz você olhando nos olhos dele que estavam olhando para os seus. Seus olhos se desviam para seu queixo, que estava sangrando. Você vai até a mochila dele e tira um primeiro socorros. E começa a limpar seu queixo. Quando tirou todo sangue que tinha, você percebe que ele estava te olhando, e você olha pra ele também, ele te encara por um tempo e depois coloca a mão dele em seu rosto, ele tira a sujeira de sua bochecha, trás seu rosto para mais perto... e.... e... “Mas o que?!” – pensa. Ele te beija. “Porque você fez isso? “ – Pensa.
Seus lábios estão quentes, como o resto do seu corpo. De repente você sente uma coisa diferente no seu estomago, e é ali, naquele momento insano e bizarro que você percebe o porque de todo aquele ódio pelo Harry... você gostava dele. Sempre gostou. Desde os 12 anos que foi quando vocês se conheceram. Quando o beijo terminou você olha pra ele, a procura de respostas em seu olhar, mas o que vê é um garoto confuso tanto quanto você.
- Harry eu... 
- Não – Interrompe ele – Eu na verdade sempre quis fazer isso. Lembra quando agente se conheceu?? Eu tinha acabado de me mudar e o primeiro rosto que eu vi foi o seu. Para falar a verdade foi o rosto mais bonito que vi. Sempre quis falar com você mas tinha vergonha e medo. Medo de você não sentir o mesmo. E medo de você realmente me odiar. Não queria vir a essa viajem porque sabia que você não queria. E sabia que era porque eu vinha. – Começa a cair lagrimas dos olhos dele – Mas eu só queria te dizer que... Eu te amo. Sempre amei. 
Foi ai que você percebeu... Você também gostava dele. Na verdade deve ser por isso que você nunca namorou com ninguém desde que ele se mudou. Foi.... Foi amor a primeira vista.
- E se você não quiser eu vou entender, mas eu tenho que perguntar – Continua ele... A uma pausa e de repente – Quer namorar comigo??
Você fica parada sem saber o que fazer, Harry te olha ansioso por resposta, mas você não da nenhuma. Quando ele parece já ter desistido, você o agarra e o beija.
- Isso foi um sim? – Pergunta ele com um sorriso no rosto.
- Claro que foi! – Diz você sorrindo também.
Você passam a noite juntos, até que bem de manhã seu pai os acha. Leva vocês embora. E tudo volta ao normal. A não ser pelo fato de você estar namorando, o garoto mais lindo do mundo.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...