Turn The Light Off

Essa é uma história diferente! Cada capítulo é um boy da banda diferente! Leiam,comentem e divulgem!
Adoramos nossas fãs que nos acompanham :)

COMENTEM POR FAVOR E DIVULGUEM! QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO <3

1Likes
0Comentários
3874Views
AA

12. I really do love you

 

FÉRIAS!!!! O tão esperado verão chegou e você estava mais do que animada para ir com suas amigas para a praia. A viagem até lá foi um pouco cansativa, pelo fato de ser você quem estava dirigindo, mas o cansaço valeria muito apena.
Depois de deixarem as malas na casa de praia, vocês foram para o mar. A sensação da água no seu corpo era extremamente boa e fazia você se sentir leve. Apesar da maravilhosa sensação, você e algumas de suas amigas saíram da água, colocaram suas cangas e foram em direção a uma sorveteria que havia a beira-mar.
Todas escolhiam o sabor de seus respectivos sorvetes, foi quando você ouviu a voz de alguns garotos, que entravam fazendo algazarra. Um deles, de cabelos cacheados, falou em alto e bom som “acho que nossa vinda há sorveteria já valeu apena”. Você e suas amigas se olharam e começaram a rir discretamente. Na verdade, em sua opinião, sua ida até a sorveteria também já havia valido apena, pois os quatro garotos que estavam lá eram realmente lindos.
Você se levantou da mesa em que você e suas amigas estavam e foi até o balcão, pegou e pagou por seu sorvete. Quando você se virou, havia um garoto atrás de você, e seu movimento foi tão rápido que acabou esbarrando nele e sujando a camisa dele com seu sorvete.
– Droga! – você exclamou – mil desculpas. – Você disse enquanto olhava para o rosto do garoto. Era um dos quatro garotos de antes, loirinho e de olhos azuis. Por um instante você ficou perdida nos olhos azuis do garoto, mas voltou em si quando ele falou:
– Me desculpe você. Eu que estava perto demais, agora você perdeu seu sorvete. – ele era incrivelmente fofo
– E você está com a camisa suja, a culpa foi minha. – Você disse olhando a enorme mancha de sorvete que havia na camisa branca dele
– Isso é fácil de ser resolvido, com licença – Ele pegou a casquinha de sorvete de sua mão, colocou na lixeira que havia ao lado dele, sorriu pra você e tirou a camisa. – Me sinto mais limpinho agora- ele disse rindo.
Você ficou hipnotizada com o corpo do garoto. O peitoral, a barriga, os braços...tudo era perfeito.
– Acho que ficou melhor assim. – você disse entre dentes, não era para ele ouvir, mas ele ouviu.
– Eu também, me sinto mais livre agora. – ele disse rindo e corando. – Espere ai – ele pediu dois sorvetes, a balconista entregou a ele e ele estendeu a mão para que você pegasse um.
– Nossa, não precisa, serio, já perdi a vontade de comer o sorvete – você disse timidamente, você estava sem vontade nenhuma de comer sorvete naquele momento.
– Certeza? – ele perguntou e você fez que sim com a cabeça – Tudo bem, eu como os dois.
– Os dois? – você disse arregalando os olhos
– Sim, existem poucas coisas na vida que são melhores que comida.
Vocês começaram a rir e suas amigas lhe chamaram, você se desculpou mais uma vez e foi encontrá-las. Você percebeu que seu grupo de amigas estavam indo na mesma direção que os 4 garotos da sorveteria. Vocês se encontraram em um mesmo ponto, onde uma amiga sua e um amigo deles estavam conversando. Foi quando o garoto de cabelos cacheados convidou todas vocês para um luau que ocorreria aquela noite, e obviamente, vocês aceitaram.
Depois de tomar um belo banho e se arrumarem, vocês todas foram para o luau. Estava uma noite realmente linda. Vocês se separaram, e você procurava discretamente pelo loirinho da sorveteria, mas não teve sucesso. Você estava pegando uma taça de champanhe na mesa das bebidas, e quando se virou, rapidamente, esbarrou no loirinho da sorveteria. Foi como um djavú, mas dessa vez você não o sujou.
– Definitivamente eu gostei de esbarrar em você – ele disse fazendo você corar
– Pelo menos desta vez você continua limpo – você disse fitando o chão
– Eu encontrei você, não ligaria se ficasse sujo de novo – ele disse fazendo você corar mais ainda.
– Então...eu ainda não sei seu nome. – você disse querendo mudar de assunto
– Niall, Niall Horan. E o seu?
– s/n
–Lindo nome – ele disse sorrindo
Vocês trocaram mais algumas palavras e um dos amigos dele chamou vocês para se juntarem a roda de violão. Niall tocou e cantou, e ele fazia isso realmente bem. Ele não tirava os olhos de você, e algumas vezes parecia que ele estava cantando exclusivamente para você, como se só estivessem vocês dois ali.
Depois de alguns minutos, sobraram só você, Niall, e o violão.Vocês conversavam animadamente, quando ele sentou mais perto de você e lhe envolveu com os braços. Você encostou a cabeça no ombro dele e vocês ficaram alguns segundos em silencio, apenas admirando o mar e a lua cheia.
– Lembra quando eu disse que poucas coisas são melhores que comida? – ele disse quebrando o silêncio e lhe fazendo rir por lembrar do momento
– Lembro, como não lembrar?
– Bem, estar aqui com você agora, definitivamente, é bem melhor que comida – ele fez você corar. – Você cora sempre né? – ele disse rindo
– Sempre que você fala essas coisas, você realmente tem o dom de me deixar envergonhada bonitinho.
– Bonitinho? Poxa, achei que fosse mais que bonitinho – ele disse, fazendo cara de magoado
– Bonitinho é só uma expressão, não me entenda mal – você disse tentando consertar a situação
– Brincadeirinha sua boba, você fica linda assim.
– Assim como? – você perguntou confusa
– Assim, do jeito que esta agora. Na verdade, você é linda 25 horas por dia.
– Você não passou mais de 4horas comigo, não tem como saber. Imagine um leão, sou eu pela manhã – você disse rindo.
– Garanto que é um leão, ou melhor, uma leoa linda. E não preciso passar muito tempo com as pessoas para saber sobre elas. Já sei muitas coisas sobre você, sou muito observador, posso saber o que as pessoas estão querendo fazer apenas observando suas atitudes – ele disse fazendo cara de superior.
– Ok senhor observador, conte-me algo que, segundo você, estou querendo fazer.
– Deixe-me pensar...ok, você pegou, não sei o que você quer.
–Você nunca adivinharia – você disse dando um sorriso discretamente malicioso.
– Mas eu sei o que eu quero fazer. – Niall virou o corpo de frente para o seu, colocou a mão direita em sua nuca e a mão esquerda em seu rosto. Foi se aproximando lentamente até encostar os lábios dele nos seus. O beijo era suave e doce, mas ao mesmo tempo havia calor entre vocês. 
Quando o fôlego já estava lhes faltando, foram obrigados a parar o beijo. Niall lhe deu um beijo na testa e ficou lhe encarando
– Para com isso – você exclamou
– Com o que? – ele disse confuso
– De me olhar desse jeito
– Desse jeito como?
– Desse jeito que hipnotiza as pessoas
– Eu hipnotizo as pessoas? – ele sorriu – então vou lhe hipnotizar para que você faça o que eu quiser
– Engraçadinho você – você disse desviando o olhar e fitando a lua
– Você acredita em amor a primeira vista? – ele disse subitamente
– Talvez – você respondeu – e você?
– Até hoje pela manhã não – ele disse, e dessa vez foi ele quem corou e isso foi extremamente fofo. Você não sabia o que dizer e então resolveu ficar em silêncio, foi quando ele quebrou o silêncio novamente.
– Seria precipitado dizer que você ama alguém que conheceu há um dia?
– Acho que não, não se for verdadeiro. – você olhou dentro dos olhos dele, e parecia que haviam borboletas em seu estomago.
– Então...eu te amo – ele sussurrou – nunca pensei que pudesse amar alguém tão rápido, você é a princesa que eu estive esperando a vida toda.
– Você é perfeito – você sussurrou –perfeito pra mim.
– Por favor, seja minha princesa, pra sempre? – Niall disse com os olhos brilhando
– Para todo sempre meu príncipe. – você disse abrindo um enorme sorriso.
Ele lhe beijou suavemente, um beijo típico de novelas, calmo e apaixonado. 
Vocês estavam lá, a beira-mar, se beijando e tendo a lua e as estrelas como testemunhas de seu amor.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...