As decisões de Aurora

Aurora é uma rapariga simples. Inteligente, atraente, divertida e sempre tímida com os rapazes. Embora tivesse pretendentes, Aurora tinha aberto o seu coração a ninguém. Mas a vida dela está prestes a mudar quando os irmãos mais populares da faculdade se começam a interessar por ela. Quem será que irá invadir o coração da rapariga? Eduardo, o mais cobiçado e extrovertido que desperta desde logo em Aurora um interesse especial ou Afonso, o irmão misterioso que se interessa por Aurora apenas para irritar Eduardo?

2Likes
0Comentários
471Views

1. Vida universitária

 Aurora entrou em Direito na Universidade de Coimbra. Se era o seu sonho? Provavelmente não, mas também, quem é que sabe qual é o seu sonho aos 18 anos? Tudo o que Aurora sabia era que odiava injustiças e não suportava gente falsa. Isto, juntamente com a necessidade de ver a família orgulhosa de si, constituíam motivos mais que suficientes para se tornar advogada. Não uma advogada qualquer, uma excelente advogada. 

 Mas não estava a ser fácil. Para além de não ter ficado na mesma universidade que as suas melhores amigas, Mia e Telma, a verdade é que Aurora não conhecia praticamente ninguém em Coimbra. Iria ter de esperar que as praxes fizessem o seu trabalho. 

Aurora iria pela primeira vez na vida, tal como muitos outros jovens, viver sozinha. Mas viver sem a mãe e o pai não era uma novidade para ela. Não via o pai desde os seis anos quando ele as deixara, a ela e à mãe; e quanto a esta, tinha adoecido com problemas de alcoolismo, deixando Aurora entregue à sua Tia. 

Mas Aurora queria agora recomeçar a sua vida. Sabia que tinha perdido os anos da sua adolescência com estudo e mais estudo, mas não iria desperdiçar os seus anos universitários. Estava finalmente na altura de ser uma pessoa diferente com uma vida diferente.

Depois de dar uma volta pelo campus, foi procurar o local da sua primeira praxe. A recepção dos caloiros iria ser junto à biblioteca, mas Aurora ainda não vira nada que se parecesse com caloiros.

"Devo estar no sitio errado" disse Aurora desanimada.

"Na verdade, estás no sítio certo. A praxe é aqui, mas decidiram alterar o sistema. Eles estão ali em baixo naquela saída." Aurora virou-se e viu um rapaz moreno, de olhos azuis, com um sorriso confiante e determinado. "Eduardo, muito prazer"

"Aurora" 

"Aurora. Bonito nome. Então, eu vou para lá, queres acompanhar-me?" Eduardo tinha um olhar e um sorriso fantásticos, no entanto, deixava Aurora reticente quanto ao seu excesso de confiança.

"Sim.Tu...Vais praxar?" 

" Digamos que... Eu não me interesso muito por essas coisas. Mas é sempre divertido ver caloiros a levarem com sacos de farinha e ovos no cabelo. Especialmente quando vêm vestidos com a sua melhor roupa" Eduardo continuava a sorrir e olhava interessadamente para Aurora.

" Bem, acho que fugi à regra. Avisaram-me para trazer roupa velha, visto que vamos sofrer..." 

"Bonita e inteligente... Ok, vamos lá."

 Aurora sentia-se pouco à vontade com Eduardo. Ele era indiscutivelmente lindo e simpático, no entanto havia algo nele  demasiado irónico e perigoso. Mas também, ele só iria indicar-lhe o caminho. Nada mais.

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...